segunda-feira, 28 de junho de 2010

Alemão faz 12 navios de papel de 5,5 milímetros e bate recorde

23/06/09 - 08h00 - Atualizado em 23/06/09 - 08h00
Alemão faz 12 navios de papel de 5,5 milímetros e bate recorde
Köppen dobrou 12 micronavios em 22 minutos e 5 segundos.
Marca foi alcançada durante evento em Dachau, na Alemanha.




O alemão Peter Köppen, de 61 anos, mostra um de seus 12 navios de papel, que medem apenas 5,5 milímetros. Köppen estabeleceu um novo recorde mundial ao dobrar os 12 micronavios em 22 minutos e 5 segundos, no domingo (21), durante a 15ª edição do ‘Impossibility Challenger’, em Dachau, na Alemanha. (Foto: Michaela Rehle/Reuters)

Alemanha entra no topo de lista global de supercomputadores

23/06/09 - 18h07 - Atualizado em 23/06/09 - 18h07

Alemanha entra no topo de lista global de supercomputadores
Na versão anterior, nove primeiras posições eram ocupadas pelos EUA.
Agora, máquinas da Alemanha estão no terceiro e décimo lugares.

Dois computadores em funcionamento na Alemanha entraram no topo da lista de supercomputadores mais rápidos do mundo – nas dez primeiras posições do ranking divulgado nesta terça (23) há oito máquinas dos Estados Unidos e duas da Alemanha. Na lista anterior, de novembro de 2008, os EUA ocupavam sozinhos do primeiro ao nono lugar, enquanto a China ficava em décimo. No total, são 500 supercomputadores.




Jugene, que ocupa terceiro lugar no ranking, fica em centro de pesquisa na Alemanha. (Foto: France Presse)

A primeira e segunda posição continuam iguais: elas são ocupadas, respectivamente, pelas máquinas Roadrunner e Jaguar, ambas localizadas em centros de pesquisa dos Estados Unidos. Criado pela IBM, o Roadrunner se tornou em junho de 2008 o primeiro computador a quebrar a barreira do petaflop (1 quadrilhão de cálculos por segundo) e continua sendo um dos sistemas mais eficazes no consumo de energia.

O Roadrunner chega a 1,105 petaflop, enquanto o Jaguar atinge 1,059 petaflop. Já o terceiro lugar, ocupado pelo recém-apresentado Jugene, conseguiu esse posicionamento com 825,5 teraflops (trilhões de operações por segundo) – teoricamente, é possível que seu desempenho chegue a 1 pentaflop.

Também da IBM, o Jugene fica no centro de pesquisa Forschungszentrum Juelich, na Alemanha, e por isso o país europeu foi colocado no topo da lista liderada pelos EUA. Esse mesmo centro, o FZJ, aparece na décima posição com o Juropa, um supercomputador com capacidade de 274,8 teraflops.

As outras novidades entre as dez máquinas mais rápidas, ambas instaladas nos EUA, são o Kraken XT5 (sexta posição; 463,3 teraflops) e Dawn - Blue Gene/P (nona posição; 415,7 teraflops).

De todas as máquinas listadas no ranking, 291 estão nos Estados Unidos. A Europa tem 145 (contra 151 na lista anterior), seguida pela Ásia, com 49 máquinas (antes eram 47). Países de outras regiões também aparecem na lista, da qual o Brasil não participa.

Nasa lança foguete Atlas V rumo à Lua

18/06/09 - 20h14 - Atualizado em 18/06/09 - 21h12

Nasa lança foguete Atlas V rumo à Lua
Nave não-tripulada vai viajar durante quatro dias.
Sonda começa a preparar futuras viagens do homem ao satélite.


A Nasa lançou com sucesso nesta quinta-feira (18) as sondas lunares LRO e LCROSS a bordo do foguete Atlas, na base de Cabo Canaveral, na Flórida.

O foguete saiu da plataforma às 18h12 de Brasília, 20 minutos após o horário inicialmente previsto, porque inicialmente as condições meteorológicas estavam desfavoráveis.

Foto divulgada pela Nasa mostra o lançamento do foguete Atlas V rumo à Lua, ocorrido na tarde desta quinta-feira (18) em Cabo Canaveral, na Flórida. (Foto: AFP)

O lançamento foi o primeiro passo para o retorno do homem à Lua.

O foguete leva duas cápsulas, que terão missão de explorar a existência de elementos que ajudem a manter uma presença prolongada do homem no satélite natural da Terra.

A partida do foguete também ocorreu no momento em que a Nasa inicia os preparativos para lembrar o 40º aniversário de 20 de julho de 1969, dia em que o astronauta Neil Armstrong se tornou o primeiro homem a chegar à Lua.

O foguete instalará em órbita da Lua as cápsulas Orbitador de Reconhecimento Lunar (LRO, em inglês) e o Satélite Sensor e de Observação de Crateras Lunares (LCROSS).

A principal tarefa do LRO será buscar possíveis pontos de aterrissagem para as naves tripuladas que partirão à Lua a partir das próximas décadas.

Já o LCROSS dirigirá o segmento superior do foguete Atlas em uma trajetória de impacto sobre a superfície do satélite em uma zona próxima a um de seus pólos.

O objetivo é causar uma esteira exploratória que será analisada com os espectrógrafos da cápsula para determinar a possível presença de água nos pólos lunares.

Também determinará a existência de elementos como hidrogênio e oxigênio que poderiam apoiar a presença de futuras missões tripuladas ao satélite natural da Terra.

Essa esteira será examinada pelo LCROSS e os telescópios em Terra e até pelo observatório espacial Hubble.

No contraste com a luz solar, o teste determinará a presença de gelo nas zonas polares e aumentará o conhecimento sobre a estrutura mineral das crateras mais remotas, onde a luz do Sol nunca chegou.

"Estamos ansiosos para fazer com que grande parte do público participe da espetacular chegada do LCROSS à Lua na busca por água", comentou Dan Andrews, diretor do projeto no Centro Ames de Pesquisas da Nasa, em Moffett Field (Califórnia).

"Essas duas missões proporcionarão valiosa informação sobre a Lua, nosso vizinho mais próximo", disse Doug Cooke, administrador do setor de missões de prospecção da Nasa, ao ficar conhecida a missão conjunta no início deste ano.

Segundo ele, as imagens que serão transmitidas pelos satélites terão uma resolução tão boa que permitirá distinguir um metro sobre a superfície solar, e seus instrumentos Darão informação sobre os usos potenciais que poderia ter a Lua.

De acordo com a Nasa, os instrumentos do LRO ajudarão a confeccionar um mapa tridimensional e de alta resolução da superfície lunar, além de um exame do espectro ultravioleta do satélite.

Nasa inicia projeto para voltar à Lua

18/06/09 - 11h22 - Atualizado em 18/06/09 - 11h22

Nasa inicia projeto para voltar à Lua
Serão quatro dias de viagem para a nave não-tripulada.
Sonda vai percorrer os 3,5 mil quilômetros de diâmetro do satélite.




Foi em 1969 o primeiro toque, um pequeno passo. Quarenta anos se passaram e a Nasa - a agência espacial americana - diz que está pronta para percorrer 400 mil quilômetros e voltar mais uma vez à Lua.

O nome do projeto é Reconhecimento Lunar. É o primeiro passo da Nasa naquela direção no século 21 e vai ser feito por uma sonda, que foi instalada em um foguete nesta quarta-feira. O equipamento já passou pela última revisão. Da base de lançamento, em Cabo Canaveral, na Flórida, vai para o espaço, nesta quinta-feira (18).

Serão quatro dias de viagem até chegar ao destino. Lá, a sonda vai percorrer os 3,5 mil quilômetros de diâmetro da Lua. Vai transmitir para a Terra imagens que nenhum telescópio consegue captar - até porque daqui debaixo nós vemos sempre o mesmo lado da Lua. O custo do projeto: aproximadamente US$ 500 milhões.

Para a Nasa, todo esse dinheiro é investimento. A agência quer saber mais sobre o Universo. Quer testar sistemas de voo, identificar riscos, ver locais de pouso, preparar o caminho para futuras viagens do homem à lua.

Morre diretor de 'Garganta profunda'

27/10/08 - 15h18 - Atualizado em 27/10/08 - 16h58

Morre diretor de 'Garganta profunda'
Gerard Damiano, de 79 anos, faleceu de complicações cardiovasculares.
Rodado em 1972, filme arrecadou mais de US$ 600 milhões no mundo.




Cena do filme ''Garganta profunda'', maior sucesso da carreira de Gerard Damiano (Foto: Divulgação) O diretor de origem italiana Gerard Damiano, autor do famoso filme pornô "Garganta profunda", morreu na Flórida aos 79 anos de idade de complicações cardiovasculares.

Damiano chegou a dirigir cerca de 50 filmes pornô, mas ele sempre será lembrado por "Garganta profunda", rodado em 1972 em uma semana e protagonizado por Linda Lovelace a um custo de US$ 25 mil.

O filme se tornou um fenômeno mundial: foi o primeiro longa pornô a ser exibido em cinemas tradicionais, a receber uma crítica no jornal "New York Times" e a ser visto por mais de dez milhões de pessoas, chegando a arrecadar mais de US$ 600 milhões pelo mundo.

O título "Garganta profunda" fazia referência à insólita localização do clitóris da protagonista. O nome se tornou ainda mais popular quando foi usado pelos jornalistas Bob Woodward e Carl Bernstein para indicar a sua fonte em meio às investigações do caso de Watergate.

O sucesso de público da obra cinematográfico foi acompanhado por grandes polêmicas. O filme foi banido de vários estados dos EUA, tornou-se alvo de grupos religiosos e o ator Harry Reems, que fazia o papel do médico que descobria peculiaridade anatômica da protagonista, sofreu inúmeros processos.

Linda Lovelace, nascida Linda Susan Boreman (foi o próprio Damiano que sugeriu o nome artístico da atriz), denunciou em sua autobiografia que foi obrigada pelo marido a rodar o filme pornográfico, que se tornou um símbolo da revolução sexual dos anos 1970.

Damiano, um cabeleireiro que passou a trabalhar para a indústria pornográfica, dirigiu mais outros 50 filmes, como "O diabo na carne de Miss Jones", mas sem chegar ao retumbante sucesso de "Garganta profunda".

