Clique no PLAY para leitura automática do texto:

domingo, 25 de abril de 2010

Zoológico de Londres expõe 'jaula' com humano

21/05/09 - 15h37 - Atualizado em 21/05/09 - 15h37

Zoológico de Londres expõe 'jaula' com humano
Zoo criou quarto personalizado para mostrar habitat natural do homem.
Objetivo é ampliar visão sobre os seres humanos e o mundo que os rodeia.




O zoológico de Londres (Inglaterra) criou um quarto personalizado, concebido para mostrar o habitat natural de um homem. O objetivo da exposição é dar aos visitantes a oportunidade de aprenderem mais sobre os seres humanos e o mundo que os rodeia. (Foto: Matt Dunham/AP)




O funcionário do zoológico de Londres (Inglaterra) Paul Hutton é observado por crianças em seu quarto personalizado. (Foto: Matt Dunham/AP)

Tecnologia pode tirar Estados Unidos da recessão

22/05/09 - 09h40 - Atualizado em 22/05/09 - 13h53

Tecnologia pode tirar Estados Unidos da recessão, diz Bill Gates
Presidente do conselho e cofundador da Microsoft fez discurso na quarta.
Ele foi otimista: 'estamos apenas no começo do que podemos fazer'.




Foto: Yuriko Nakao/Reuters Bill Gates, em foto de arquivo tirada em 2008. (Foto: Yuriko Nakao/Reuters) A tecnologia pode tirar os Estados Unidos da recessão e ajudar os mercados financeiros globais a funcionarem melhor, afirmou Bill Gates, presidente do conselho da Microsoft, em uma reunião de executivos de alto escalão na sede da empresa da qual é cofundador.

"As empresas farmacêuticas terão como retorno altos ganhos de produtividade. Estamos apenas no começo da revolução dos softwares e da tecnologia da informação ", disse Gates no encontro anual de diretores promovido pela Microsoft na sede da empresa, próxima a Seattle.

"Estamos apenas no começo do que podemos fazer pela educação, pela comunicação, e o que isso representa em termos de eficiência dos mercados globais", afirmou.

Gates, que tem se dedicado a questões de educação e saúde na sua fundação Bill & Melinda Gates desde que abriu mão de seu papel do dia-a-dia na empresa, no ano passado, fez os comentários na quarta-feira (20) no evento fechado. As informações foram tornadas públicos na quinta-feira (21).

"As oportunidades para inovação são hoje mais fortes que nunca", declarou Gates ao público, que incluiu o investidor bilionário Warren Buffet, além de Rupert Murdoch, presidente do conselho da News Corp, e o diretor-executivo da Amazon, Jeff Bezos.

Otimismo
Apesar de a Microsoft estar demitindo 5 mil funcionários, seu diretor-executivo, Steve Ballmer, também foi otimista, dizendo que o mundo dos negócios está apenas "chegando no meio tempo" da revolução da internet. Ele minimizou preocupações de que a recessão espantaria investimentos em novas empresas de tecnologia por parte de empresas de capital de risco (VCs, em inglês).

"As VCs estão recuando," disse Ballmer. "A sétima, oitava, e nona versão da ideia não irá receber investimentos hoje, mas a maioria das boas propostas ainda receberá recursos. Há muito capital de investimento por aí". Ele afirmou que os gastos com pesquisas e desenvolvimento também estão fortes.

O chefe de pesquisas da Microsoft, Craig Mundie, afirmou em fevereiro que a empresa não iria reduzir seu orçamento de US$ 9 bilhões para pesquisa e desenvolvimento neste ano fiscal.

sábado, 24 de abril de 2010

Pai desmaia dirigindo, filho de 6 anos assume volante

22/05/09 - 12h11 - Atualizado em 22/05/09 - 12h11

Pai desmaia dirigindo, filho de 6 anos assume volante e evita acidente
Motorista passou mal ao voltar do restaurante com os 2 filhos pequenos.
Mais velho percebeu problema, pulou para a frente e controlou o carro.


Foto: Reprodução/NP Telegraph Tustin Mains percebeu que algo estava errado com o pai, pulou para a frente e controlou o carro. (Foto: Reprodução/NP Telegraph)A polícia de Nebrasca (Estados Unidos) afirma que um menino de 6 anos assumiu o volante da picape da família quando o pai desmaiou e e evitou um acidente, segundo reportagem do jornal americano "North Platte Telegraph".

Tustin Mains estava no banco traseiro com o irmão de 3 anos quando notou que o pai, Phillip Mains, começou a passar mal no caminho do restaurante para casa, no domingo à noite. Ele pulou no colo do pai e controlou a direção.
O pé de seu pai desfalecido ficou sobre o acelerador, mantendo a velocidade entre 20 e 25 km/h.

Outros motoristas perceberam que uma criança estava dirigindo o carro (um Chevrolet Avalanche) e fizeram uma espécie de comboio na frente e atrás da picape, com o pisca-alerta ligado.

A tensão durou vários quarteirões. Tustin chegou a dar meia-volta quando chegou a um lugar que não conhecia. Até que o policial Roger Freeze se aproximou, saltou da viatura e, correndo, alcançou a picape. A janela do motorista estava aberta, e foi por ela que Freeze entrou, e controlou a situação.

"Eu me lembro de estar passando pelo correio - isso foi por volta das 6h45", disse Phillip ao jornal "The North Platte Telegraph". "Depois só me lembro de acordar com o policial e os paramédicos, e isso foi às 8h15."

O chefe da polícia de North Platte, onde ocorreu o incidente, elogiou o policial e o pequeno Tustin. O único prejuízo foi um arranhado na lataria da picape, provocado quando o motorista mirim olhou para trás e bateu na lateral de uma ponte. Sobre a aventura, contou que ficou com medo duas vezes: quando viu o pai "dormindo" e quando o policial pulou janela adentro.

Mouse e pen drive encarnam 'transformers'

20/05/09 - 20h35 - Atualizado em 20/05/09 - 20h37

Mouse e pen drive encarnam 'transformers' para atrair o público
Periféricos se transformam em figuras como dinossauro e felino.
Produtos serão lançados em setembro por até US$ 60.




Pen drive com capacidade de 2GB se transforma em felino no estilo 'Thundercats'. Chega em setembro, por US$ 43. (Foto: Reprodução)




Na mesma linha divertida da transformação, o 'Trypticon Transforming Laser Mouse' tem 800 dpi e será vendido por US$ 60. (Foto: Reprodução)

Morre uma das blogueiras mais velhas do mundo

22/05/09 - 04h07 - Atualizado em 22/05/09 - 09h19

Morre uma das blogueiras mais velhas do mundo
A espanhola Maria Amelia Lopez tinha 97 anos.
Blog foi criado com a ajuda do neto, que digitava as memórias da avó.


A espanhola Maria Amelia Lopez, que ganhou fama como uma das blogueiras mais velhas do mundo, morreu na manhã de quarta-feira (20), aos 97 anos, na província de La Coruna. Ela era responsável pelo blog A mis 95 años, criado com a ajuda do neto.

Na imagem, a espanhola Maria Amelia Lopez, de 97 anos, aparece na tela de um computador em Hong Kong. (Foto: Mike Clarke/AFP Photo ) saiba mais

A página reunia as memórias de Maria Amelia, incluindo fatos relacionados à Guerra Civil da Espanha e aos anos de ditadura do general Francisco Franco. A blogueira ditava os textos e o neto Daniel escrevia, pois ela tinha problemas na vista. Por conta da fama obtida com o site, a avó conheceu o primeiro-ministro Jose Luis Rodriguez Zapatero.

“Meu neto me deu esse blog no dia 23 de dezembro de 2006, quando eu tinha 95 anos, e mudou minha vida. Desde aquele dia, tive mais de 1,5 milhão de visitas de internautas dos cinco continentes”, escreveu em um post. O texto mais recente, postado pelo neto, informa sobre a morte de Maria Amelia e já tem mais de 500 comentários.

Em 2007, a avó venceu o Best Of Blogs (BOBs), o concurso de blogs da rede de televisão alemã "Deutsche Welle" (DW), na categoria em espanhol.

Médico usa furadeira em cirurgia e salva vida

20/05/09 - 05h26 - Atualizado em 20/05/09 - 12h57

Médico usa furadeira em cirurgia e salva vida de menino na Austrália
Nicholas Rossi, de 12 anos, teve um coágulo sanguíneo após cair de bicicleta.

