Clique no PLAY para leitura automática do texto:

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Porta 'Light Peak' é capaz de copiar Blu-Ray em menos de 30 segundos

24/02/2011 15h46 - Atualizado em 24/02/2011 16h32
Porta 'Light Peak' é capaz de copiar Blu-Ray em menos de 30 segundos
Sistema promete taxa de transferência duas vezes maior que USB 3.0.
Novidade já foi adotada no MacBook Pro com nome de 'Thunderbolt'.


Chip controlador da tecnologia "Light Peak" que permite taxas de transferência 12 vezes mais rápidas do que a Firewire 800 (Foto: Divulgação)Light Peak é o codinome de uma nova tecnologia de cabo ótico de alta velocidade concebida para interligar aparelhos eletrônicos. Ela foi desenvolvida pela Intel e oferece banda larga a partir de 10 Gbps com a capacidade potencial para chegar até 100 Gbps durante a próxima década, ou 2 vezes mais veloz que uma porta USB 3.0.

Com 10 Gbps, é possível transferir um longa-metragem de um filme em Blu-Ray em menos de 30 segundos. A tecnologia óptica permite também conectores menores e cabos mais longos, finos e flexíveis do que os atualmente possíveis.

A Light Peak também tem a capacidade de executar múltiplos protocolos simultaneamente em um único cabo, permitindo conectar periféricos como monitores, unidades de disco, docking stations e outras mais.

Novos computadores com o Light Peak começaram a ficar disponíveis para os usuários na nova linha do MacBook Pro da Apple, com o nome definitivo de "Thunderbolt".

Novo conector, logo e conectores (Foto: Divulgação)A porta Thunderbolt oferecerá desempenho diferenciado em uma ampla variedade de novos periféricos, além do Apple LED Cinema Display e de outros periféricos Mini DisplayPort. Será possível encadear até seis dispositivos Thunderbolt, incluindo o monitor.

O suporte a vídeo e oito canais de áudio facilita a conexão com dispositivos compatíveis com HDMI, como a TV ou som, usando o adaptador HDMI já existente. Atualmente suporta também adaptadores VGA, DVI e DisplayPort.

.
.
C=49273
.
.

Ônibus espacial Discovery é lançado rumo à sua última missão

24/02/2011 18h53 - Atualizado em 24/02/2011 19h18
Ônibus espacial Discovery é lançado rumo à sua última missão
Decolagem acontece após série de adiamentos e problemas com a nave.
Programa de ônibus espaciais da Nasa será aposentado até o final de 2011.

Após quatro meses de tentativas frustradas e adiamentos, o ônibus espacial Discovery foi lançado no Centro Espacial Kennedy, nos Estados Unidos, partindo para sua última missão no espaço nesta quinta-feira (24), às 18h50 (horário de Brasília).

O lançamento acontece após uma série de adiamentos por conta de vazamentos, problemas elétricos e rachaduras nos tanques externos. A equipe também sofreu baixas, com a substituição do especialista Tim Kopra, que se machucou após cair da bicicleta, pelo astronauta Steve Bowen.

Após reparos no sistema de combustível do veículo, a Discovery retornou ao complexo de lançamento 39A, no Centro Espacial Kennedy, em fevereiro de 2011. Os tanques externos foram completamente abastecidos durante a manhã desta quinta-feira.

A missão STS-133 leva seis astronautas e um robo humanoide à Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês). A equipe deve permanecer no espaço durante 11 dias, levando novos instrumentos aos posto orbital. Para instalá-los, duas caminhadas no espaço serão feitas pelos especialistas a bordo Steve Bowen e Alvin Drew.

Será a 35ª viagem de um ônibus espacial à ISS. O programa de ônibus espaciais da Nasa será aposentado até o final de 2011, com o voo final da Endeavour, na missão STS-134, e da Atlantis, que será utilizada novamente após a agência espacial norte-americana ter anunciado o fim do uso desta nave em 2010.


Da esquerda para a direita, os tripulantes da missão STS-133, a última da Discovery: Nicole Scott, Michael Barratt, Alvin Drew, Steve Bowen, Eric Boe e Steve Lindsey, comandante da tripulação (Foto: Nasa)

Notebooks da CCE com 2ª geração de CPUs da Intel chegam por R$ 1.500

25/02/2011 11h14 - Atualizado em 25/02/2011 11h58

Notebooks da CCE com 2ª geração de CPUs da Intel chegam por R$ 1.500
Configuração básica possui Core i3, 3 GB de memória e 500 GB de HD.
Usuário pode escolher entre os sistemas Windows 7 ou Satux Linux.