No universo do cinema pornô, Damiano era conhecido por colocar uma trama em um gênero conhecido por negligenciar a lógica narrativa.

Damiano foi inspiração para o personagem vivido por Burt Reynolds no filme "Boogie Nights", um diretor de filmes pornográficos que busca o reconhecimento artístico.

Insultar o garçom é chave para ganhar bebida grátis

19/06/09 - 08h00 - Atualizado em 19/06/09 - 08h51

Insultar o garçom é chave para ganhar bebida grátis na Espanha
'Me dá uma cerveja, imbecil’ está entre os insultos já ouvidos.
Bar 'Casa Pocho' está localizado em Cullera, na Espanha.




Foto: Reprodução/Levante-EMV No bar 'Casa Pocho', cliente ganha uma bebida de graça quando insulta o garçom. (Foto: Reprodução/Levante-EMV)O bar "Casa Pocho", localizado em Cullera, na Espanha, criou uma promoção inusitada. O cliente só ganha uma bebida de graça quando insulta o garçom, segundo o jornal "Levante-EMV".

"Me dá uma cerveja, imbecil" está entre os insultos já ouvidos pelos funcionários. De acordo com o periódico, o bar "Casa Pocho" recompensa com uma bebida grátis quando o cliente diz um insulto com "graça".

O proprietário do estabelecimento, Bernard Mariusz, de origem polonesa, disse que criou a promoção, pois acredita que as pessoas precisavam de um lugar para aliviar sua frustração em um momento de crise econômica.

Segundo Mariusz, a crise aumentou as tensões e as pessoas necessitam de um momento para descarregá-las. "Você esquece o estresse, os problemas do dia-a-dia e, no final, todos acabam rindo", afirmou ele.

Geólogos da Indonésia encontram fóssil de elefante gigante

19/06/09 - 15h27 - Atualizado em 19/06/09 - 17h14

Geólogos da Indonésia encontram fóssil de elefante gigante
Criatura pode ter alcançado cerca de dez toneladas.
Paquiderme ainda não foi datado pelos especialistas.

Geólogos da Indonésia dizem ter encontrado um fóssil de um elefante gigante pré-histórico em uma escavação na ilha de Java. Um pedaço de uma presa de 2.5 metros da espécie extinta foi inicialmente descoberto há cinco anos por um geólogo que trabalhava em um projeto de mapeamento geológico em Blora, na província de Java Central.




Tamanho do animal surpreendeu (Foto: BBC)
Em março deste ano, uma pedreira que ficava no local teria desmoronado e exposto mais partes da presa e alguns ossos do elefante, o que chamou a atenção de uma equipe de geólogos que estavam perto do local na ocasião.

A equipe, junto com pesquisadores australianos da Universidade de Wollongong, trabalharam durante um mês para escavar o esqueleto gigante e transportá-lo para o Museu de Geologia da Indonésia em Bandung, na província de Java Ocidental.

Segundo cientistas do museu, o elefante media quatro metros de altura, cinco metros de comprimento e pesava aproximadamente 10 toneladas. Ainda não se sabe ao certo qual a idade do fóssil, mas, de acordo com os cientistas, estudos preliminares indicam que o animal poderia ter vivido 200 mil anos atrás.

Gata 'highlander' sobrevive após tomar 50 tiros

16/06/09 - 20h01 - Atualizado em 16/06/09 - 20h01

Gata 'highlander' sobrevive após tomar 50 tiros de espingarda de chumbo
Animal pode ter sido amarrado para ser usado como alvo, diz veterinário.
Segundo especialistas, Rosie vai ter recuperação total.




Foto: Reprodução/Daily Mail Raio-x mostra tiros de chumbinho ainda dentro da gata Rosie. (Foto: Reprodução/Daily Mail)Rosie mostrou aos britânicos que há um fundo de verdade no mito sobre os gatos terem sete vidas. Depois de tomar mais de 50 tiros de espingarda de chumbinho, disparados por um agressor na cidade de Guisborough. A gata, de dois anos, passou por cirurgia e está se recuperando bem, para a surpresa de seus donos.

"Os veterinários conseguiram tirar mais de 20 projéteis, mas cerca de 30 ainda ficaram no corpo dela", conta Tracy Homan, dona da gata. "Agora, ela vai ter que aprender a viver com todo esse chumbo. Não consigo entender como alguém pode ser tão cruel com um animal."

De acordo com o veterinário, dificilmente um gato tomaria tantos tiros assim em uma situação comum. Provavelmente, a gata foi amarrada por um grupo de jovens, que a utilizaram como alvo. "Chamamos a polícia, que também levantou a possibilidade dela ter sido atacada com uma cartucheira."

De acordo com a veterinária Clare Turner, Rosie deve conseguir se recuperar totalmente. "Ela teve bastante sorte", diz.




Veterinária diz que gata vai se recuperar. (Foto: Reprodução/Daily Mail)

"Garganta profunda" está entre os cem filmes mais importantes

05/10/2006 - 18h22m

''GARGANTA PROFUNDA'' ESTÁ ENTRE OS CEM FILMES MAIS IMPORTANTES

Cena de ''Garganta profunda'': pornô bem-sucedido Além de ser o filme pornô mais bem-sucedido da história do cinema, ''Garganta Profunda'' entrou também na lista dos cem filmes mais importantes. Segundo informações do site da BBC, o ranking foi publicado pela revista ''Radio Times'', que afirmou que ''Garganta profunda'' era o pior filme para ter uma grande influência, mas que a produção "tirou o pornô do quarto escuro para levá-lo ao cinema".

A lista ainda inclui clássicos como "Cidadão Kane", "Psicose", "Pulp fiction" e "Shrek", que juntamente com "O segredo de Brokeback Mountain" foi o único filme lançado depois de 2000 a entrar na lista.

Ainda de acordo com informações da BBC, a revista "Radio Times" classificou "Garganta profunda" como "um fenômeno da atualidade, um sinal de que a revolução sexual estava a todo vapor".

Lançado em 1972, o filme foi pribido em 23 Estados americanos na época.

Andrew Collins, editor da revista, disse que apesar de muitos dos filmes que estão na lista serem verdadeiramente bons, este não é um ranking dos melhores filmes de todos os tempos. "Estes são filmes, grandes ou pequenos, cujas influências ainda são sentidas; tempo, contexto e circustâncias os fizeram importantes."

Empresa usa GPS em demolição, mas destrói casa errada

20/06/09 - 14h00 - Atualizado em 20/06/09 - 14h00

Empresa usa GPS em demolição, mas destrói casa errada
Empresa não tinha endereço e só seguiu as coordenadas do GPS.
Segundo Al Byrd, a residência tinha sido construída por seu pai.




Foto: Reprodução/WSBTV Casa errada foi derrubada após empresa usar GPS na demolição. (Foto: Reprodução/WSBTV)Uma empresa no estado da Geórgia, nos EUA, usou o GPS (sistema de posicionamento global por satélite) na demolição de uma casa em Sandy Springs, mas acabou levando ao chão a casa errada, segundo a emissora "WSBTV".

O norte-americano Al Byrd levou um susto na semana passada quando chegou à casa de sua família e encontrou a residência, que seu pai tinha construído com as próprias mãos, demolida misteriosamente.

Ele disse que não conseguia acreditar no que estava acontecendo ao ver demolida a casa na qual cresceu com seus nove irmãos e irmãs.

Segundo Byrd, os funcionários da empresa não tinham endereço e apenas seguiram as coordenadas do GPS.

“Eu perguntei: ‘Qual endereço você tem?’ E ele disse: ‘Eles me enviaram algumas coordenadas para o GPS’. ‘Você não tem um endereço?’, questionei. Mas ele respondeu: ‘Sim, as coordenadas do GPS indicam corretamente esse endereço’”, contou Byrd.

Depois da política do filho único, cidade chinesa limita 1 cão por casa

17/06/09 - 15h42 - Atualizado em 17/06/09 - 15h42

Depois da política do filho único, cidade chinesa limita 1 cão por casa
Lei começa a ser implementada no dia 1º de julho em Guangzhou.
Cidade está localizada na província chinesa de Guangdong.




Chineses passeiam com seus cães nas ruas de Guangzhou, na província de Guangdong. Guangzhou começa no dia 1º de julho a implementação da política que vai limitar o número de cachorros na cidade. Cada casa poderá contar com apenas um cão de estimação. (Foto: AP)

Crustáceo de 100 milhões de anos tinha espermatozoide maior que o corpo

19/06/09 - 06h00 - Atualizado em 19/06/09 - 10h07

Crustáceo de 100 milhões de anos tinha espermatozoide maior que o corpo
Criatura, do grupo dos chamados ostrácodes, é quase microscópica.
Pesquisadores acham que competição entre machos explica fenômeno.

Pesquisadores liderados por Renate Matzke-Karasz, da Universidade Ludwig-Maximilians, na Alemanha, descobriram um detalhe impressionante da anatomia sexual de criaturinhas que viveram há 100 milhões de anos. Os ostrácodes, primos do camarão que mais parecem um marisco por causa de suas conchinhas, produziam espermatozoides que podiam ser mais compridos que seu próprio corpo. O detalhe só foi revelado por causa da boa preservação do corpo minúsculo das criaturas. A pesquisa está na revista americana "Science".




A espécie fóssil estudada pelos pesquisadores (Foto: Museu de História Natural de Londres)




O espermatozoide gigantesco dos ostrácodes (Foto: Renate Matzke-Karasz)

Crianças americanas começam a escapar do fast-food

19/06/09 - 11h05 - Atualizado em 19/06/09 - 11h05

Crianças americanas começam a escapar do fast-food, diz pesquisa
Pequenos aumentaram consumo de iogurte, frutas e sopas.
Por outro lado, batatas fritas e hambúrgueres estão decaindo.




Foto: Reprodução É o fim do tradicional fast food americano? (Foto: Reprodução)Os hábitos alimentares das crianças americanas parecem estar mudando. Para variar, desta vez as novidades são boas. Nuggets de frango, hambúrgueres, fritas e refrigerantes continuam populares entre o grupo abaixo dos 13 anos, é claro. Porém, novas pesquisas de mercado mostram que o consumo desses alimentos em restaurantes está diminuindo, enquanto sopa, iogurte, frutas, frango grelhado e leite com chocolate estão em alta.