Um garoto de 12 anos escapou da morte depois que um médico australiano usou uma furadeira caseira para remover um coágulo sanguíneo de seu crânio.

Nicholas Rossi sofreu uma queda de bicicleta na última sexta-feira (15), batendo com a cabeça na calçada perto de sua casa, na cidade de Maryborough, ao noroeste de Melbourne.

Após passar alguns segundos inconsciente, ele disse que estava bem. Mas pouco depois começou a reclamar de dores de cabeça, e quando sua mãe notou que ele estava com um galo pouco acima da orelha, resolveu levá-lo ao hospital.

Segundo o jornal local "The Age", o médico que atendeu Nicholas, Rob Carson, identificou na hora os sintomas de sangramento interno e percebeu que tinha alguns minutos para salvar a vida do menino.

Seguindo as instruções de um neurocirurgião de Melbourne, por telefone, ele conseguiu uma furadeira na sala de manutenção do hospital, que não é equipado com furadeiras cirúrgicas, acrescentou o diário.

O médico perfurou o crânio de Nicholas e usou um fórceps para alargar o orifício. Em seguida, instalou um dreno para retirar todo o sangue que estava pressionando sua cabeça.

Ainda segundo o The Age, o menino foi transferido de helicóptero uma hora mais tarde para o Hospital Infantil Real de Melbourne e recebeu alta na terça-feira (19), dia em que completou 13 anos.

"O menino estava morrendo na minha frente, e isso era mais amedrontador do que usar uma furadeira caseira na operação", disse ele ao jornal.

sábado, 10 de abril de 2010

MELHORES JOGOS DO ATARI

MELHORES JOGOS DO ATARI

Desta vez o nosso MELHOR é sobre os melhores jogos de Atari. Este talvez seja o mais saudoso sistema de todos os tempos e tenho certeza que foi bem difícil para todos nós que colecionamos uma penca de ATARIS, decidir quais são os 11 melhores dentre tantos jogos que marcaram a infância de tanta gente.



Sem mais delongas, vamos à lista!

And the BEST goes to…

1. H.E.R.O.

Lançado em 1984 pela Activision, neste jogo de plataforma (cujo acrônimo ninguém sabe ao certo o que significa) nosso H.E.R.Ó.I. tem que descer por diversas galerias de cavernas para resgatar mineradores, chuchando laser nas criaturas que habitam as cavernas e abrindo caminho na base da dinamite. Votado como o melhor por dois jurados, ganha o título mas fica apenas na 5a colocação entre os mais lembrados com 5 votos.



2. River Raid

Lançado em 1982 pela Activision, neste shmup seu objetivo é simplesmente detonar tudo o que aparece pela frente (menos os postos de combustível quando você está quase na banguela) tomando cuidado para não esbarrar em nada, nem nas laterais do rio! Mesmo tendo sido mais vezes votado como melhor jogo que H.E.R.O. ( 3 vezes! ) e tendo sido mais lembrado ( 6 vezes! ), River Raid fica na segunda colocação, mas por MUITO POUCO!



3. Enduro

Lançado em 1983 pela Activision (peraí… de novo!?!?), este é um jogo de corrida que foi pioneiro em utilizar mudanças ambientais e climáticas. O jogo é uma corrida para ultrapassar entre 200 a 300 carros a cada momento do dia, que vai passando e nos mostra o amanhecer, entardecer, anoitecer, além de contar com uma parte do dia que se passa na neve, outra parte em uma densa neblina e outra no breu quase completo da noite. Diferenciado pela beleza com que mostrava estes diferentes ambientes e climas (dentro do que era possível fazer no Atari) e icônico principalmente pelas fases da neblina e noturna.



4. Pitfall!

Lançado em 1982 pela (adivinhem!!!) Activision, este jogo de plataforma foi um dos mais bem sucedidos para o Atari. Diferente da maioria dos jogos do Atari, possuía um objetivo muito bem definido, que não era “ganhar a maior quantidade de pontos possível até que você perca todas as suas vidas ou fique com L.E.R.” Nele, seu objetivo era ganhar a maior quantidade de pontos possível, tentando coletar os 32 tesouros existentes, mas existia um limite de pontos e de tempo para tanto!



5. Keystone Kapers

Lançado pela Activision (sim!!! Activision!) em 1983, neste jogo de plataforma você é um policial tentando capturar um ladrão dentro de uma loja de departamentos antes que ele consiga fugir pelo telhado, mas que é atrapalhado por todo tipo de objetos: de carrinhos de supermercado desgovernados a descontrolados aviões de controle remoto. A jogabilidade é bem simples: CORRA! de preferência sem esbarrar nos objetos. Escadas rolantes (nas quais, prezando pelo bom-exemplo, você não pode correr) nas laterais e um elevador no meio do mapa dão um toque de capricho a mais. Este foi o único jogo lembrado por todos os nossos jurados!



6. Kung Fu Master

Lançado em 1987 pela Activion, este beat-em-up é na realidade uma excelente conversão de um sucesso dos fliperamas lançado originalmente pela Irem em 1984, que inspirou grandes sucessos do gênero tais como Double Dragon, Final Fight e Streets of Rage. A versão do Atari, mesmo com som e gráficos bem mais simples e um botão a menos, não deve em nada em termos de jogabilidade e diversão. Pioneiro do agora batidíssimo esquema “seqüestraram minha namorada então eu tenho que sair batendo em todo mundo para resgatá-la”, neste jogo você tem que subir os 5 andares da torre, enfrentado um bando de soldados capengas e um chefão a cada andar.



7. Megamania

Lançado pela… Activision… em 1982, este shmup que parece uma evolução da jogabilidade de Space Invaders tem uma das histórias mais peculiares da história dos jogos eletrônicos: você está dormindo e de repente tem um pesadelo no qual você está em uma nave no espaço e diversos objetos do cotidiano como hambúrgueres e ferros de passar roupa estão atirando contra você!!! Difícil é distinguir o que é o que sem o manual para esclarecer! Mesmo tendo sido votado uma vez como o melhor jogo do Atari, Megamania conseguiu ficar apenas na 7a posição.



8. Adventure

Lançado em 1979 pela Atari (aleluia!!), foi o primeiro jogo do tipo “quest” para console. Com muita criatividade, seu programador superou muitas limitações técnicas do Atari e conseguiu algo que era considerado impossível por muitos. Neste jogo você tem a missão de encontrar o cálice e trazê-lo para o castelo dourado, passando por labirintos e tomando muito cuidado com os dragões. Outra peculiaridade sua é ser o primeiro jogo a ter um “easter egg” famoso, onde é possível ver o nome do programador, coisa que era proibida pela Atari.



9. Space Invaders

O clássico dos clássicos dos shmups. Originalmente lançado em 1978 nos fliperamas pela Taito, a versão do Atari, lançada em 1980 pela Atari, foi não somente a primeira conversão oficial de um jogo de fliperama como tornou-se o primeiro “killer app” (jogos que impulsionam fortemente a venda de um aparelho) da história.



10. Pac-Man

Lançado em 1980 pela Namco nos fliperamas e convertido para o Atari em 1982, pela Atari, este é o maior sucesso de vendas do Atari, totalizando 7 milhões de cópias. Este jogo revolucionou os fliperamas da época, que eram basicamente apenas variações de PONG e shmups, e definiu o estilo “arcade”. Perseguido por fantasmas através de um labirinto cheio de biscoitos wafers a serem comidos, Pac-Man tornou-se o personagem de jogos eletrônicos mais reconhecido no mundo e mantém este título até hoje.



11. Frostbite

Lançado em 1983 pela (mais uma vez…) Activision, neste jogo de gênero “arcade” seu objetivo é pular nos blocos de gelo que atravessam um rio no Ártico para construir um iglu e se proteger do frio antes que a temperatura chegue a 0 oC, enquanto desvia de pássaros, caranguejos e até um urso polar. Lembrado apenas por dois jurados, este jogo ficou apenas na 12a colocação entre os mais lembrados e foi o único jogo do TOP 11 que não ficou entre os 11 mais lembrados.