Nootbook da linha Chrome da CCE (Foto: Divulgação)A CCE anunciou nesta quinta-feira (24) o lançamento da nova linha de notebooks Win da série Chromo. Os produtos chegam ao mercado oferecendo novo design e também contam com a segunda geração de processadores Intel Core.

Os usuários podem escolher entre as diversas configurações de memória, disco e sistema operacional e processador, que vão até 4 GB de RAM e 640 GB de HD. Contam ainda com Windows 7 ou Satux Linux e Intel Core i3, i5 ou i7. Além disso, todos os modelos contam com webcam integrada e microfone embutido, 3 entradas USB, RJ-45, saída HDMI e saída de áudio. Todos possuem tela de 14 polegadas.

Entre os benefícios diferenciais do produto está a oferta de pacotes gratuitos do Microsoft Office Starter, Norton Internet Security e uma mochila da Targus para alguns dos modelos.

Os novos modelos podem ser encontrados nas grandes redes de varejo em suas lojas físicas e on-line com preço sugerido de R$ 1.500 para a configuração com processador i3, 3 GB de memória, 500 GB de HD e sistema Windows 7 Basic.

.
.
C=49267
.
.

Menino sérvio 'atrai' metais e porcelana

24/02/2011 09h22 - Atualizado em 24/02/2011 10h36
Menino sérvio 'atrai' metais e porcelana
Pais afirmam que Bogdan teria nascido com capacidade magnética.


O garoto sérvio Bogdan consegue 'grudar' utensílios
de porcelana a seu corpo (Foto: BBC)O menino sérvio Bogdan, de 7 anos, teria poderes magnéticos, segundo os seus pais. Facas, garfos, colheres e moedas parecem grudar-se imediatamente ao entrar em contato com o corpo de Bogdan.

E ele não atrairia só objetos metálicos. Imagens mostram que objetos de porcelana também parecem ficar colados no corpo do menino.

Para evitar acusações de que a pele de Bogdan é grudenta, os pais mostram que até uma panela de 2,5 quilos parece se atrair ao peito do menino.

Os pais dizem que ele tem o dom desde que nasceu e chega a beber 3 litros de leite por dia quando está muito ativo. Além disso, Bogdan não poderia se aproximar de computadores porque provocaria defeitos.

Médicos já teriam afirmado que o menino não poderia fazer um exame de ressonância magnética porque também danificaria o aparelho.

.
.
C=49265
.
.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Imazon acusa 'aumento expressivo' do desmatamento na Amazônia

23/02/2011 16h16 - Atualizado em 23/02/2011 17h02

Imazon acusa 'aumento expressivo' do desmatamento na Amazônia
Detecção em dezembro de 2010 foi 994% maior que um ano antes.
Cobertura de nuvens impossibilitou análise de 70% da região.

O Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), organização que faz um levantamento paralelo ao oficial da devastação na região amazônica, registrou desmatamento de 175 km² de floresta em dezembro. A estimativa está em relatório do órgão divulgado nesta quarta-feira (23).


Mapa do Imazon mostra pontos de desmatamento detectados em dezembro. (Foto: Reprodução)De acordo com o instituto, o número representa um “aumento expressivo de 994% em relação a dezembro de 2009, quando o desmatamento somou somente 16 km²”. Já em janeiro de 2011, foram registrados 83 km² de desmatamento, o que representou um aumento de 22% em relação a janeiro de 2010 quando o desmatamento atingiu 68 km².

O instituto destaca que os números podem estar subestimados. Em dezembro de 2010, assim como em em janeiro de 2011, foi possível monitorar somente 30% da Amazônia. Os outros 70% estavam cobertos por nuvens, dificultando a análise, em especial no Amapá, Pará e Acre, que tiveram mais de 80% da área florestal cobertos por nuvens.

Degradação

O Imazon detectou ainda 541 km² de florestas degradadas (parcialmente destruídas) em dezembro e 376 km² em janeiro. Os números também são maiores em relação a um ano antes. O instituto estima que o carbono emitido pelo desmatamento no período de agosto de 2010 a janeiro de 2011 (seis primeiros meses do chamado "calendário de desmatamento") foi de 13,9 milhões de toneladas.

Em dezembro, Rondônia contribuiu com 43% da área total desmatada na Amazônia Legal. Mato Grosso teve 31% e o Amazonas, 16%. Nos outros estados, o desmatamento foi proporcionalmente menor, ficando o Pará com 5%, o Acre com 4% e Tocantins com 1%. O desmatamento detectado no Pará, no entanto, foi menor possivelmente devido à densa cobertura de nuvens.