As descobertas, baseadas em dados de uma empresa de pesquisa de mercado, a NPD Group, de Chicago, seguem um relatório do ano passado afirmando que a obesidade infantil parecia ter atingido um platô – após subir por mais de duas décadas. Essa descoberta, relatada na revista "The Journal of the American Medical Association", foi recebida com um otimismo contido, e não está claro se os esforços para limitar a famosa “junk food” e aumentar a atividade física em escolas surtiram um efeito significativo na maneira como as crianças comem. Todavia, os novos dados sugerem que diversos fatores, da recessão econômica às novas ofertas de gigantes do fast food, podem ter influenciado uma mudança geral nas preferências alimentares entre crianças.

Os dados, do Relatório ao Consumidor sobre Tendências Alimentares, da NPD, são coletados a partir de uma representativa amostra de 3.500 residências e 500 adolescentes, que fornecem informações detalhadas sobre seus hábitos ao comer fora. Os números são considerados altamente confiáveis porque os pesquisadores coletam os dados diariamente, perguntando aos participantes o que eles e sua família comeram ou pediram em restaurantes no dia anterior. Embora esse método por lembrança não seja 100% confiável, os dados, coletados desde 1976, permitem uma visão consistente sw tendências de longo prazo.

Obviamente, a economia exerce um grande papel nessas tendências. Os pedidos de refeições infantis que incluem brinquedos caíram 11% no ano passado, por exemplo, enquanto pedidos do “cardápio de valor” cresceram 9%. Mais recentemente, os pedidos de crianças por sanduíches frios subiram 11%, um fato que parece ser estimulado principalmente pela campanha "$5 foot-long", do restaurante Subway. Após mais de três anos de crescimento, as festas de aniversário infantis em restaurantes caíram 5% no trimestre terminado em fevereiro, comparando com o mesmo trimestre do ano passado.

Nem tudo é o bolso que explica
Entretanto, a economia não pode explicar toda a mudança, diz Bonnie Riggs, analista de restaurantes da NPD. Hambúrgueres, fritas e refrigerantes, todos estão nos cardápios de valor, mas seu consumo entre crianças abaixo dos 13 caiu, enquanto alimentos mais saudáveis aumentaram. Entre os perdedores do ano, apuração que terminou em 31 de março, nos Estados Unidos, estavam os refrigerantes (queda de 10%), nuggets de frango (8%), batatas fritas (7%) e cachorros-quentes (6%). Os vencedores incluíram as sopas (aumento de 29%), sanduíches de frango grelhado (26%), iogurte (21%), cenouras (9%) e frutas (6%).

Até mesmo a pizza vem perdendo espaço. Mesmo sendo a comida mais popular entre crianças nos restaurantes casuais, seu crescimento ano a ano é achatado, de acordo com a NPD. Nos restaurantes de serviço completo, ela foi substituída pelas massas como a comida preferida entre os pequenos. “Os gostos e preferências das crianças estão mudando”, disse Riggs, completando que eles querem “mais opções e pratos refinados”.

Inegavelmente, pizza, hambúrgueres e fritas ainda são os itens mais populares entre crianças; os ganhos percentuais para itens como sopa e iogurte partem de uma base menor. Porém, as tendências reforçam um argumento levantado durante anos por pesquisadores de saúde infantil: se você oferece uma comida mais saudável, as crianças irão comê-la.

Muitos restaurantes estão pegando a dica. Em maio, o Burger King anunciou três novas refeições infantis que incluem pequenos hambúrgueres, maçãs fatiadas que se parecem com batatas fritas, pedaços de frango com redução de sódio, suco de maçã fortificado no cálcio e leite com chocolate sem gordura. O McDonald's oferece maçãs e iogurte, e as refeições infantis do Wendy’s trazem uma laranja.

O que elas querem
“A indústria alimentícia está sempre dizendo, ‘Estamos dando às pessoas o que elas querem; é por isso que fazemos frango frito, hambúrgueres e batata para seus filhos’”, disse o Dr. Leann L. Birch, diretor do Centro de Pesquisa em Obesidade Infantil da Universidade Estadual da Pensilvânia. “Isso não é verdade. Se as crianças receberem diferentes opções, e se os pais deixarem escolher algumas delas, acho que com grande frequência veremos mudanças na alimentação."

Nem toda escolha está resultando numa refeição mais saudável. Por exemplo, os dados da NPD mostram que os sanduíches de frango empanado estão em alta, enquanto os hambúrgueres vêm decaindo. No menu infantil do Wendy’s, o frango empanado tem 340 calorias, enquanto um cheeseburguer júnior possui apenas 270. Entre pedidos de bebidas, o consumo de leite aumentou e o de refrigerantes caiu. Entretanto, refrigerantes de laranja e grapefruit e root beer estão crescendo.

“A percepção pode ser que refrigerantes de laranja e grapefruit são melhores pra sua saúde”, disse Riggs. Mesmo assim, vale apontar que os dados da NPD são baseados em pedidos de restaurantes, onde as crianças geralmente podem fazer suas próprias escolhas. “Não sabemos quantas escolhas as crianças realmente fazem”, disse Birch. “Mas sinto que os pais tendem a ser muito mais liberais num restaurante, logo permitem que os filhos façam mais escolhas."

“Você vai a esses lugares onde eles oferecem opções saudáveis para adultos. Mas até recentemente, as crianças não haviam tido a oportunidade de escolher as coisas certas”.

Cidade norueguesa bate recorde com sofá

21/06/09 - 08h00 - Atualizado em 21/06/09 - 08h00

Cidade norueguesa bate recorde com sofá de quase 900 metros
Móvel mede 890,25 m, mais de dez vezes maior do que a antiga marca.
Sofá gigante foi construído em cima de ponte na cidade de Sykkylven.




A cidade norueguesa de Sykkylven entrou nesta semana para o Guinness, livro dos recordes, ao construir o maior o sofá do mundo. O móvel mede 890,25 metros, mais de dez vezes maior do que a antiga marca, que era de 64,78 metros e tinha sido alcançada em maio deste ano na Grécia, segundo a emissora de TV SMP. O sofá foi colocado sobre a ponte de Sykkylven. (Foto: Reprodução/SMP TV)

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Cemitério faz promoção de túmulos: pague um, leve dois

20/06/09 - 11h00 - Atualizado em 20/06/09 - 11h00

Cemitério faz promoção de túmulos: pague um, leve dois
Gerente diz que a oferta não foi motivada pela recessão.
Segundo ele, cemitério realiza promoções há vários anos.




Foto: AP Quem comprar uma sepultura no Memorial Park leva outra de graça. (Foto: AP)Devido à crise na economia americana, um cemitério na cidade de Indianápolis, no estado de Indiana, lançou uma promoção para atrair novos "moradores". Quem comprar uma sepultura no Memorial Park leva outra de graça.

O gerente-geral do cemitério, Mark McCronklin, destacou que a oferta não foi motivada pela recessão.

Segundo ele, o cemitério realiza há vários anos promoções durante o "Memorial Day", um feriado para lembrar os soldados mortos em guerras.

Cão come maconha em parque nos EUA e fica ‘doidão’

19/06/09 - 17h00 - Atualizado em 19/06/09 - 17h00

Cão come maconha em parque nos EUA e fica ‘doidão’
Labrador vomitou material vegetal e líquidos que cheiravam maconha.
Mulher gastou US$ 1,5 mil após levar o cão 'Jack' a uma clínica veterinária.




Foto: Reprodução/Komo-TV Cão comeu acidentalmente maconha durante passeio em um parque. (Foto: Reprodução/Komo-TV)A dona do labrador chamado "Jack", Jen Nestor, disse que não sabia o que havia acontecido com seu animal de estimação --o cão parecia "doidão"--, até descobrir que "Jack" havia comido acidentalmente maconha durante um passeio em um parque em Seattle, nos EUA.

Segundo ela, o labrador não havia tido nenhum problema de saúde desde que adquiriu o animal, há 11 anos, mas recentemente, após correr pelo parque Seward, em Seattle, ele voltou diferente, balançando a cabeça para frente e para trás e virando os olhos.

A proprietária está convencida de que seu cachorro ficou “estranho” por causa da maconha. Ela acredita que o animal encontrou a droga que estaria escondida em algum lugar dentro do parque. A mulher gastou US$ 1,5 mil após levá-lo a uma clínica veterinária.

Segundo a clínica, 'Jack' estava tonto e desorientado. Ele também vomitou uma grande quantidade de material vegetal e líquidos que cheiravam maconha. Segundo a polícia de Seattle, em abril foi encontrado no mesmo parque uma mala com 5,5 quilos de maconha.

Britânico recupera título de luta com os dedos do pé

19/06/09 - 14h51 - Atualizado em 19/06/09 - 14h51

Britânico recupera título de luta com os dedos do pé
Alan Nash conquistou seu sexto título ao derrotar Paul Beech.
Evento acontece em Ashbourne, na Inglaterra, desde 1994.




Competidores participam do campeonato anual de luta com os dedos do pé. O evento acontece em Ashbourne, na Inglaterra, desde 1994. Apesar de o torneio ter contado com atletas de outros países, a final realizada na semana passada reuniu dois britânicos. Alan Nash conquistou seu sexto título ao derrotar Paul Beech, campeão das quatro edições anteriores. (Foto: Reprodução/Sky News)

Britânico de 113 anos é eleito pelo Guiness homem mais velho do mundo

19/06/09 - 15h57 - Atualizado em 19/06/09 - 17h19

Britânico de 113 anos é eleito pelo Guiness homem mais velho do mundo
Veterano da Primeira Guerra Mundial assume título que pertencia a japonês morto nesta sexta.

O britânico Henry Allingham, veterano da Primeira Guerra Mundial, foi apontado nesta sexta-feira, aos 113 anos de idade, como o homem mais velho do mundo segundo o Guinness World Records. Allingham nasceu em Londres, no dia 6 de junho de 1896. É um dos dois últimos veteranos britânicos sobreviventes da Primeira Guerra Mundial e o mais velho e último membro sobrevivente das Forças Armadas britânicas.