A lista dos mais lembrados é:

1. Keystone Kapers

2. River Raid

3. Enduro

4. Pitfall!

5. H.E.R.O.

6. Kung Fu Master

7. Megamania

8. Space Invaders

9. Pac-man

10. Adventure

11. Frogger

Curiosidades:

- Frogger foi o 11o mais lembrado mas apenas o 23o mais bem votado.
- Pela primeira vez um jogo é votado como o melhor por um jurado mas nem assim entra para a lista. Este jogo foi o Montezuma’s Revenge, que ficou na 14a posição.
Menção honrosa para:

Spiderman, Moon Patrol, Montezuma’s Revenge, Demon Attack, Beamrider, Defender, Pole Position, Boxing, Bobby is Going Home, Joust, Phoenix, Frogger, Decathlon, Frogs and Flies, Popeye, Solaris, Atlantis, Frontline, Tennis, Smurfs e Missile Command

Agora, digam-me… o que seria do Atari sem a Activision??

DOWNLOAD DOS JOGOS + EMULADOR


http://www.4shared.com/dir/17045794/98c511a6/Atari-500Jogos.html



http://atari500.4shared.com





EMULADOR PARA WINDOWS XP:
http://stella.sourceforge.net/downloads.php



.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Mãe de menino com câncer recusa tratamento

21/05/09 - 11h04 - Atualizado em 21/05/09 - 11h04

Mãe de menino com câncer recusa tratamento e gera debate nos EUA
Com 13 anos, garoto tem linfoma de Hodgkin, que pode ser curado.
Pais, no entanto, dizem ser contra quimioterapia por razões religiosas.

Um garoto de 13 anos está com câncer e fugindo da polícia com sua mãe, nos Estados Unidos. daniel Hauser teve um linfoma de Hodgkin diagnosticado em janeiro desse ano, depois de sentir dores no peito. O linfoma de Hodgkin é um tumor maligno que tem tratamento conhecido e com bons resultados, quando iniciado a tempo.

O tratamento ideal para esse tipo de tumor são sessões de quimioterapia e eventualmente complementação com radioterapia. Depois das primeiras sessões de quimioterapia a família do jovem interrompeu o tratamento e não retornou mais ao hospital. Os médicos apelaram para a justiça estadual, que realizou uma audiência em 15 de maio para avaliar a situação.

A mãe do garoto declarou ser contra a quimioterapia por razões religiosas. A família faz parte de uma seita que segue orientações indígenas e que não admite medicações que ataquem o corpo humano. O rapaz está sendo tratado com ervas e vitaminas. A mãe diz que a quimioterapia seria um veneno para o filho.

Os médicos por outro lado explicaram que o tumor de Daniel tem mais de 90% de chances de ser curado e ele tem somente 5% de probabilidade de sobreviver sem o tratamento. O juiz ordenou que uma avaliação radiológica fosse feita, e os raios-X mostraram que o tumor de Daniel voltou a crescer após o tratamento inicial e está pior do que em janeiro.

Mãe e filho faltaram à audiência marcada para 19 de maio e o juiz emitiu uma ordem de prisão para a mãe, caracterizando o quadro como negligência médica.
As últimas notícias dão conta de que os dois estariam fugindo em direção ao México.

O caso não é inédito nos Estados Unidos, e curiosamente os outros episódios também aconteceram com linfomas de Hodgkin. O tumor atinge adultos jovens e adolescentes, que por isso são legalmente dependentes dos pais. A discussão é até que ponto a vontade dos pais de um menor pode impedir a um tratamento médico que pode salvar a vida dessa criança. Qual o papel do Estado em proteger as crianças, e qual é o limite para essa proteção?

As dúvidas da sociedade são criadas pelo avanço tecnológico e surgem mais rapidamente do que as leis. Todos nós devemos pensar em que sociedade queremos viver para que esse consenso possa chegar até a Justiça através de novas leis, se for o caso.

Lei estadual exige 'repatriação' de fósseis

22/05/09 - 07h30 - Atualizado em 22/05/09 - 08h16

Lei estadual exige 'repatriação' de fósseis e gera debate entre paleontólogos
Legislação mineira forçou compromisso de devolução por grupo da USP.
RS possui disposição parecida; discussão é se há conflito com lei federal.

Estudar fósseis no Brasil pode se tornar consideravelmente mais complicado. Os restos de animais e plantas do passado remoto, considerados patrimônio da União pela (vaga) legislação existente, estão sendo reivindicados por seus estados de origem. O caso mais recente envolve crocodilos de 90 milhões de anos, estudados por um pesquisador da USP de Ribeirão Preto, que terão de ser devolvidos a instituições de Minas Gerais.




Crânio de crocodilo baurussuquídeo, pertencente ao mesmo grupo dos achados no ano passado em MG (Foto: Faperj/Divulgação)

Os paleontólogos se dividem sobre a obrigatoriedade de devolver os fósseis. Se a medida pode, por um lado, fortalecer os núcleos locais de pesquisa, também corre o risco de levar ao armazenamento do material em locais inadequados ou mesmo a "reservas de mercado" de natureza política. "O que eu realmente gostaria de saber é se essa regra vai ser aplicada a todos os que trabalham em Minas Gerais", disse ao G1 o paleontólogo Max Cardoso Langer, da USP.

No ano passado, Langer foi alertado da presença de fósseis potencialmente interessantes em Campina Verde (MG), município do Triângulo Mineiro, por seus colegas da Sociedade Brasileira de Paleontologia (SBP). "Verificamos que havia ali três crânios de baurussuquídeos [parentes extintos dos crocodilos, com hábitos terrestres e cerca de 3 m de comprimento]. É um material legal, de 40% a 50% completo, que pode ser de uma espécie nova. Eu diria que tem relevância técnica", avalia Langer. Um aluno de doutorado do paleontólogo vai estudar os fósseis.

Mas a condição para a realização da tese, colocada num termo de compromisso assinado por Langer e por representantes do Ministério Público do Estado de Minas Gerais, é a devolução dos fósseis após um período de quatro anos. "Como Campina Verde não tem estrutura para abrigar o material, ele deve ficar na Universidade Federal de Uberlândia", diz Langer, cujo objetivo inicial era permanecer com os fósseis em sua própria instituição.

Direito de retorno
Marcos Paulo de Souza Miranda, coordenador das Promotorias de Justiça de Defesa do Patrimônio Cultural de Minas Gerais, explica que a lei estadual que determina o retorno dos fósseis ao estado é de 1994. "Mas esta é a primeira vez, até onde tenho conhecimento, na qual ela é aplicada." Segundo Miranda, a comunidade de Campina Verde teria entrado em contato com o Ministério Público "porque eles viram o material sendo coletado e não sabiam se ele ia voltar algum dia".

A falta de legislação detalhada e específica é um dos motivos pelos quais os estados consideram legítimo criar disposições como a de Minas Gerais. Walter Lins Arcoverde, diretor de fiscalização do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), considerado o órgão regulador do tema no Brasil, explica que os fósseis foram definidos como propriedade da nação numa lei de 1942. A Constituição de 1988, de forma um tanto vaga, ratifica essa ideia, mas também diz que cuidar do patrimônio paleontológico é competência do governo federal, dos estados e dos municípios. Para piorar, não há penalidade estabelecida por lei para o comércio de fósseis dentro do Brasil ou do Brasil para o exterior -- daí a presença ilegal, mas um bocado comum, de material brasileiro em museus do Primeiro Mundo, ou até em sites de comércio de fósseis na internet.

Por causa do que diz a Constituição, "entendo que não há conflito com a visão dos fósseis como bens da União. Os estados têm competência para legislar sobre isso", diz Miranda, do Ministério Público mineiro. "Também é um princípio consagrado pelo direito internacional a vinculação dos bens culturais ao seu local de origem", afirma.

No Rio Grande do Sul, uma lei que controla a pesquisa paleontológica também está em vigor desde 2001. A legislação estadual determina que os fósseis encontrados no estado (importantes por ajudarem a entender, por exemplo, a origem dos dinossauros há mais de 200 milhões de anos) só podem ser estudados por pesquisadores de outros locais do Brasil por meio de convênios com os paleontólogos gaúchos. Autorizações especiais são necessárias para transportar o material para fora do estado, e a lei também menciona rapidamente o "retorno" dos fósseis.

Ordem na casa
Ana Maria Ribeiro, paleontóloga da Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul e vice-presidente da SBP, considera a lei de seu estado positiva por "botar ordem na casa". "Nós temos centenas de alunos de mestrado e doutorado em paleontologia e toda a estrutura para manter o material aqui. Por isso, achamos que é uma questão de respeito, para evitar que alguém apareça do nada e ponha por água abaixo um trabalho sério que já estava acontecendo no estado", explica.

