Clique no PLAY para leitura automática do texto:

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Conheça os demônios de banheiro mais populares do mundo


Conheça os demônios de banheiro mais populares do mundo


Para as mais diferentes culturas, há um cômodo em que reinam demônios com funções e características variadas.

Este lugar seria o banheiro. Para alguns, trata-se de um recinto solitário, de absoluta intimidade, de sossego. Para outros, de horror, onde são enfrentados monstros antigos e arraigados. O imaginário coletivo de diferentes sociedades deu espaço a várias histórias sobre aparições. 

Abaixo, listamos alguns dos demônios de banheiro mais peculiares do mundo: 


Sulak: demônio babilônico que se esconde no vaso sanitário e aparece para as pessoas enquanto elas defecam. Ele era representado com patas traseiras e em forma de leão. “A mão de Sulak” era o nome dado às convulsões e acidentes vasculares cerebrais que ocorriam com as pessoas que não eram moderadas nem silenciosas no banheiro. 

Sulak



Kawaya no-kami: demônio japonês, nasceu dos excrementos de Izanami, a deusa da Terra e da Escuridão, para cuidar dos usuários das antigas latrinas. Nesse setor da casa, os japoneses montavam uma espécie de santuário para Kawaya no-kami, que tinha que estar muito limpo – caso contrário, a deusa se vingaria, fazendo nascer crianças feias e tristes. 

Kawaya no-kami



Zi-Gu: conta a lenda chinesa da dinastia Tang que Zi-Gu era uma mulher bonita pela qual um alto funcionário se apaixonou, matando seu marido, raptando-a e levando-a para viver em seu palácio. A esposa do funcionário matou Zi-Gu por ciúmes, enquanto ela usava o banheiro. Seus lamentos continuaram a ser escutados no local onde encontrou a morte, até que a imperatriz Wu abençoou seu espírito e a nomeou “deusa dos banheiros”, cuja proteção é comemorada no dia 15 do primeiro mês lunar. 

Zi-Gu



Belfegor: antigo demônio judeu-cristão, é também uma divindade das invenções, das descobertas e da preguiça. Ele oferece riqueza para levar as pessoas à avareza e ao egoísmo. Possui chifres, barbas longas, a boca sempre aberta e as pernas de lobo dobradas em volta de seu trono-latrina. 

Belfegor



Jinn: criaturas fantásticas islâmicas, acesas no fogo, porém sem fumaça. Podem ver sem ser vistas, mudar de forma à vontade e fazer piadas. Atacam aqueles que não cumprem com os rituais de higiene no banheiro, possuindo seus espíritos. 

Jinn


Fonte: SuperCurioso 


Nenhum comentário:

Postar um comentário