O veterano já havia se tornado o mais velho cidadão britânico da história em março deste ano, ao completar 112 anos e 296 dias, ultrapassando a idade do antecessor - o minerador John Evans, que morreu em 1990. De acordo com o Guiness, após a morte natural nesta sexta-feira do até então homem mais velho do mundo, o japonês Tomoji Tanabe, o título passa para Allingham.

Tanabe, que também tinha 113 anos, havia sido apontado como o homem mais velho do mundo em junho de 2007.

Orgulho
Allingham possui cinco netos, 12 bisnetos, 14 trinetos e um tataraneto, já viveu em três séculos e presenciou seis monarcas diferentes no trono britânico. A maior parte da família do veterano mora nos Estados Unidos, mas o sobrinho Ronald Cator, de 74 anos, que também mora na Grâ-Bretânha, mostrou-se surpreso com a notícia.

"Essa é uma notícia fantástica", afirma Cator. "Ele está muito frágil, mas tenho certeza que ficará contente em ouvir a novidade. Nós estamos muito orgulhosos dele." Amigo e acompanhante de Allingham, Dennis Goodwin diz considerar o feito incrível. "Ele vai lidar com o fato de uma maneira natural, como faz com todo o resto", afirma.

O veterano recebeu com distinção um título de doutor em Engenharia, em maio deste ano, pela Universidade Southampton Solent. Hoje, vive em um centro para cegos, próximo a Brighton, no litoral sul da Inglaterra.

Austríacos reconstituem luta de gladiadores

21/06/09 - 19h41 - Atualizado em 21/06/09 - 19h41

Austríacos reconstituem luta de gladiadores da Roma Antiga
Cidade que já foi parte do Império Romano sediou evento.
Combates simulados incluem até cavaleiros.

Homens vestidos como gladiadores de Roma simularam neste domingo (21) combates da Antiguidade na cidade de Petronell-Carnuntum, a cerca de 35 km de Viena, na Áustria. A cidade foi fundada pelos romanos.




A reconstituição contou com trajes caprichados. (Foto: AFP)




Até cavalos foram usados nos combates. (Foto: AFP)

Arquivos revelam que pornô ‘Garganta profunda’ foi investigado pelo FBI

19/06/09 - 18h14 - Atualizado em 19/06/09 - 19h13

Arquivos revelam que pornô ‘Garganta profunda’ foi investigado pelo FBI
Agência federal dos EUA investigou filme pornográfico de 1972.
Arquivo do diretor Gerard Damiano no FBI tem 4.800 páginas.




Foto: Divulgação O cartaz original de 'Garganta profunda'. (Foto: Divulgação)Arquivos do FBI recém-revelados mostram que agentes em todos os Estados Unidos e no maior nível da agência investigaram “Garganta profunda” – o filme pornô de 1972, chamado de “Deep throat” em inglês – em uma tentativa vã de acabar com o que se transformou em uma mudança cultural em direção a um entretenimento mais permissivo.

Os documentos analisados pela Associated Press mostram a extensão das investigações dos agentes sobre o filme: apreensão de cópias do longa, análises de negativos em laboratórios e entrevistas com todo mundo, de atores e produtores aos mensageiros que entregavam os rolos de filme no cinema.

A estratégia falhou na tentativa de impedir que o filme se espalhasse, no que alguns viram como a vitória de uma revolução cultural e sexual e outros apenas enxergaram como decadente.

“Hoje não conseguimos imaginar autoridades de qualquer nível do governo – local, estadual ou federal – envolvidas com este tipo de perseguição a obscenidades” , diz Mark Weiner, professor de direito constitucional e historiador da Rutgers-Newark School of Law. “A história de ‘Garganta profunda’ é a história do último esforço de entidades alinhadas contra a revolução cultural e sexual e também é o advento da pornografia no mainstream”.

Mais de 4.000 páginas
Os documentos consistem em 498 páginas do arquivo do FBI sobre Gerard Damiano, que dirigiu o filme e morreu em outubro de 2008. Liberados neste mês em função de um pedido de Liberdade de Informação requisitado pela AP, são apenas uma pequena parte do arquivo original de Damiano, que tem em torno de 4.800 páginas no total. Mas de 1.000 páginas foram retidas por duplicarem outros materiais, o resumo final do arquivo ainda não foi revisado e liberado.

Várias partes dos arquivos liberados foram suprimidas, e alguns dos objetivos do FBI são imprecisos, mas a seriedade com que a agência tratou a investigação é inquestionável.

Várias autoridades disseram que o filme foi feito com dinheiro da máfia – e o próprio FBI ligou a máfia com a pornografia por anos – mas o arquivo não inclui nenhuma menção às supostas ligações.

O documento inclui memorandos trocados entre os diretores do FBI – L. Patrick Gray, William Ruckelshaus e Clarence Kelley, que sucederam, em ordem, J. Edgar Hoover – e tantos agentes de campo que parece que quase todas as grandes cidades dos EUA estavam envolvidas.

Enquanto boa parte das investigações centravam-se em Nova York, onde a maioria dos participantes do filme viviam, e Miami, onde ele foi produzido, agentes de Honolulu a Detroit se envolveram.

Nixon
Em várias páginas do documento, um checklist com os principais funcionários do FBI aparece no topo direito, com iniciais ao lado de alguns nomes. Um dos listados é W. Mark Felt, o segundo em comando do FBI cujo pseudônimo “Garganta profunda”, usado como informante no caso Watergate, veio do nome do filme. Apesar disso, nenhuma das marcações indica que ele tenha lido algum dos materiais sobre o filme que virou sinônimo do seu papel na queda da presidência de Richard Nixon.

Felt recebeu o apelido de duplo sentido porque vazou informações cruciais sobre a corrupção na administração de Nixon das “profundezas dos bastidores” para o repórter do Washington Post Bob Woodward. Sua identidade permaneceu secreta até 2005 – ele morreu em dezembro de 2008.

Além de registros investigativos a respeito de intimações, entrevistas, exibições e distribuição do filme, o arquivo de Damiano inclui vários relatórios de agentes do FBI descrevendo o filme cena a cena, e o papel específico de Damiano na investigação da agência.

O FBI nota que Damiano foi “razoavelmente cooperativo” com as investigações. Os memorandos não especificam o crime de que o diretor foi acusado, apensar de ser mencionada ao longo dos documentos a acusação de transporte interestadual de material obsceno.

Linda Lovalace
Entre as áreas do caso que foram suprimidas está uma entrevista com a estrela do filme, que na época atendia pelo pseudônimo de Linda Lovalace.

“Garganta profunda” atingiu uma fama acima de qualquer outro filme pornográfico na história e se tornou o filme adulto mais conhecido a chegar ao grande público. Foi imensamente lucrativo – custou US$ 25 mil e teve uma renda de milhões de dólares – e se transformou em expressão cultural.

Agentes de todos os níveis de governo tentaram parar as exibições e julgamentos sobre obscenidade seguiram por anos. Mas ao fim, dizem os especialistas, marca o fim da era em que o governo tentou frear as mudanças culturais.

Eugene Volokh, professor de direito na UCLA, diz que o estranhamento que se pode ter sobre a investigação feita a respeito de “Garganta profunda” é reflexo de tempos diferentes.

“Certamente hoje, com nossa atitude menos restritiva à maioria da pornografia e ao sexo nos faz pensar que é muito estranho que o governo tenha dedicados tantos esforços em fazer algo assim”, diz. “Mas as atitudes na época eram muito diferentes”.

Após empate, cidade americana decide eleição em jogo de cartas

19/06/09 - 19h59 - Atualizado em 19/06/09 - 20h01

Após empate, cidade americana decide eleição em jogo de cartas
'Que jeito de ganhar --ou perder-- uma eleição', disse McGuire.
Constituição permite que eleição seja decidida em jogo de azar.

A cidade de Cave Creek, no estado do Arizona (EUA), gosta de manter a tradição. E, por isso, após o empate na eleição para uma cadeira para a Câmara de Vereadores, a vaga foi decidida em um jogo de cartas, segundo o jornal "New York Times".




O juiz George Preston embaralha as cartas, observado pelos candidatos Thomas McGuire (à esq.) e Adam Trenk. (Foto: The New York Times)
Adam Trenk, de 25 anos, ficou com a vaga na Câmara Municipal de Cave Creek, após tirar um rei de copas, enquanto seu adversário, Thomas McGuire, de 64, conseguiu um seis de copas. O juiz George Preston foi o responsável por embaralhar o baralho --fez isso seis vezes.

A cidade de Cave Creek, que tem por volta de 5 mil habitantes, não tinha conseguido definir um vencedor entre Trenk e McGuire no pleito tradicional. Depois de uma recontagem, cada um recebeu 660 votos. Por isso, a cidade optou pela tradição para escolher o futuro vereador.

"Que jeito de ganhar --ou perder-- uma eleição", disse McGuire.

O cantor de música country Marshall Trimble é uma das pessoas favoráveis ao método utilizado para decidir o pleito. "Somos muito ligados às nossas raízes, ou pelo menos nós gostamos de pensar assim", afirmou ele.

Segundo o "New York Times", a constituição do estado permite que uma eleição seja decidida em um jogo de azar. Além disso, os dois candidatos concordaram com um jogo de cartas.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Americano vai preso após criar 'monstro'

http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1198173-6091,00.html

18/06/09 - 08h00 - Atualizado em 18/06/09 - 08h00

Americano vai preso após criar 'monstro' com sinalização de trânsito
Polícia estima que o suspeito provocou um prejuízo de R$ 700.
Joseph Carnevale foi detido pelos agentes na semana passada.




Foto: Reprodução Joseph Carnevale (no detalhe) com sua obra. (Foto: Reprodução)O norte-americano Joseph Carnevale, de 21 anos, foi preso acusado pela Justiça da Carolina do Norte de ter usado objetos de sinalização de trânsito para criar um "monstro" e colocá-lo próximo à Universidade Estadual da Carolina do Norte.

Após investigação, o Departamento de Polícia da cidade de Raleigh descobriu que Carnevale tinha sido o responsável pela "brincadeira". Segundo o relatório policial, o suspeito foi detido na semana passada.