Ribeiro lembra que, quando a SBP comunicou Langer sobre os fósseis em Campina Verde, pessoas da região haviam procurado a sociedade com medo de que o material, exposto na zona rural, se perdesse. Por isso mesmo, ela lembra a necessidade de garantir que os fósseis tenham condições adequadas de curadoria, se forem mesmo armazenados em Minas Gerais.

João Carlos Coimbra, atual presidente da SBP e pesquisador da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), diz que esse tipo de lei pode ser positiva como forma de estimular a formação de paleontólogos capacitados no local onde os fósseis são encontrados.

Por outro lado, ele lembra que algumas regiões do Brasil teriam dificuldade tanto em estudar quanto em preservar seu patrimônio paleontológico. "O risco de engessar a pesquisa é uma realidade. Principalmente na paleontologia de vertebrados, alguém pode ter problemas políticos com outro pesquisador e dizer 'não gosto dele, então não vou deixar entrar aqui'. Também não gosto dessa coisa de dizer que o fóssil fica aqui ou fica ali. Ele tem de ficar onde houver boas condições de curadoria", diz Coimbra.

Experiência argentina
Mario Alberto Cozzuol, paleontólogo da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) que trabalha há anos na Amazônia, lembra que as províncias argentinas possuem leis semelhantes às que estão sendo implementadas no Brasil.

"Embora essas exigências possam parecer uma problema, em especial para os pesquisadores dos grandes centros, eu as vejo como positivas porque fomentam o desenvolvimento da disciplina localmente. A paleontologia é uma disciplina fortemente dependente de coleções. Sem elas, nunca seria possível desenvolver um grupo de trabalho. Se os materiais podem ser livremente levados para fora dos estados de origem, será difícil para eles fomentar o desenvolvimento desses grupos. Hoje em dia existem apenas dois "centros" de paleontologia em Minas, um em Uberaba, no Triângulo, e outro em Belo Horizonte. Sem dúvidas, o potencial do estado é bem grande e permitiria mais pesquisadores", diz ele.

A situação, no entanto, também pode degringolar se não houver cuidado e vigilância, alerta Cozzuol.

"Acho também que a legislação tem de ser realista e não fomentar o depósito de fósseis em locais inadequados ou onde não existe um especialista para se responsabilizar por eles. Já vi muito museu municipal desativado para ser transformado em escola de dança ou coisa semelhante. O Estado tem também de ficar atento para que esse tipo de legislação não acabe virando uma espécie de reserva de mercado que fomente uma barganha científica, beneficiando pesquisadores locais de nível medíocre por serem os detentores dos direitos sobre os fósseis, extorquindo os de fora com participação imerecida em trabalhos publicados ou com compensações como equipamentos ou outros recursos."

Passou do ponto?
O ideal para evitar distorções seria mesmo uma legislação federal mais clara e efetiva, e Walter Arcoverde, do DNPM, diz que o órgão está trabalhando para levar uma proposta do gênero, via Executivo, a votação. "Acho que os estados, se a intenção for proteger o patrimônio e evitar sua destruição, podem ser mais restritivos. Mas a exigência do retorno, mesmo que sutilmente, parece exagerada. Creio que eles avançaram o sinal nesse sentido", diz Arcoverde, que promete esforços para incorporar o problema, resolvendo-o, na legislação futura.

No entanto, Miranda, do Ministério Público mineiro, não vê sua atuação como entrave à pesquisa. "Os pesquisadores sérios, que tenham compromisso com o patrimônio, vão compreender essa necessidade. E, claro, seremos razoáveis na hora de decidir onde e como abrigar os fósseis", afirma.

Larvas de peixe de duas cabeças aparecem em rio na Austrália

22/05/09 - 11h22 - Atualizado em 22/05/09 - 11h22

Larvas de peixe de duas cabeças aparecem em rio na Austrália
População que mora perto do rio Noosa aponta uso de pesticidas como causa de fenômeno.

A contaminação por substâncias químicas em um rio no centro-leste da Austrália está sendo apontada como a principal culpada pelo nascimento de peixes com duas cabeças. Moradores que vivem perto do rio Noosa, no estado de Queensland, disseram à mídia local acreditar que poluição tenha deformado milhões de larvas de peixes.




Embrião não tem aspecto lá muito agradável (Foto: Gwen Gilson )
Segundo eles, as substâncias seriam provenientes de uma fazenda de macadamias (tipo de fruto originário da Austrália), situada próximo ao local. Mas o governo de Queensland informou a jornalistas que o nível de substâncias químicas detectado "é muito baixo para afetar a formação dos peixes".

Risco para humanos
O aquacultor Matt Landos, do Centro de Saúde Aquática Animal, disse à BBC Brasil que a incidência das substâncias pode trazer riscos para humanos."Não é confirmado ainda que haja risco de comer peixes da região ou tomar água. Mas assim como aconteceu com os peixes, acho legítimo se preocupar com os efeitos desses químicos na reprodução humana".

O especialista informou que ao menos meio milhão de larvas de peixes foram infectadas durante quatro desovas que ocorreram na área. Os peixes que foram levados do rio Noosa para o local onde a procriação ocorreu "foram expostos à poluição dos pesticidas", afirmou ele. As larvas deformadas não teriam sobrevivido mais de 48 horas.

O aquacultor propõe que os pesticidas sejam banidos e que sejam utilizados outros materiais para impedir a contaminação dos rios.

Para a porta-voz do Sistema Nacional de Tóxicos, Jo Immig, há preocupações sobre a presença da substância carbendazim, ligada a defeitos de nascimento. Immig disse que já havia pedido que os pesticidas fossem banidos.

Israel apresenta a menor Bíblia eletrônica do mundo

26/04/09 - 12h50 - Atualizado em 26/04/09 - 13h09

Israel apresenta a menor Bíblia eletrônica do mundo
Livro sagrado em hebraico coube em chip de 0,5 milímetro.
Objeto será dado de presente ao Papa Bento XVI.




O chip com 0,5 milímetro carrega todos os textos da bíblia em hebraico e será dado de presente ao Papa Bento XVI. Projeto foi desenvolvido pela Technion, Instituto de Tecnologia de Israel (Foto: AFP/Technion)




Microbíblia, do tamanho de um grão de areia, tem as mais de 300 mil palavras da Bíblia (Foto: Dan Balilty/AP)

Inventor constrói bicicleta de 4 metros de altura no DF

17/10/08 - 10h32 - Atualizado em 17/10/08 - 10h45

Inventor constrói bicicleta de 4 metros de altura no DF
A bicicleta é a realização de um antigo sonho do policial Francimar Barbosa.
A invenção chama a atenção pelo tamanho e também pelo design.

O policial militar Francimar Barbosa, morador do Gama, no Distrito Federal, levou seis meses para construir uma bicicleta de quatro metros de altura. A invenção pesa 52 kg, tem 1,5 m de largura e mais de 2,5 m de comprimento. Foi criada para apenas uma pessoa, mas um segundo assento foi acrescentado a pedido do filho.

A oficina é o canto da casa que Francimar mais gosta. É o lugar onde ele coloca em prática todas as suas idéias. O inventor explica que não há limites para novas criações. O dom foi revelado aos 11 anos, quando começou a construir carrinhos de madeira. Depois, os trabalhos passaram a ser feitos com metal, e outras engenhocas foram aparecendo. A bicicleta gigante está inscrita para entrar no Ranking Brasil, uma espécie de Guinness só para recordes do país.

A idéia surgiu de lembranças da infância. Na época, a vontade era participar do desfile de 7 de Setembro. “Eu não tinha condições de ter uma bicicleta para ir ao Plano Piloto [região onde o desfile acontece] e sempre planejei fazer uma. Não queria comprar. Queria fazer uma do meu jeito e foi isso que eu fiz”, conta Francimar Barbosa.

A brincadeira enche de orgulho o pequeno Mairon Bacelar, filho do policial. “Quando ele pede alguma coisa, eu vou lá dentro e trago. Assim, a gente vai fazendo. Se alguma coisa der errada, a gente faz tudo de novo”, revela o estudante.

“A minha intenção é estar presente na vida do meu filho. Além dele, também quero agraciar outras crianças com essa invenção”, acrescenta Francimar.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Grupo descobre motivo da resistência do câncer de pâncreas

22/05/09 - 09h18 - Atualizado em 22/05/09 - 09h18

Grupo descobre motivo da resistência do câncer de pâncreas a remédios
Pequena irrigação de sangue dificulta chegada de medicamento ao tumor.
Trabalho está na revista científica americana 'Science'.

