Clique no PLAY para leitura automática do texto:

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Fomos nós: CIA assume responsabilidade por aparições de OVNIS


Fomos nós: CIA assume responsabilidade por aparições de OVNIS


Essa matéria pode mudar a maneira como você olha para o céu e assiste a filmes de ficção científica – além de acabar com a inspiração de dezenas de roteiristas e escritores de todo o mundo. Pelo visto, as aparições de OVNIS e luzes misteriosas que aconteceram no mundo todo nas décadas de 50 e 60 não eram os ETs – como todos acreditavam –, mas sim a Agência Central de Inteligência norte-americana.


Quer dizer então que as aparições no Chile, no Canadá e na Estação Espacial Internacional eram tudo mentira? O artista que perdeu a virgindade com um ET não estava falando a verdade? Calma, não é bem assim. A CIA afirmou ser responsável apenas por metade dos casos que ocorreram em meados do século passado, portanto as ocorrências mais recentes ainda precisam ser melhor analisadas.

Segundo a agência, os efeitos estranhos foram causados por seus voos secretos de reconhecimento realizados em grandes altitudes que excediam os 60 mil pés. No final do ano passado, o órgão governamental usou o Twitter para se declarar responsável. Além disso, ele disponibilizou um documento de 272 páginas, intitulado “A CIA e o Programa U-2, 1954-1974” que descreve como eram feitas as viagens de espionagem.



Pânico na nação

Ainda que o plano da CIA fosse realizar o recognição de área na surdina, o efeito proporcionado foi o contrário. Os testes do programa U-2 aumentaram o número de pessoas reportando terem visto objetos voadores não identificados no céu. De acordo com a agência, a maioria dos relatórios vinha de pilotos que estavam voando baixo e que, ocasionalmente, tiveram um vislumbre das naves do projeto no alto.

As asas prateadas dos aviões de espionagem “podiam captar e refletir os raios do sol, parecendo assim para os condutores de linhas aéreas tradicionais – situados a 40 mil pés abaixo – com objetos flamejantes”, explica o relatório.



Para pôr fim às discussões, a CIA afirma que naquela época ninguém acreditava que seria possível voar a 60 mil pés de altitude, logo ninguém esperava ver algo tão alto no céu. Será mesmo? Não seria esse mais um plano para acobertar as aparições alienígenas?

FONTE(S) RT  Twitter



Nenhum comentário:

Postar um comentário