De acordo com a Justiça, Carnevale "destruiu três tambores" para criar a estátua. A polícia estima que o suspeito provocou um prejuízo de US$ 360 (cerca de R$ 700) para a empresa proprietária dos objetos.

A Justiça do Condado de Wake agendou para o dia 21 de julho a audiência com o réu.

Terra pode vir a colidir com outro planeta

10/06/09 - 15h55 - Atualizado em 10/06/09 - 22h06

Terra pode vir a colidir com outro planeta no futuro, alerta simulação
Dupla usou supercomputador para simular futuro do Sistema Solar.
Chance de 'bagunça' é de 1% nos próximos 5 bilhões de anos.

A conclusão do estudo é de lascar. Ou melhor, de Jacques Laskar, astrônomo do Observatório de Paris. Ele e Mickael Gastineau realizaram uma ambiciosa simulação de computador para mostrar o destino dos planetas do Sistema Solar ao longo dos próximos 5 bilhões de anos -- tempo de vida estimado do Sol antes de se tornar uma gigante vermelha. E o resultado é que existe 1% de probabilidade de que ocorra uma bagunça grande entre os chamados planetas terrestres:

Mercúrio, Vênus, Terra e Marte. Em muitas dessas simulações catastróficas, a Terra se dá muito mal.




Concepção artística de uma colisão entre a Terra e Marte (Foto: CNRS/Divulgação)

Os pesquisadores fizeram 2.501 simulações do futuro do Sistema Solar. Como a dinâmica gravitacional entre os diversos corpos é muito complexa, fazer um cálculo sobre o que vai acontecer nos próximos 5 bilhões de anos é extremamente difícil. Somente com aproximações e integrações, feitas por supercomputadores, é possível chegar a alguma conclusão.

No caso, a dupla usou o supercomputador JADE, do Centro de Computação Nacional Francês (Cines). Os resultados, na verdade, foram animadores. Na imensa maioria das circunstâncias, todos os planetas seguirão girando obedientemente em órbitas muito similares às atuais, até o Sol atingir o seu triste fim.

Entretanto, em cerca de 1% das simulações, um fato desagradável aconteceu: uma interação específica entre Júpiter e Mercúrio fez com que o pequenino planeta, o mais próximo do Sol, adotasse uma órbita altamente achatada. E, quando isso acontecia, a chance de bagunça generalizada entre os planetas terrestres aumentava muito. Quando o resultado imediato desse achatamento era uma colisão entre Mercúrio e o Sol, ou Mercúrio e Vênus, o problema ficava contido por ali. Mas, se por acaso essa órbita achatada durasse tempo suficiente, podia levar a colisão de Vênus ou Marte com a Terra!

Várias simulações desse evento mostraram problemas para o nosso planeta. Numa delas, por exemplo, o achatamento acentuado da órbita de Mercúrio resultava numa interação entre os planetas que levava Marte, em 3,4 bilhões de anos, a ficar a apenas 794 km da Terra --

distância que, ainda que não destruísse o planeta, seria suficiente para devastá-lo, pelo efeito de maré violento resultante do encontro celeste.

Em versões alternativas, Marte chegou a colidir com a Terra, ou até mesmo ser completamente ejetado do Sistema Solar. Os únicos planetas a ficarem impassíveis diante da bagunça eram os gigantes -- Júpiter, Saturno, Urano e Netuno. Esses têm 100% de segurança pelos próximos 5 bilhões de anos. Os outros quatro terão de se contentar com 99%.

Uma boa notícia
Para os cientistas, o resultado na verdade se traduz de forma positiva. Simulações mais antigas, que não levavam em conta a teoria da relatividade geral de Einstein na hora de calcular as órbitas, levavam a muito mais instabilidade.

"Sem a relatividade geral, mais de 50% das simulações apresentam instabilidades", disse ao Jacques Laskar. "Com a relatividade, só 1% das órbitas ficam altamente instáveis."

Os resultados também foram encarados de forma otimista por Gregory Laughlin, astrônomo da Universidade da Califórnia em Santa Cruz que comentou o estudo para o periódico científico "Nature". "Em meio a uma aparentemente infinita torrente de notícias econômicas e ambientais ruins, um despacho do campo da dinâmica celeste soa definitivamente alegre", escreveu. "O trabalho mostra que as órbitas dos planetas terrestres têm 99% de chance de manter seu ritmo de relógio bem ordenado atual pelos 5 bilhões de anos que restam antes que o Sol evolua para uma gigante vermelha e engula todo o Sistema Solar interior."

Tecnologia em excesso contribui para insônia entre adolescente

10/06/09 - 16h16 - Atualizado em 11/06/09 - 17h26

Tecnologia em excesso contribui para insônia entre adolescentes, diz pesquisa
Estudos foram realizados em universidades dos Estados Unidos.
Consumo de cafeína também contribui para distúrbios do sono.

Foto: Jae C. Hong/AP Jogadores participam de competição durante a E3 2009. (Foto: Jae C. Hong/AP)Muitas horas gastas com tecnologia e o uso excessivo de jogos eletrônicos são as possíveis causas do aumento da obesidade e de distúrbios do sono entre os adolescentes norte-americanos, indicaram duas pesquisas divulgadas essa semana, nos Estados Unidos, de acordo com o o site "EurekAlert".

Nesta terça-feira (9), pesquisadores da Universidade do Arizona apresentaram um trabalho no qual afirmam que o aumento dos problemas enfrentados na hora de dormir por muitos jovens está relacionado a muitas horas passadas diante de uma tela ou monitor, incluindo aí o uso de TV, computador e videogames.

Além disso, esse maior tempo gasto com aparelhos eletrônicos também está associado a um aumento no consumo de cafeína, o que também contribui para os sintomas de distúrbios do sono.

O estudo analisou dados de 320 adolescentes, com média de idade de 13,3 anos, sendo que 51,8% dos participantes eram do sexo masculino, 65% brancos e 35% de origem hispânica.

"A combinação de sono inadequado com o aumento do tempo gasto com aparelhos eletrônicos e cafeína pode ter implicações negativas para a saúde, o bem-estar psicossocial e o desempenho acadêmico do adolescente", considerou a pesquisa.

Um outro estudo, divulgado nesta segunda-feira (8) por pesquisadores da Universidade de Arkansas, mostra que jogadores de computador ou console que passam mais de sete horas por semana se divertindo com games dormem menos e apresentam mais períodos de sonolência do que jogadores casuais ou quem não joga.

Jogadores que relataram que os games interferiam na sua qualidade de sono dormiam menos de 1,6 hora do que os outros jogadores, enquanto aqueles que afirmaram ser viciados em games dormiram uma hora a menos em dias de semana, se comprados aos demais grupos analisados.

O estudo analisou dados de 137 estudantes universitários, com idade média de 22 anos, sendo a maioria da amostra formada por mulheres (86%). Classificados como jogadores casuais ou exagerados (aqueles que gastam mais de sete horas por semana usando a internet e jogos no computador), 12,6% deles identificaram-se como viciados em games, enquanto 10,81% relataram que os games interferiam em seu sono.

Na conclusão da pesquisa, os autores recomendam que os problemas descobertos no estudo devem contribuir para que os jovens jogadores sejam alvo de uma campanha para promover a melhora do sono.

Tabela Periódica ganha 112º elemento

11/06/09 - 08h17 - Atualizado em 11/06/09 - 09h56

Tabela Periódica ganha 112º elemento
Elemento superpesado descoberto por cientistas alemães existe apenas por alguns segundos e se desfaz.

Cientistas na Alemanha estão tentando encontrar um nome para o mais novo elemento da tabela periódica, que recebeu o número 112. Depois de mais de uma década de seu descobrimento, o elemento de número atômico 112 (que é a quantidade de prótons do núcleo) foi aceito oficialmente na tabela e recebeu, temporariamente, o nome de "ununbium". Ele é superpesado e altamente instável - existe por apenas alguns milionésimos de segundo e depois de desfaz.

Demorou muito para que a descoberta da equipe alemã do Centro para Pesquisa de Íons Pesados, liderada por Sigurd Hofmann, fosse reconhecida oficialmente pela União Internacional de Química Pura e Aplicada (IUPAC, em inglês). É que sua existência teve que ser confirmada de maneira independente - até agora apenas quatro átomos foram observados.

A Tabela Periódica dos elementos químicos é a disposição sistemática dos elementos, na forma de uma tabela, em função de suas propriedades. É muito útil para prever as características e tendências dos átomos.

Corrida por super-pesados
Hofmann começou sua busca por elementos para a tabela periódica em 1976. Para criar o elemento 112, a equipe usou um acelerador de partículas com 120 metros de comprimento para lançar um fluxo de íons de zinco contra átomos de chumbo. Os núcleos dos dois elementos se fundiram para formar o núcleo do novo elemento.

Estes núcleos muito grandes e pesados também são muito instáveis. Eles começam a se desintegrar pouco depois de formados. Isso libera energia, que os cientistas podem medir para descobrir o tamanho do núcleo que está se desfazendo.

Mas tais experiências resultam em poucas fusões bem sucedidas, e os cientistas precisam de aceleradores de partículas cada vez mais poderosos para realizar experiências mais longas e descobrir os elementos mais evasivos e instáveis.

Equipes de pesquisadores na Rússia, nos Estados Unidos e no Japão estão participando do que Hofmann qualificou como "uma competição amistosa" para descobrir elementos novos e mais pesados.

Pesquisador inventa tijolo feito de casca de coco e de castanha

11/06/09 - 08h05 - Atualizado em 11/06/09 - 08h05

Pesquisador inventa tijolo feito de casca de coco e de castanha
Material é mais resistente do que o tijolo comum.
Blocos não precisam ser cozidos, evitando o uso de lenha.

Um novo tijolo inventado pelo Inpa (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia) não utiliza barro em sua composição. No lugar da argila, são usados restos de casca de coco, de castanha-do-pará e de tucumã, que costumam ser descartados no processamento dessas frutas.

Segundo o pesquisador Jadir Rocha, da área de recursos florestais do Inpa, o novo tijolo é mais resistente que o original, com a vantagem de oferecer mais proteção contra o calor amazônico. “Como as matérias-primas são de vegetais, proporcionam um ambiente muito agradável, faça chuva ou faça sol”, afirma.