Os tumores do pâncreas possuem poucos vasos sanguíneos e, por isso, não têm muitas vias para a distribuição de remédios contra o câncer, segundo estudo publicado pela revista "Science".

Isso poderia explicar porque o câncer de pâncreas é um dos mais letais, segundo a equipe de cientistas liderada por Kenneth Olive, do Instituto do Câncer de Cambridge, no Reino Unido. O tratamento padrão da doença é feito através do remédio gemcitabine, que garante mais algumas semanas de vida ao paciente.

Mais sangue, menos tumor
Na pesquisa, um grupo de ratos geneticamente modificados desenvolveu tumores pancreáticos. A equipe de Olive observou que os tumores dos animais não contavam com muitos vasos sanguíneos, uma característica que também aparecia em amostras de tumor pancreático humano.

Os pesquisadores iniciaram um tratamento nos ratos com gemcitabine e outro composto, IPI-926. A combinação de remédios resultou no aumento da quantidade de vasos sanguíneos dentro do tumor, além de uma distribuição maior do gemcitabine, o que retardou o avanço do câncer, segundo o relatório.

O estudo pode gerar novas formas de tratamento do câncer de pâncreas, um mal que afeta 42.500 pessoas por ano e mata 35.000 anualmente nos Estados Unidos.

Gengibre pode ajudar doentes de câncer

18/05/09 - 11h27 - Atualizado em 18/05/09 - 11h27

Gengibre pode ajudar doentes de câncer a enfrentar náuseas da quimioterapia
Uma colher de chá reduziu os efeitos negativos do tratamento de tumor.
Ânsia e vômitos podem acometer até 70% das pessoas nessa condição.

Pesquisadores descobriram que uma colher de chá de gengibre pode diminuir a náusea associada ao tratamento de quimioterapia. A náusea e os vômitos estão entre os mais comuns e altamente desagradáveis efeitos indesejados no tratamento dos tumores malignos. Cerca de 70% dos pacientes podem vir a sentir esses problemas.

Os resultados da pesquisa foram apresentados em uma coletiva de imprensa que serviu de prévia para o Congresso da Sociedade de Oncologia Clínica daqui há duas semanas em Orlando, na Flórida. Foram estudados mais de 600 pacientes que estavam em tratamento com quimioterápicos e que já haviam apresentado náuseas e vômitos nos primeiros ciclos.

Divididos em grupos, os participantes receberam no próximo ciclo do tratamento uma suplementação de pílulas de gengibre ou placebo, alem dos medicamentos habituais para náusea. As doses de gengibre equivaliam a 1, 1,5 e 0,5 grama de gengibre ralado. Os pacientes começavam a tomar as doses de gengibre 3 dias antes de começarem a quimioterapia e as mantinham até o fim do ciclo.

Todos as dosagens de gengibre foram eficientes em reduzir a náusea associada ao tratamento. Aqueles que receberam a dose menor, 0,5 gramas por comprimido, apresentavam os melhores resultados. A redução, que foi de 40% nos melhores casos, aponta para uma associação interessante entre medicina complementar e tradicional nesse problema de difícil solução. Vamos aguardar o congresso e a apresentação completa dos dados desse trabalho para maiores detalhes.

Ganso contorcionista vira ao contrário para pousar

22/05/09 - 08h00 - Atualizado em 22/05/09 - 08h00

Ganso contorcionista vira ao contrário para pousar
Fotógrafo registra momento em que a ave gira o pescoço em 180 graus.
Estranha peripécia é um truque para reduzir a velocidade rapidamente.




Foto: Reprodução/Telegraph Fotógrafo registrou momento em que a ave gira o pescoço em 180 graus. (Foto: Reprodução/Telegraph)A manobra dos gansos era conhecida dos ornitólogos, mas não havia notícia de fotos flagrando o momento em que uma ave se contorce no ar de forma tão radical. Além de reduzir bruscamente a velocidade, a técnica também faz com que o ganso perca altura momentos antes de pousar.

Segundo o jornal inglês "Daily Telegraph", o flagrante foi feito em uma reserva em Strumpshaw (Reino Unido) pelo fotógrafo Brian Macfarlane, de 73 anos.

"Eu não acredito como esse ganso conseguiu ficar nessa posição", disse Brian, que já viu e fotografou muita coisa da vida selvagem. "Estava ventando bastante, e a coisa estava difícil para as aves. Algumas eram mais habilidosas para controlar o voo, mas outras se atrapalhavam no ar."

Na hora em que fez as fotos, Brian não notou nada fora do normal. "Foi só quando vi a imagem que percebi que ele estava voando completamente de cabeça para baixo".

Falha em site vende TVs de plasma e notebooks por R$ 9,90

20/05/09 - 10h09 - Atualizado em 20/05/09 - 12h16

Falha em site vende TVs de plasma e notebooks por R$ 9,90
Erro foi registrado na página da Fnac, na madrugada de quarta.
Empresa anunciou que compras com valor errado foram canceladas.


A madrugada desta quarta-feira (20) foi agitada para muitos internautas que entraram no site da loja Fnac: um erro fez com que diversos produtos, inclusive eletrônicos avaliados em milhares de reais, fossem anunciados por apenas R$ 9,90, mais frete. Com isso, internautas conseguiram comprar TVs de plasma, de LCD, notebooks e leitores de Blu-ray – com frete para São Paulo, uma TV LCD de 46 polegadas, avaliada em R$ 5 mil, saiu por R$ 32. A empresa anunciou que o sistema foi normalizado e essas compras, canceladas.




Na manhã de quarta (20), Fnac anunciou o erro em seu site e afirmou que as compras foram canceladas. (Foto: Reprodução )
Os consumidores chegaram a receber confirmações de compra por e-mail e também tiveram os valores registrados por seus cartões de crédito. O Procon-SP, no entanto, confirma que essas aquisições não terão de ser efetivadas. A única obrigação da companhia, segundo o órgão de defesa do consumidor, é devolver as quantias pagas por itens comercializados durante essa falha.

“Está claro que houve um erro no site, pois não há como aparelhos tão caros serem vendidos por apenas R$ 9,90. Por isso, aqueles que efetuaram as compras agiram de má fé. Antes de cobrar seus direitos, os consumidores têm o dever de agir de boa fé”, afirmou ao G1 Carlos Coscarelli, assessor chefe do Procon-SP.

Em sua página na internet, onde foi registrado o erro, a Fnac anunciou: “na madrugada do dia 20 de maio de 2009, em virtude de erro no sistema da Fnac Brasil Ltda, houve a devida divulgação de determinados produtos em nosso website por preços irrealmente baixos, chegando em alguns casos a representar menos de 1% (um por cento) do real valor de mercado do produto. Comunicamos desta forma aos nossos consumidores que não se trata de oferta ou qualquer espécie de promoção”, diz o comunicado.

O texto afirma ainda que as compras eventualmente realizadas foram canceladas, “sendo os respectivos consumidores devidamente comunicados através de mensagem eletrônica e/ou contato telefônico”. Ainda segundo a empresa, os valores pagos serão reembolsados. Em caso de dúvida, os internautas devem ligar para (11) 3038-5599.


Compras
O estudante Edgar Yamaguchi, 34, foi avisado por um amigo sobre a falha pouco depois da meia noite. Ao identificar os preços, ele antecipou em alguns meses seu plano de comprar uma nova televisão: optou por um aparelho LCD de 46 polegadas anunciado a R$ 9,90 – com o frete, o valor subiu para R$ 32. Ao perceber que a compra havia sido efetuada, foi em busca de novos itens e adquiriu dois notebooks e um tocador de Blu-ray pelo mesmo preço.




Consumidor comprou TV LCD de 46 polegadas por R$ 9,90. Com frete, valor subiu para R$ 32. (Foto: Reprodução )
“Na hora fiquei receoso e em dúvida se era isso mesmo. Em todo caso, decidi testar e consegui fazer as compras”, contou ao G1 o estudante, que avisou seus amigos sobre os valores na página da Fnac.

Um deles, um jornalista de 24 anos que não quis ter o nome divulgado, comprou por R$ 9,90 uma TV de plasma de 50 polegadas e, pelo mesmo valor, um Macbook – sem a falha, avalia, o valor real da compra ficaria em torno de R$ 11 mil. “O site estava muito lento, mas ainda assim consegui fazer o cadastro e realizar as compras”, disse o jornalista, que optou por pagar os produtos com boleto bancário. “A informação espalhou rápido. No Twitter, tinha gente que brincava, perguntando por que a Fnac não vendia carros.”