Em janeiro de 2011, a devastação foi maior em Mato Grosso, com 57%. O estado foi seguido do Pará, com 20%, e Rondônia, com 18%. O restante ocorreu no Amazonas (4%) e Roraima (1%).

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que faz o levantamento oficial da destruição da floresta amazônica, já indicavam um aumento da devastação no fim do ano passado, em comparação a 2009.

.
.
.
C=43604
.
.
.

Google Ventures investe em tecnologia para poupar eletricidade

23/02/2011 17h46 - Atualizado em 23/02/2011 17h46

Google Ventures investe em tecnologia para poupar eletricidade

MOUNTAIN VIEW, Califórnia (Reuters) - A Google Ventures, unidade de capital de risco do Google, anunciou que investirá em uma tecnologia de conversão de energia que pode poupar eletricidade usada por uma série de produtos, de aparelhos eletrônicos a carros híbridos.

A Google Ventures, a Kleiner Perkins e outros investidores de capital de risco anunciaram uma rodada de aportes de 20 milhões de dólares de seus fundos para a Transphorm. A empresa evita perdas de energia que resultam da conversão da corrente alternada, fornecida nas tomadas, para corrente contínua, usada por computadores e aparelhos elétricos.

Cerca de 10 por cento da energia perdida nos Estados Unidos ocorre em conversões --em adaptadores ineficientes de laptops que causam aquecimento, por exemplo.

A tecnologia, que reduz as perdas em conversões em 90 por cento, conseguiria poupar toda a energia necessária para abastecer a Costa Oeste dos EUA se o país inteiro a adotar, segundo os executivos.

A Transphorm começará a lançar produtos ainda este ano, direcionados para o mercado de dados de computadores.

Ainda não há detalhes sobre qual foi a parcela aplicada por cada um dos investidores.


.
.
.
C=43603
.
.
.

Google planeja lançar serviço de assinatura de filmes on-line, diz jornal

25/02/2011 09h50 - Atualizado em 25/02/2011 11h18

Google planeja lançar serviço de assinatura de filmes on-line, diz jornal
Semelhante ao Netflix, serviço seria lançado inicialmente na Europa.
Google destinou US$ 100 milhões para acordos de conteúdo com estúdios.


Google (Foto: Reprodução)O Google planeja lançar um serviço de assinatura ilimitada para acesso a filmes, semelhante ao Netflix e ao oferecido pela Amazon, publicou o "New York Post" nesta sexta-feira (25).

A companhia, que vem negociando com estúdios de Hollywood há meses, espera lançar o serviço inicialmente na Europa – especificamente no Reino Unido – antes de avançar para os Estados Unidos, afirmou o jornal, citando executivos da companhia.

O Google destinou US$ 100 milhões para acordos de conteúdo com estúdios e outros fornecedores em meio ao seu plano de expandir esse tipo de oferta. Representantes da companhia não estavam imediatamente disponíveis para comentar sobre a reportagem.

Garoto de 2 anos recebe comida com maconha

24/02/2011 12h29 - Atualizado em 24/02/2011 12h46

Garoto de 2 anos recebe comida com maconha para fins medicinais
Droga foi prescrita a Cash Hyde, que luta contra tumor no cérebro.
Pais afirmam que uso aumentou o apetite e melhorou o sono do filho.

O norte-americano Cash Hyde, com apenas dois anos e seis meses de idade, é uma das pessoas mais jovens no mundo a receber comida misturada com maconha para fins medicinais. Ele passou por uma cirurgia para retirar um câncer no cérebro e passa atualmente por tratamento para evitar que o tumor retorne.

Somente no estado norte-americano de Montana, 51 pessoas abaixo dos 18 anos usam a droga para fins medicinais. Nos Estados Unidos, 28 mil pacientes estão recebendo maconha como parte de tratamento médico, sejam eles adultos ou não.

Segundo os pais de Cash, a maconha ajudou o garoto a suportar os efeitos da quimioterapia, fazendo Cash ter mais apetite e dormir melhor. Antes de iniciar o tratamento com a droga, o menino chegou a passar 40 dias sem comer, chegando ao ponto de não conseguir mais erguer a própria cabeça. Ele sobrevivia com nutrientes injetados diretamente na circulação.

As informações são do portal "KTLA News".


O jovem Cash Hyde, que retirou um tumor do cérebro e passa por tratamento (Foto: KLTA News / reprodução)

.
.
.
C=43598
.
.
.