Características do tijolo vegetal Matéria-prima Cascas de coco, “ouriços” de castanha-do-pará, caroços de tucumã e resina.
Durabilidade É resistente a cupim, a chuva e é mais duro do que o tijolo comum.
Aplicação Em edifícios baixos, pois é compacto e tem peso parecido com o tijolo comum.
Vantagens materiais Proporciona mais proteção contra o calor amazônico e não utiliza cimento.
Vantagens ecológicas Recicla restos de frutas que iriam para o lixo e não precisa ser cozido, evitando o consumo de lenha. Além disso, evita a mineração de argila, que é prejudicial ao meio ambiente.
Desvantagens Empresas terão que negociar autorização do Inpa para produzir o novo tijolo. Além disso, a resina utilizada para dar liga aos pedaços vegetais é derivada de petróleo.

Custo Semelhante ao tijolo de barro.

Para conseguir agrupar as cascas duras das frutas e formar um bloco compacto, os restos são triturados, misturados com uma resina e prensados. Além de reciclar esses materiais, o tijolo vegetal tem a vantagem ecológica de não precisar ser cozido, evitando que árvores sejam cortadas para alimentar fornos.





Casca que envolve as castanhas-do-pará, conhecida como ouriço, é um dos principais componentes do tijolo vegetal. Como a invenção ainda não foi patenteada, o Inpe não pode divulgar fotos do novo tijolo. (Foto: Inpa/Divulgação)
Outra vantagem enumerada por Rocha é que o novo tijolo dispensa cimento, pois tem um encaixe que une as peças. Água e cupim, graças à resina utilizada para colagem, também não serão problema. “Utilizamos resina fenólica, uma cola irreversível. Ela é derivada de petróleo. O ideal seria que tivéssemos resinas naturais, mas infelizmente as pesquisas ainda estão começando”, diz o pesquisador do Inpa.

Madeira artificial
Uma outra novidade apresentada pelo laboratório de Rocha é uma chapa resistente fabricada com folhas. Ela serve para fazer móveis e divisórias, substituindo as chapas de aglomerado, feitas de serragem.




Chapa feita de folhas pode substituir o aglomerado, feito de serragem e usado na fabricação de móveis e divisórias. (Foto: Inpa/Divulgação)
“As folhas passam por um processo de trituração e depois são secas e juntadas com resina. Para dar mais sustentação, colocamos mantas de fibras de vidro. Futuramente, vamos substituí-las por um vegetal, mas isso ainda é segredo industrial."

As chapas de folhas e os tijolos vegetais ainda não são produzidos comercialmente, e estão sendo patenteados pelo Inpa. Para que indústrias possam fabricar os produtos, o instituto conta com um setor especializado em vender tecnologias desenvolvidas lá.

Homem de 38 anos admite uso de redes sociais para seduzir adolescentes

12/06/09 - 09h46 - Atualizado em 12/06/09 - 09h47

Homem de 38 anos admite uso de redes sociais para seduzir adolescentes
Britânico usava Facebook, MySpace e MSN Messenger para fazer contato.
Obcecado por jovens de botas, ele só mantinha contato virtual com vítimas.




Foto: Divulgação Obcecado por jovens de botas, Mark Southeby tem preferência pelo modelo Ugg, da foto. (Foto: Divulgação )Mark Southeby, de 38 anos, admitiu à Justiça britânica usar redes sociais como Facebook e MySpace, além do comunicador instantâneo MSN Messenger, para tentar seduzir adolescentes. O homem -- obcecado por jovens que usam botas populares em países frios, as Ugg boots – conseguiu se aproximar de um grupo de estudantes colegiais de Leeds usando para isso ferramentas de comunicação virtual.

Ele participou de uma audiência nesta sexta-feira (12), e a sentença sairá na segunda-feira (15).

Na tentativa de se aproximar das jovens, ele criou perfis virtuais e endereços de e-mail falsos – na web, ele dizia ter 28 anos. Com isso, conseguiu os números de celulares de algumas jovens, para quem ligava durante a madrugada. As informações foram divulgadas pelo jornal “Daily Mail”.

Segundo o tribunal de Leeds, responsável pelo caso, Southeby iniciou um relacionamento virtual com uma garota de 15 anos e tentou convencê-la a participar de atos sexuais. No total, ele teria molestado seis garotas, mas manteve contato com muitas outras. Seu telefone celular continha uma “quantidade enorme” de fotos de jovens usando as botas do modelo Ugg -- as imagens “não eram indecentes”, informou a Justiça.

Nesta sexta, Southeby admitiu culpa nas três acusações de incitar a mesma jovem de 15 anos a participar de atividades sexuais – os dois só se relacionaram pela internet e nunca se conheceram pessoalmente. Ele também admitiu ter molestado outras seis adolescentes. Segundo a Justiça, o contato entre o homem e as jovens foi feito de julho a dezembro de 2008, quando ele foi detido.

Filtro chinês deixa computador vulnerável

12/06/09 - 16h44 - Atualizado em 12/06/09 - 16h44

Filtro chinês contra pornografia deixa computador vulnerável, diz pesquisa
Sites podem explorar brechas do software para controlar as máquinas.
'Green Dam' deverá ser instalado em todos os PCs do país até 1º de julho.




Foto: Liu Jin/AFP Jovens navegam na web em lan house na China. (Foto: Liu Jin/AFP)Um filtro de softwares obrigatório na China deixa usuários vulneráveis a sites mal-intencionados que podem roubar dados pessoais ou instalar códigos em computadores pessoais, constataram pesquisadores da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos.

O governo chinês exige a pré-instalação obrigatória do software 'Green Dam' em todos os computadores novos fabricados ou enviados ao país até 1º de julho, sob a justificativa de que a medida protegerá crianças da pornografia.

Cerca de 48% dos adolescentes chineses já visitaram sites de pornografia, segundo a agência, que cita uma pesquisa divulgada no mês passado pelo centro de pesquisas da juventudade chinesa.

Muitas escolas já instalaram o programa, mas associações representantes de fabricantes de computadores da indústria norte-americana têm pedido ao governo chinês que reconsidere a exigência, com base em preocupações que variam desde segurança cibernética a performance do software até a liberdade na internet.

Sites podem explorar as vulnerabilidades do software para controlar o computador, segundo o relatório dos pesquisadores Scott Wolchok, Randy Yao e J Alex Halderman.

"Isso poderia permitir que sites mal-intencionados roubem dados privados, enviem spam ou registrem o computador em um botnet", apontou o relatório.

Botnet é um programa potencialmente destrutivo com a capacidade de recrutar máquinas infectadas em larga escala, podendo controlá-las clandestinamente.

O programa 'Green Dam' filtra palavras e imagens, bem como endereços de sites. Uma vez intalado, o software automaticamente fecha o navegador Internet Explorer, da Microsoft, se o usuário tentar acessar um site que estiver na lista negra.

"Alem disso, escontramos vulnerabilidades na forma como o 'Green Dam' processa atualizações da lista negra, que possibilitaria com que desenvolvedores de software e outros instale códigos mal-intencionados durante o processo de atualização", ressaltou o estudo.

Os departamentos de educação chineses continuam com as instalações do software, segundo a imprensa estatal.

Cerca de 4 milhões de computadores em todas as cerca de 1,5 mil escolas primárias e secundárias em Xangai serão equipadas com o 'Green Dam' até o final do mês, relatou a agência de notícias Xinhua nesta sexta-feira (12).

EUA encerram transmissões da TV analógica

12/06/09 - 18h42 - Atualizado em 12/06/09 - 19h15

EUA encerram transmissões da TV analógica em todo o país
Sexta-feira marca transição após seis décadas do uso desta tecnologia.
Quase 3 milhões de lares ainda estão despreparados para a TV digital.




Foto: Elise Amendola/AP Técnico instala conversor de TV digital em casa nos EUA, nesta sexta-feira (12), data do fim das transmissões analógicas no país. (Foto: Elise Amendola/AP)As estações de TV dos Estados Unidos deram início ao corte de todos os seus sinais analógicos, nesta sexta-feira (12), pondo fim ao uso da tecnologia que levou suas imagens para todos os cantos do país durante seis décadas. A data representa o prazo final para o processo de transição completa do sistema de radiodifusão para a tecnologia digital.

Segundo dados de uma pesquisa realizada pela Nielsen, cerca de 2,8 milhões de lares
norte-americanos estão completamente despreparados para a transição, apesar do bombardeio de anúncios na TV propagando a iminente mudança, informou o "New York Times".

Outras 9,5 milhões de famílias não estão totalmente prontas para receber o sinal digital, o que significa que podem ter atualizado alguns de seus televisores, mas não todos. "Lares jovens, afroamericanos e hispânicos são desproporcionalmente mais despreparados, enquanto os lares de idosos são os que estão mais prontos", publicou o "TVNewsDay".

A transmissão digital traz índices mais elevados de qualidade de imagem e som, além de novos canais para os telespectadores.A Comissão Federal de Comunicações dos EUA (FCC, na sigla em inglês) colocou 4 mil operadores de plantão para receber chamadas de telespectadores ainda confusos com a mudança, além de criar centros demonstração da nova tecnologia digital em várias cidades norte-americanas.

Até o início da tarde desta sexta-feira, a FCC recebeu 122.389 chamadas, quase quatro vezes mais do que na quinta-feira (11), que tinha sido o dia mais movimentado até agora, disse o porta-voz do órgão, Mark Wigfield, à agência de notícias Associated Press.

O recém-disponível espectro analógico deixado pelas emissoras de TV será utilizado para serviços sem fio avançados e comunicações de emergência, ainda segundo a FCC.

De acordo com o "New York Times", o governo dos EUA tinha a intenção de que a transição fosse iniciada em fevereiro, mas o processo sofreu um atraso de quatro meses, mesmo com a pressão feita pela administração Obama para uma rápida decisão do Congresso norte-americano.

Em iniciativa controversa, 'Web 2.0' vira o milionésimo termo do inglês

10/06/09 - 15h29 - Atualizado em 10/06/09 - 15h30

Em iniciativa controversa, 'Web 2.0' vira o milionésimo termo do inglês
Informação foi divulgada por grupo de monitoramente do idioma.
Linguistas criticaram iniciativa, dizendo se tratar de golpe publicitário.