No microblog, os internautas criaram até um assunto -- #Fnac -- para comentar a falha, que tornou irrisório o valor de muitos itens da lista de desejo dos fãs de tecnologia.

domingo, 4 de abril de 2010

Estrelas 'feitas' pelo homem podem desvendar segredos cósmicos

22/05/09 - 09h57 - Atualizado em 22/05/09 - 18h38

Estrelas 'feitas' pelo homem podem desvendar segredos cósmicos
Centro Nacional de Ignição, na Califórnia, terá capacidade de criar supernovas na Terra.

Quando o centro de laser mais poderoso do mundo entrar em ação no final do mês uma pequena estrela nascerá na Terra.

O Centro Nacional de Ignição (NIF, na sigla em inglês), no Estado americano da Califórnia, terá como um de seus objetivos estudar ciências físicas e planetárias e examinar, no conforto do laboratório, fenômenos distantes, como a formação de planetas ou as violentas explosões que encerram a vida das estrelas maciças, chamadas de supernovas.

"Para entender onde estamos no universo e do que somos feitos, é preciso entender a explosão das estrelas", disse o professor Paul Drake, da Universidade de Michigan.

Ele é um entre vários pesquisadores esperando para testar suas teorias usando o centro que demonstrará ainda as possibilidades da fusão nuclear, a reação que está no centro do sol e que é uma potencial fonte de energia abundante e limpa para o planeta.

Mas, enquanto muitas atenções estarão voltadas para o objetivo de satisfazer a demanda da humanidade por energia, alguns cientistas esperam responder outras questões fundamentais.

"No NIF você pode marcar uma explosão estrelar para uma quinta-feira às nove da manhã ao invés de ter que esperar que isso aconteça por acidente no universo", disse Eril Storm, do Laboratório Nacional Lawrence Livermore, onde fica o NIF.

Onda de choque
Outros centros, como o laser Omega na Universidade de Rochester, em Nova York, já são usados para este tipo de teste.

Mas os 192 lasers do NIF criarão mais energia do que qualquer outra instalação, dando aos cientistas uma janela sem precedentes para fenômenos cósmicos distantes.

Durante os experimentos de fusão, os raios focam brevemente 500 trilhões de watts - mais do que o pico de energia gerado nos Estados Unidos inteiros - em uma cápsula contendo combustível de hidrogênio.

A intensa energia cria temperaturas de 100 milhões de graus e pressões bilhões de vezes maiores do que a pressão atmosférica terrestre, forçando o núcleo do hidrogênio a fundir e liberando uma quantidade colossal de energia.

Nos experimentos astrofísicos, no entanto, a cápsula de combustível seria substituída por uma meia esfera de elementos arranjados em camadas, criada para imitar o centro de uma estrela.

"Você escolhe o material e as estruturas entre ele para ser relevante ao que acontece quando uma estrela explode", disse o professor Drake.

"O laser atingiria o centro - que corresponde ao centro da estrela - criando uma onda tremenda de choque que explodiria o material."

O experimento deverá permitir que os pesquisadores investiguem o interior de estrelas e supernovas em detalhes sem precedentes e entendam melhor como surgem esses objetos.

Chuva de diamantes
Mas não são apenas os astrofísicos que estão animados com o centro. Cientistas planetários também querem acesso ao equipamento para testar suas teorias sobre a formação dos planetas e de sistemas solares.

"A arquitetura do Sistema Solar é muito provavelmente controlada em certa medida pela existência de planetas como Júpiter", disse o professor David Stevenson, do Instituto de Tecnologia da Califórnia.

A gravidade do planeta gigante controlou a posição de vastas nuvens de poeira e detritos em nossa vizinhança cósmica e, por isso, também fez com que blocos de construção estivesses disponíveis para a formação dos outros planetas, incluindo a Terra.

E, como outros 300 gigantes gasosos com massa similar ou maior do que Júpiter foram encontrados recentemente orbitando outras galáxias, o entendimento de como e quando esses objetos são formados também pode ajudar na compreensão da evolução de outros sistemas planetários.

Para isso, cientistas estão contando com o NIF para tentar entender mais sobre as extremas condições de temperatura e pressão no coração dos planetas, e o efeito que essas variáveis têm na matéria.

Segundo o professor Ray Jeanloz, da Universidade da Califórnia, os conceitos básicos de química são virados de cabeça para baixo com essas pressões esmagadoras.

"Hidrocarbonetos iriam se decompor em uma mistura de hidrogênio e carbono", explicou. "O resultado seriam diamantes chovendo da atmosfera."

"Esse é o tipo de processo que você nunca adivinharia se não pudesse estudar os próprios materiais."

'É o pior que poderia ter acontecido', diz Paris Hilton

22/05/09 - 11h23 - Atualizado em 22/05/09 - 11h23

'É o pior que poderia ter acontecido', diz Paris Hilton após perder celular
Socialite está em Cannes, onde é realizado festival de cinema.
Blackberry de Paris armazena contatos de diversas celebridades.




Foto: Dan Steinberg/AP Paris Hilton, em foto de arquivo. (Foto: Dan Steinberg/AP) “É a pior coisa que poderia ter acontecido. Lá estão todos os meus contatos e a última coisa que quero é que [o aparelho] vá parar nas mãos erradas”, disse na madrugada desta sexta (22) a socialite Paris Hilton, ao jornal britânico “Daily Mail”, após perder seu Blackberry em Cannes.

Antes de confirmar a perda, ela procurou o celular inteligente no hotel Du Cap, sem sucesso. “Não sei onde nem quando o perdi, mas tenho de encontrá-lo”, afirmou. Em Cannes é realizado um dos mais importantes e tradicionais festivais de cinema do mundo.

Segundo o jornal britânico, a bolsa de Paris estava aberta e, por isso, o aparelho pode ter caído ou sido furtado.

O jornal lembra que a socialite já teve problemas com seu Blackberry. Em 2005, a lista de contatos armazenados no aparelho -- incluindo os números de diversas celebridades -- foi parar na internet.

Condicionamento cardiovascular pode salvar vidas

20/05/09 - 12h37 - Atualizado em 20/05/09 - 12h38

Condicionamento cardiovascular pode salvar vidas, mostra pesquisa
Mortalidade de sedentários é até 70% maior do que os treinados.
O ideal é ter atividade física mais intensa, e não mera caminhada.

Indivíduos com baixos índices de capacidade aeróbica têm um risco de mortalidade geral 70% maior do que os treinados. Se pensarmos somente na doença cardiovascular, o aumento de risco é de cerca de 60%, novamente em comparação com os indivíduos com boa capacidade aeróbica.

Para chegar a essa conclusão, pesquisadores japoneses realizaram uma ampla revisão dos trabalhos já publicados sobre esse tema. Foram identificados mais de 30 artigos científicos, envolvendo mais de 100 mil pessoas. Os participantes tinham idades entre 37 e 57 anos, e o acompanhamento nas pesquisas chegava a 26 anos de duração.

Escala
A capacidade aeróbica é avaliada através de testes de esforço onde se consegue determinar seu máximo e pode ser quantificada em uma unidade chamada MET. Confira a chamada escala de índice de atividade de Duke abaixo:

1 - 4 Equivalente metabólico
Atividades caseiras diárias.
Caminhar ao redor da casa.
Caminhar com 1-2 obstáculos no plano a 3-5 km/h.

5 - 9 Equivalente metabólico
Subir escadas, caminhar no morro.
Caminhar no plano > 6 km/h.
Correr curtas distâncias.
Atividades moderadas (golfe, dançar, caminhar na montanha).

10 Equivalente metabólico
Esportes extremos (natação, tênis, bicicleta).
Trabalho pesado.

Usando essa padronização os pesquisadores conseguiram definir 3 faixas de condicionamento e seu impacto sobre o risco de morrer. Abaixo de 7,0 MET estava a baixa capacidade aeróbica, de 8,0 a 10 MET estava a faixa intermediária e acima de 10,9 MET estavam os mais condicionados.

Saudáveis, mas sedentários
Indivíduos saudáveis porém com baixa capacidade aeróbica tem um risco 40% maior de morrer de qualquer causa do que os com capacidade intermediária. O risco de morte por doença cardiovascular é 47% mais alto para os sedentários do que os com capacidade intermediária.