Um grupo norte-americano que monitora o uso do idioma coroou "Web 2.0" como a milionésima palavra ou expressão do idioma inglês nesta quarta-feira (9), ainda que outros linguistas tenham criticado a decisão, dizendo se tratar de bobagem ou golpe publicitário.

O Global Language Monitor, que emprega uma fórmula matemática a fim de acompanhar a frequência de uso de palavras e expressões na mídia eletrônica e impressa, informou que "Web 2.0" apareceu mais de 25 mil vezes em buscas e é um termo amplamente aceito, o que faz da expressão candidata legítima à posição de milionésima palavra do inglês.

O grupo afirmou que a expressão surgiu como um termo técnico para designar uma nova geração de produtos e serviços na internet, mas que ganhou circulação muito mais ampla nos últimos seis meses.

Críticas
Outros linguistas, no entanto, denunciaram a lista como um simples golpe publicitário sem qualquer valor científico, afirmando que é impossível contar o número de palavras em uso no inglês ou chegar a um acordo quanto ao número de vezes que uma palavra teria de ser usada antes que seja aceita oficialmente.

Não existem regras definidas para esse tipo de contagem, porque não existe um
organismo capaz de arbitrar o que constitui uma palavra inglesa legítima; além disso, classificações de linguagem são complicadas pelo grande número de palavras compostas, verbos e termos obsoletos.

"Creio que seja uma fraude completa. Não é nem má ciência, mas sim pura bobagem", disse Geoffrey Nunberg, professor de linguística da Universidade da California, a jornalistas.

Paul Payack, presidente da Global Language Monitor, descartou as críticas e alegou que seu método era tecnicamente sólido. "Se você deseja contar o número de estrelas no céu, precisa primeiro definir o que é uma estrela e depois proceder à contagem. Nosso critério é bastante simples, e se for seguido permite que palavras sejam contadas. A maior parte dos estudiosos considera o que estamos fazendo como muito valioso", disse Payack.

Ele calculou que cerca de 14,7 palavras ou expressões novas em inglês sejam criadas a cada dia, e que as cinco palavras que antecederam a milionésima ilustram as mudanças que o inglês sofre devido às tendências sociais vigentes.

Eclipse ajuda cientistas a identificar 'assinatura'

11/06/09 - 08h00 - Atualizado em 11/06/09 - 08h00

Eclipse ajuda cientistas a identificar 'assinatura' de planetas como a Terra
Pesquisadores analisaram luz emanada da Lua durante eclipse lunar.
Com isso, descobriram como seria a 'assinatura' da Terra, vista de longe.




Foto: Divulgação Imagem mostra o Sol parcialmente ofuscado pela Terra, emitindo a
'assinatura' detectada pelos cientistas (Foto: Divulgação)Os eclipses lunares são tidos hoje como ótimos espetáculos visuais para os interessados por astronomia, mas dificilmente são vistos como algo que possa render resultados científicos importantes. Pois um grupo de pesquisadores espanhóis acaba de mudar isso, com um estudo que deve ajudar até a procurar planetas similares à Terra fora do Sistema Solar.

O grupo de Enric Pallé, do Instituto de Astrofísica das Canárias, em Tenerife, na Espanha, obteve, durante um eclipse lunar observado em 16 de agosto de 2008, o que seria a "assinatura" da atmosfera terrestre, se vista de longe, conforme o planeta passasse à frente do Sol, com relação a um observador distante.

Em outras palavras, eles identificaram os traços luminosos que seriam captados por um ET, caso ele estivesse em outro sistema planetário, apontando um poderoso telescópio na nossa direção.

A essa assinatura específica é dado o nome de espectro, que equivale à separação da luz vinda de um objeto em suas cores componentes. A partir de marcas nesse padrão de cores separadas, é possível identificar vários dos compostos presentes no ponto de origem da luz. Com o espectro da Terra, por exemplo, é possível identificar a presença de substâncias como oxigênio, nitrogênio e vapor d'água na atmosfera. Segundo os cientistas, é possível até observar características da ionosfera terrestre -- camada da atmosfera marcada pela presença de moléculas polarizadas.

A obtenção do chamado espectro de transmissão da Terra foi possível durante um eclipse lunar porque nesse momento a Terra se posiciona entre o Sol e a Lua, bloqueando a maior parte da luz solar. O que sobra -- e ilumina a Lua -- é a luminosidade do Sol que atravessa a atmosfera terrestre e vai parar na superfície lunar. Analisando essa luz, portanto, é possível calcular como é o espectro da Terra, visto da Lua.

E o melhor de tudo: muitos dos planetas descobertos fora do Sistema Solar passam à frente de suas estrelas, com relação à Terra. Assim, o espectro que os astrônomos captam deles são equivalentes ao obtido agora do nosso planeta pelos cientistas. Moral da história: é possível compará-los, para identificar quão parecido um planeta fora do Sistema Solar é com a Terra.

Com a descoberta de mais e mais planetas, é possivelmente questão de tempo até que encontremos um que tem uma assinatura parecida com a que a Terra emite. Isso, muito provavelmente, será sinal de que há vida naquele mundo distante.

O estudo de Pallé e seus colegas está na última edição do periódico científico "Nature".

Certidão de casamento virtual 'oficializa' união de casais

12/06/09 - 14h00 - Atualizado em 12/06/09 - 14h02

Certidão de casamento virtual 'oficializa' união de casais na internet
Sites usam até cerimônias de matrimônio on-line para atrair apaixonados.
Certificado diferente é opção de presente gratuito no Dia dos Namorados.




Foto: Arquivo Pessoal Lara e Miguel estão casados virtualmente há sete meses. (Foto: Arquivo Pessoal)Assim como a internet tem atuado como cupido para muitos casais, ela também ajuda na hora de reforçar o compromisso entre os enamorados. Não basta apenas se declarar “casado” nos perfis de redes sociais. O que muitos buscam é o casamento, nem que seja virtual. E como nesta sexta-feira (12) é Dia dos Namorados, os apaixonados podem surpreender os parceiros, dando um “upgrade” na relação, com um casório cibernético com direito a certidão e tudo.

Com um visual mais sóbrio do que outros sites do gênero, o VirtualVow.com se apresenta como um dos endereços mais democráticos da rede. Nele é possível casar com tudo que tenha valor sentimental para o internauta, ou seja, não só com outras pessoas, como também com animais e objetos - provando que não há barreiras para o amor.

"Não há regras oficiais, você pode casar com seus animais de estimação se assim desejar. Ou até mesmo casar seus bichinhos, ou casar com o seu carro. O amor é universal!", defende o site, que não discrimina nada nem ninguém e pode ser a opção ideal para os mais excêntricos.

A brasileira Lara Maggione, de 22 anos, e o português Miguel Sottomayor, 23, completaram sete meses de casamento virtual no último sábado (6). Para realizar a cerimônia, o casal optou pelo site russo Virtual Wedding Chapel. "Resolvemos trocar os votos porque moramos longe e queremos ficar juntos", explica Lara. "Pretendemos casar no futuro".

Foi Miguel quem apresentou a Lara esse tipo de serviço. "Eu conheci o site através do meu namorado. Como moramos longe, ele sempre procura sites do tipo para nos sentirmos próximos", conta Lara, natural de Barretos, no interior de São Paulo, que se prepara para ir morar de verdade com seu marido virtual no mês que vem.

No Virtual Wedding Chapel é possível enviar o pedido de casamento por e-mail, preencher uma petição de casamento informando os nomes dos noivos, bem como cidade e país onde moram, e se é o primeiro casamento dos dois, assim como a data e o horário escolhidos para a cerimônia. Além disso, os usuários podem escolher uma testemunha e até permitir o acesso de convidados para o casório virtual. Outra opção é o The Internet Registry of Marriage (iROM.org).

Os internautas encontram uma versão nacional do serviço no site de namoro CyberLove. Na seção "CyberCasamento" é possível conseguir uma certidão virtual. Basta digitar o nome dos noivos e clicar no botão "Cerimônia" para que a figura de um padre apareça, dando início ao que ele chama de "Sagrado Matrimônio Virtual". Após a troca de votos, os noivos são declarados "marido virtual e mulher virtual", ao som da Marcha Nupcial, podendo imprimir sua certidão de casamento cibernética. Mas o site faz questão de ressaltar que o "certificado é apenas uma brincadeira virtual".




Foto: Reprodução Cerimônia na web tem padre virtual e até Marcha Nupcial. (Foto: Reprodução) E como a união não é oficial, muita gente encontra nesses sites a oportunidade ideal para se casar com ídolos da TV, do cinema, do esporte ou da música, ou qualquer pessoa - ou coisa - que a imaginação do internauta permitir.

Porém, como nem sempre o final feliz dura para sempre - inclusive no mundo virtual -, os sites também oferecem uma seção destinada ao divórcio, em que o marido ou a mulher podem optar pela separação, informando o motivo da dissolução da união cibernética.

Alguns sites até se especializam em contar essas histórias de rompimentos amorosos, como o Relashionship Obituaries, que coleciona obituários de relacionamentos desde 2003 e terá seus "melhores" textos transformados em livro que será lançado esse mês no Reino Unido.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Beija-flor 'voa mais rápido do que um avião caça'

10/06/09 - 11h27 - Atualizado em 10/06/09 - 17h29

Beija-flor 'voa mais rápido do que um avião caça', diz estudo
Pesquisador dos EUA disse que ave cobre quase 400 vezes o comprimento de seu corpo em um segundo, enquanto caça cobre 150 vezes.

Um estudo da Universidade Berkeley, no Estado americano da Califórnia, revelou que o
beija-flor macho atinge uma velocidade proporcionalmente "maior do que a de aviões caça" quando mergulha durante um voo para impressionar as fêmeas.

O pesquisador americano Christopher Clark usou fêmeas de beija-flor empalhadas para induzir os pássaros a fazerem uma exibição impressionante, que ele registrou com câmeras especiais para capturar objetos em alta velocidade. As câmeras capturavam imagens de 500 quadros por segundo.

As aves da espécie conhecida como Anna, que vivem no sudoeste dos Estados Unidos, atingiram velocidades que cobrem um trajeto 383 vezes o comprimento de seu corpo a cada segundo.