Uma importante descoberta dessa revisão foi a quantificação da melhora de capacidade aeróbica sobre a saúde dos indivíduos. Para cada aumento de 1 MET na capacidade máxima a circunferência abdominal dos indivíduos diminui 7 cm, a pressão arterial sistólica se reduz em 5 mmHg. Os triglicerídeos caem, bem como a glicose em jejum, e ocorre um aumento do colesterol HDL, o bom colesterol.

Como a capacidade aeróbica pode ser determinada por um teste de esforço cardiológico, essa pode ser uma boa ferramenta para os médicos acompanharem seus pacientes, demonstrando os benefícios para motivá-los.

Garotas dão dicas sobre como matar colega

22/05/09 - 15h34 - Atualizado em 22/05/09 - 16h04

Com desenho na internet, garotas dão dicas sobre como matar colega
Meninas com idades entre 11 e 12 anos criaram conteúdo ofensivo.
Sugestões incluem envenenamento e tiros contra vítima de bullying.

Um desenho postado no YouTube, criado por garotas com idades entre 11 e 12 anos, gerou polêmica pelo fato de ensinar técnicas sobre como matar uma colega chamada Piper. “Fiquei horrorizada”, disse Beth Smith, a mãe da menina que aparece sendo atacada no cartoon "Top six ways to kill Piper" (“seis melhores maneiras de matar Piper”).

No arquivo cheio de desenhos com características infantis, diversas garotas atiram contra Piper, a fazem cometer suicídio, lhe dão veneno e a empurram de um barranco. Segundo o site da emissora “King 5”, o conteúdo tem a trilha sonora "True Friend" (“amigo verdadeiro”, em tradução livre), do programa adolescente “Hannah Montana”.

Piper está na sexta série da Elk Plain School of Choice, em Spanaway (Washington), e as responsáveis pelo vídeo estudam na mesma escola. “Isso tudo realmente machucou meus sentimentos. Me sinto mal em saber que alguém me odeia tanto assim, para fazer um vídeo sobre mim”, disse a jovem, segundo a “King 5”.

Alerta
Depois de descobrir a existência do vídeo, Beth ligou para os pais das garotas que o criaram. Alguns ficaram chocados, enquanto outros não ligaram. “Um homem me ignorou e disse que estava fazendo o jantar”, disse a mãe da vítima.

Por questões de privacidade, a escola não revela como está tratando o caso. “As alunas expressaram remorso sobre o incidente, e acreditamos que Elk Plain é e continuará sendo um lugar seguro para os estudantes”, afirmou a porta-voz Krista Carlson. A mãe de Piper diz ter medo do que pode acontecer com sua filha e deu queixa na polícia.

Esse tipo de ação, como o desenho divulgado no YouTube, vem ganhando cada vez mais força e é conhecido como ciberbullying. Trata-se de práticas um conjunto de práticas agressivas, intencionais e repetitivas que são adotadas por uma ou mais pessoas contra outras, utilizando-se para isso de meios eletrônicos, como internet e telefones celulares.

Camiseta que gerou piadas dispara em vendas na Amazon

21/05/09 - 16h39 - Atualizado em 21/05/09 - 16h47

Camiseta que gerou piadas dispara em vendas na Amazon
Peça com imagem de três lobos e a Lua registrou aumento de vendas de 2.300% em site.




Foto: Divulgação Comentários irônicos transformaram a camiseta dos lobos em fenômeno na loja on-line (Foto: Divulgação) Uma camiseta com estampa de lobos uivando para a Lua se transformou em um fenômeno de vendas na loja online Amazon nas últimas semanas depois de uma série de avaliações irônicas sobre o produto.

A camiseta Three Wolf Moon ("Lua dos Três Lobos", em tradução livre) teve um aumento de 2.300% depois que as avaliações irônicas se transformaram em uma verdadeira campanha de publicidade do produto.

A primeira avaliação da camiseta deu a ela a cotação máxima, cinco estrelas, e afirmava que ela "serve na minha estrutura larga, tem lobos, atrai mulheres", mas "não consigo ver os lobos quando cruzo os braços".

Esta avaliação levou a centenas de outras pessoas enviarem seus comentários bem-humorados, transformando a página da camiseta em um fenômeno da internet.

"Quando vesti esta camiseta pela primeira vez, minha mulher me abandonou! Obrigado, camiseta Lua dos Três Lobos", foi um dos comentários.

Outra pessoa escreveu - usando uma linguagem típica de jogadores de RPG (Role Playing Games) - que a "camiseta Lua dos Três Lobos me deu uma resistência +10 a ataques de energia, força +8... e eu resolvi sete crimes em minha cidade".

Russell Dicker, gerente de conteúdo de comunidades da Amazon, afirmou que a camiseta é o produto que mais vende no setor de roupas do site.

"Recentemente, a camiseta Lua dos Três Lobos aumentou suas vendas em 2.300%. Estamos gratos pelo fato de nossos comentaristas sejam tão apaixonados (pelo produto)", afirmou.

Leite e camisetas
A companhia Mountain, fabricante da camiseta, se mostrou surpresa com a recepção à camiseta.

"A Mountain é uma companhia atacadista e não vende camisetas na Amazon", escreveu a companhia no setor de comentários da página da Amazon, explicando que a popularização do produto passou despercebida "até que a camiseta ficou entre os dez mais vendidos na sessão de roupas da Amazon"."Gostamos de humor tanto como outras companhias, mas não aprovamos algumas das observações."

Esta não é a primeira vez que avaliações bem-humoradas na Amazon se transformam em uma campanha que favorece um produto. Em 2006, foram feitas mais de mil avaliações para o leite integral Tuscan.

"Foi então que soube. Ele estava cansado desta vida comigo, cansado de trazer para casa o leite integral Tuscan", dizia uma das avaliações, no estilo "roteiro de novela".

Outra avaliação, mais óbvia, dizia: "Alguém já tentou derramar esta coisa em cereal seco? D-E-M-A-I-S!".

Britânica faz empréstimos no nome do marido para financiar traição

22/05/09 - 15h23 - Atualizado em 22/05/09 - 15h33

Britânica faz empréstimos no nome do marido para financiar traição
Ela deu um desfalque de cerca de R$ 385 mil no marido, mãe e irmã.
Fiona Gibson simulava ir trabalhar, mas se encontrava com o amante.




Foto: Reprodução/The Sun Fiona Gibson deu um desfalque de cerca de 120 mil libras (R$ 385 mil) em sua família. (Foto: Reprodução/The Sun)A britânica Fiona Gibson, de 39 anos, deu um desfalque de cerca de 120 mil libras (R$ 385 mil) em sua família para financiar uma vida luxuosa com o amante, segundo reportagem do tabloide inglês "The Sun".

Fiona Gibson simulava ir trabalhar todas as manhãs e, muitas vezes, mentia que precisava viajar a negócio. Mas, na verdade, ela estava desempregada e vivia em hotéis de luxo com o amante secreto, gastando o dinheiro da família em joias, roupas e tratamentos de beleza.

Segundo o jornal, ela enganou seu marido Anthony, de 46 anos, sua mãe e sua irmã. Fiona pegou empréstimos em seus nomes durante dois anos. Além disso, ela interceptava as cartas enviadas exigindo o pagamento da dívida.

A fraude foi descoberta pela cunhada Deborah Benson, de 44 anos, que soube que estava enfrentando despejo porque estava com hipotecas em atraso.

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Brasileiros caem para 2º em ranking de consumo ambiental

14/05/09 - 11h14 - Atualizado em 14/05/09 - 11h14

Brasileiros caem para 2º em ranking de consumo ambiental
Consumo muito grande de carne bovina levou país a perder posição de destaque.

Os brasileiros estão em segundo lugar em um ranking que avaliou a consciência ambiental e os hábitos de consumidores em 17 países. Em 2008, os brasileiros lideravam a lista, mas na nova edição do ranking o Brasil caiu uma posição e foi superado pela Índia.

A pesquisa foi feita através de questionários pela internet com 17 mil pessoas em 17 países. As perguntas eram sobre comportamento dos consumidores em relação a uso de energia, escolhas de transporte, fontes de alimentos, uso de produtos verdes e orgânicos, atitudes em relação ao ambiente e consciência sobre problemas ambientais.

Especialistas em ambiente analisaram as respostas e elaboraram o "Greendex 2009" (ou "Índice Verde 2009"). A pesquisa foi feita pela National Geographic Society e pela empresa GlobalScan.

Consumidores dos países emergentes foram considerados mais conscientes do meio ambiente do que os cidadãos de países desenvolvidos. Índia, Brasil e China lideram o ranking. Japão, Canadá e Estados Unidos ocupam os últimos lugares.

Consumo de carne
O Brasil foi o único país entre os 17 analisados que caiu no ranking deste ano em comparação com 2008. O resultado ocorreu devido a piores hábitos dos brasileiros em relação a consumo de comida, compra de bens e escolhas de transporte.

O pior resultado dos brasileiros, segundo os especialistas, foi no item sobre consumo de alimentos. O país ficou em 14º entre os 17 países. A pesquisa mostrou que os brasileiros são o segundo maior consumidor de carne bovina, atrás apenas da Argentina. Cinquenta e sete por cento dos brasileiros disseram comer bife mais de uma vez por semana. Esse indicador é considerado negativo pelos especialistas, que afirmam que a produção de carne requer um consumo intensivo de água, causando danos ao ambiente.

O Brasil também recebeu uma avaliação pior este ano nas respostas sobre aquisição de bens. Os brasileiros ainda estão entre os consumidores que mais evitam comprar produtos que são nocivos ao ambiente, mas a quantidade de pessoas no Brasil com essa preocupação caiu em 11%, segundo o levantamento.

A boa posição do país no ranking deve-se aos hábitos domiciliares dos brasileiros, considerados os melhores entre os 17 países avaliados. Oitenta e nove por cento das pessoas que responderam ao questionário no Brasil moram em residências com menos de cinco quartos. Os brasileiros também estão usando mais fontes limpas de eletricidade e, graças ao clima tropical, não utilizam sistemas de aquecimento nas suas casas com a mesma frequência que consumidores dos outros países.

Atriz pornô passa mal durante tentativa de recorde de sexo

22/05/09 - 21h58 - Atualizado em 22/05/09 - 22h00

Atriz pornô passa mal durante tentativa de recorde de sexo
Ela pretendia manter relações com 200 homens num mesmo dia.
Sexy Cora foi levada para o hospital com dificuldades respiratórias.




Foto: Divulgação Atriz passou mal durante cena de filme pornô e foi parar no hospital. (Foto: Divulgação)A atriz pornô Sexy Cora --nome verdadeiro Carolin Berger--, de 21 anos, falhou na tentativa de quebrar o recorde mundial de sexo oral, em Hamburgo (Alemanha), após passar mal, segundo reportagem do tabloide inglês "The Sun".

Ela pretendia fazer sexo oral com 200 homens, mas foi forçada a parar quando teve um mal-estar durante a gravação. A atriz foi levada para o hospital com dificuldades respiratórias.

A jovem havia se envolvido em uma confusão recentemente, quando acabou detida pela polícia porque havia filmado cenas de sexo em um parque em pleno dia.

Segundo o jornal, ela enfrenta a acusação de exposição indecente após famílias que ficaram indignadas com as cenas terem chamado a polícia.

Aplicativo do Vaticano leva Bento XVI à rede social Facebook

22/05/09 - 13h09 - Atualizado em 22/05/09 - 13h09

Aplicativo do Vaticano leva Bento XVI à rede social Facebook
Ferramenta oferece aos internautas imagens e mensagens do pontífice.
Fiéis também podem receber conteúdo compatível com iPod e iPhone.

Você não receberá um e-mail dizendo que o papa Bento XVI o adicionou como amigo e não poderá mandar um recado para ele, mas o Vaticano está disposto a usar o site de relacionamentos Facebook para atrair jovens à igreja.

Um novo site do Vaticano, o www.pope2you.net, oferece um aplicativo chamado "O papa encontra você no Facebook": com ele, é possível receber atualizações sobre o pontífice na rede social. A novidade permite selecionar "cartões postais virtuais" de imagens de Bento XVI e mensagens dele sobre fé, amor e vida voltadas especificamente para os jovens. Também é possível enviar esse conteúdo para outros usuários das redes sociais.

A página também oferece outra ferramenta que permite aos fiéis ouvirem os discursos e as mensagens do papa em iPhones e iPods.

"Uma igreja que não se comunica deixa de ser uma igreja", afirmou o monsenhor Paul Tighe, secretário do departamento de Comunicação Social do Vaticano. “Muitos jovens hoje não se voltam mais à mídia tradicional para informação e entretenimento. Eles buscam uma cultura de mídia diferente, e esse é nosso esforço para garantir que a igreja esteja presente nessa cultura de comunicações".

Em janeiro passado, o papa se tornou uma das pessoas mais velhas a ter seu próprio canal no YouTube.

Americana deu à luz gêmeos de pais diferentes

18/05/09 - 10h49 - Atualizado em 18/05/09 - 15h04

Americana deu à luz gêmeos de pais diferentes
Testes de DNA revelaram que os filhos gêmeos nascidos de uma mulher nos Estados Unidos há quase um ano são de pais diferentes.

Segundo informações da rede de TV americana Fox 4, Mia Washington, de Dallas, engravidou do namorado James Harrison, e também de um outro homem, cuja identidade não foi revelada. Intrigada porque os meninos - hoje com 11 meses de idade - estavam crescendo com feições bastante diferentes, a mãe decidiu fazer um exame de DNA para provar a paternidade.

Para sua surpresa, o resultado confirmou que os meninos tinham 99,999% de chances de serem filhos de pais diferentes. Mia Washington então procurou a rede de TV para contar sua história. A mãe admitiu o caso, e o noivo, James Harrison - pai de um dos meninos -, diz ter perdoado a traição. Ele prometeu criar Justin e Jordan como se fossem seus filhos.

O pai do outro menino não foi identificado, mas Mia Washington disse à rede Fox que pretende contar a história aos filhos no futuro. Ela, no entanto, não pensa em entrar em contato o outro pai. "De todas as pessoas nos Estados Unidos, e de todas as pessoas no mundo, foi acontecer comigo. Estou chocada", disse Mia Washington à Fox.

O caso de dois gêmeos de pais diferentes é bastante raro, mas pode ocorrer se a mulher liberar mais de um óvulo durante seu período fértil e tiver relações sexuais com dois homens em um curto período.

O fenômeno é conhecido como superfecundação heteropaternal. De acordo com o médico Chris Dreiling, da Associação Pediátrica de Dallas, ouvido pelo canal de TV, "este provavelmente será o único caso que vamos ver na cidade de Dallas. É raro assim".

Agricultor de GO cria máquinas a partir de sucata

24/04/09 - 08h10 - Atualizado em 24/04/09 - 08h10

Agricultor de GO cria máquinas a partir de sucata
Inventos funcionam movidos por roda d'água.
Produtor desenvolve atualmente carro movido a ar comprimido.

Um agricultor do sul de Goiás aproveita sucata para criar máquinas que ajudam no trabalho do campo. As ideias começaram a partir de uma roda d’água. Há oito anos, Luís Pereira Ribeiro descobriu que a roda poderia originar uma série de máquinas que poderiam mudar sua rotina.

As invenções começaram quando Ribeiro precisou aumentar a renda da família, para manter a faculdade da filha. A partir da estrutura da roda d’água, montada com sucatas, o produtor desenvolveu um forno giratório para torrar farinha de mandioca.

A criatividade, entretanto, não parou por aí. O agricultor também desenvolveu um sistema composto por uma bicicleta velha, engrenagens e pedaços de antena de televisão para regar suas plantações. A força para mover as engrenagens vem da roda d’água. “Todos os equipamentos de loja são caros e isto não cabia no meu orçamento”, diz Ribeiro.

Há três anos, o produtor desenvolve um novo equipamento – um carro movido a ar comprimido, que, segundo ele, além de ser ecologicamente correto, não terá custos e poderá ajuda nos trabalhos do campo.

O carro, chamado de Próton, ainda está em fase de teste. Garrafas plásticas servem como tanque para o ar comprimido. O combustível também é obtido a partir da força da roda d’água, a qual movimenta o compressor que preenche as garrafas com ar.

O sonho de ver o carro funcionando ainda não tem data para se realizar, mas o agricultor já sabe qual será o destino de suas invenções. “A partir deste carro, quero desenvolver máquinas que utilizem energia natural para substituir o trabalho sofrido do homem do campo”, diz.