De acordo com Clark, o espaço percorrido medido, levando-se em conta o comprimento do corpo da ave e a velocidade máxima atingida pelo animal, foi "maior do que a de um avião caça com sua câmara de combustão auxiliar ligada (o que ajuda a aumentar a velocidade) ou do ônibus espacial durante a reentrada na atmosfera".

O caça pode chegar a cobrir 150 vezes a medida do seu comprimento em um segundo, e o ônibus espacial, 207 vezes.

Mas os caças têm capacidade de acelerar mais e ultrapassar os beija-flores.

Nos últimos estágios de seu mergulho, quando as aves abrem as asas para um voo ascendente, "a aceleração instantânea dos beija-flores é maior do que a de qualquer organismo de que se registrou previamente manobras aéreas", disse Clark.

E ele atinge essa velocidade sem a ajuda de um poderoso motor de jato, acrescenta.
O especialista diz que o estudo é um exemplo de como tais exibições, realizadas com a intenção de atrair uma parceira para o acasalamento, podem ser observadas para verificar os limites das habilidades dos animais.

O mergulho do beija-flor da espécie Anna é mais veloz do que a do falcão peregrino, cuja velocidade máxima chega a cobrir 200 vezes o comprimento de seu corpo a cada segundo.

O trabalho foi divulgado na revista "Proceedings of the Royal Society B".

Usuário de redes de troca de arquivo compra mais filmes e música

09/06/09 - 13h47 - Atualizado em 09/06/09 - 13h47

Usuário de redes de troca de arquivo compra mais filmes e música, diz estudo
Gasto médio com entretenimento é maior do que o de internauta comum.
Pesquisa mostra que quem baixa conteúdo desse tipo vai mais ao cinema.




Foto: Divulgação Usuários de redes P2P compram mais conteúdo off-line. (Foto: Divulgação)

Os usuários de redes de compartilhamento de arquivos peer-to-peer (P2P) são os melhores consumidores das indústrias de filme e música, de acordo com recente pesquisa realizada pela Vuze, criadora de um dos mais populares clientes de BitTorrent.

Segundo o estudo, enquanto usuários de P2P compartilham on-line arquivos de propriedade da indústrias de entretenimento, eles estão mais propensos a gastar dinheiro em entretenimento off-line.

Conduzida pela Frank Magid Associates, a pesquisa ouviu 693 usuários da Vuze e outros 606 internautas, todos os norte-americanos, com idades entre 18 e 44 anos.

E o resultado mostrou que esses usuários de redes P2P alugam mais filmes e compram mais ingressos de cinema e mais DVDs do que a maioria das pessoas que navegam pela internet.

"Eles são os melhores clientes de Hollywood, e isso é algo que não achamos que Hollywood esteja muito consciente", considerou o presidente da Vuze, Gilles BianRosa, em entrevista ao site "Ars Technica".

Em um ano, um usuário da Vuze vai ao cinema oito vezes, contra seis vezes de um internauta comum. Além disso, os usuários de redes P2P alugam em média nove filmes por ano, enquanto um não-usuário aluga apenas sete.

E mesmo que aparentemente um usuário P2P possa piratear quantos filmes quiser nessas redes de compartilhamento, ele vai comprar cerca de 16 DVDs por ano. A maioria dos internautas também compra menos: 13 DVDs.

Segundo BianRosa, isso ocorre porque, além dos altos preços cobrados pela versão online, os consumidores avaliam o valor agregado ao produto offline, que conta com itens especiais como edições caprichadas para colecionadores, com caixas e extras que não costumam acompanhar o conteúdo oferecido online.

Mas esses usuários de P2P também não gostam de pagar por conteúdo on-line, o que não
surpreende. Talvez porque eles vêem o compartilhamento de arquivos como um modo de testar esses produtos antes de comprá-los, considera o site "Inquirer".

Telescópio montado em balão vai desvendar segredos do Sol

09/06/09 - 12h49 - Atualizado em 09/06/09 - 12h49

Telescópio montado em balão vai desvendar segredos do Sol
Sunrise foi lançado com sucesso de centro espacial na Suécia.
Estudo da estrela é importante para telecomunicações, por exemplo.

O telescópio montado num balão Sunrise ("nascer do Sol"), criado numa parceria entre
pesquisadores europeus e grupos da Nasa, subiu em segurança para sua posição a 40 km do solo e já está fazendo observações do Sol. Lançado a partir do Centro Espacial Esrange, na Suécia, o aparelho tem como objetivo observar detalhes da superfície solar com menos de 35 km, em busca de dados relevantes sobre a temperatura e o campo magnético do astro.

Tempestades eletromagnéticas solares podem afetar as telecomunicações aqui na Terra.




O telescópio Sunrise antes de subir aos céus (Foto: Daniel Duch/La Vanguardia)

Primeiro "homem grávido" do mundo tem outro filho

09/06/09 - 22h53 - Atualizado em 09/06/09 - 22h55

Primeiro "homem grávido" do mundo tem outro filho

Los Angeles (EUA.), 9 jun (EFE).- O transexual Thomas Beatie, que ficou famoso por ser o primeiro "homem grávido" do mundo, deu à luz hoje menina, quase um ano após se tornar pai pela primeira vez, informou hoje a rede de televisão "ABC".

O parto foi normal, mas será a mulher de Beatie, Nancy, de 46 anos, quem amamentará a criança, assim como aconteceu com Susan Juliette, a menina que nasceu em 29 de junho de 2008 após uma gestação que chamou a atenção dos meios de comunicação mundiais.

Em novembro, Beatie, de 35 anos, anunciou que tinha deixado de tomar hormônios masculinos para poder ter outro filho.

O transexual decidiu mudar de sexo aos 24 anos, mas decidiu manter os órgãos sexuais femininos.

Apesar da preocupação de parentes, Beatie assegura que não tem medo das ameaças sofridas desde que o caso veio à tona, e afirma que é uma família tradicional.

Mesmo sendo oficialmente homem, Beatie aceitou engravidar devido à incapacidade da mulher para a gestação. EFE

Pesquisadores criam ferramenta de diagnóstico à la 'Jornada nas estrelas'

27/05/09 - 15h15 - Atualizado em 27/05/09 - 15h15

Pesquisadores criam ferramenta de diagnóstico à la 'Jornada nas estrelas'
Trabalho é da Universidade Loughborough, no Reino Unido.
Feixe de luz passa por paciente e analisa sistema cardiovascular.

Um paciente é colocado na maca e para que seja diagnosticado seu problema, uma barra
luminosa passa por cima de seu corpo sem tocá-lo. Essa cena é familiar aos fãs de "Jornada nas estrelas", série de ficcção cientifica para a TV desenvolvida nos anos 1960 que recentemente ganhou novo episódio nos cinemas.

Pesquisadores da Universidade Loughborough, na Inglaterra, estão desenvolvendo um
dispositivo muito semelhante, que se propõe a avaliar a função do coração e vasos
sanguíneos através de uma técnica chamada fotopletismografia.

A fotopletismografia utiliza a emissão de ondas luminosas sobre a pele dos pacientes, analisando o comprimento de onda da luz refletida e suas variações nos diferentes tecidos do corpo, estimando assim o fluxo sanguíneo.

A fotopletismografia já é utilizada em aparelhos que medem o fluxo do sangue em partes do corpo. A diferença é que na nova técnica proposta não existe contato dos aparelhos com a pele dos pacientes, o que é necessário nos aparelhos de hoje em dia.
Por enquanto a limitação da técnica é a pequena distância entre a pele e o aparelho para que a luz emitida possa ser recebida de volta a analisada.

Mais uma vez a ficção científica se antecipou em décadas a uma aplicação na vida real.

Descoberto por astecas, chiclete foi 'mau hábito' por séculos

24/05/09 - 08h33 - Atualizado em 24/05/09 - 08h33

Descoberto por astecas, chiclete foi 'mau hábito' por séculos
Arqueóloga lança livro sobre história da goma de mascar.
Indústria do chiclete movimenta US$ 19 bilhões por ano.




Foto: Divulgação/Biblcioteca Medicea Laurenziana Réplica de um manuscrito de 1590 mostra 'mascador de chicletes' asteca (Foto: Divulgação/Biblcioteca Medicea Laurenziana)Um dos doces preferidos das crianças de hoje era também uma das diversões mais comuns das crianças astecas dos séculos XIV a XVI.

Mascar chicletes é um hábito antigo que, por muitos anos, envolveu um código rígido de conduta. A arqueóloga Jennifer Mathew, em seu recém-lançado livro "Chicle: The Chewing Gum of the Americas" ("Chiclete, a goma de mascar das Américas", inédito em português), mostra curiosidades dessa história e traça todo o percurso da substância que não acaba na boca.

Aparentemente descoberto pelos astecas e pelos maias, o chiclete pode ter origens ainda mais antigas. "Os exemplos mais remotos que temos da goma vêm da Mesopotâmia, começando no ano 9 mil AC. Encontramos resíduos de chiclete de bétula [feito de resina da planta ornalmental] em dentes de adolescentes da época”, afirmou Jennifer, em entrevista.

Os astecas mantinham uma disciplina rigorosa no assunto. Segundo Mathews, homens e mulheres casadas que mascavam goma em público eram considerados "repugnantes" - somente mulheres idosas e crianças poderiam fazê-lo. Documentos descrevem prostitutas que podiam ser identificadas pelo seu perfume forte e pelo som de suas bocas mascando chicletes.

Homens e mulheres que não cumprissem essas regras eram geralmente taxados de pervertidos.

Eles sabiam do uso da goma para limpar os dentes - usavam também para acender fogo -, mas simplesmente não queriam que isso fosse feito em público.

O hábito continuou com a colonização e, aparentemente, o repúdio também. Em 1898, um jornal britânico noticiou que agentes da saúde estavam alertando contra a "goma de mascar americana" pela sua suposta periculosidade.

Anos depois, o revolucionário bolchevique Leon Trotsky disse que mascar chiclete era uma forma de o capitalismo fazer com que o homem trabalhasse sem pensar muito: "parece um ato religioso, como alguma reza para o Deus-Capital".

Nos anos 1848, um homem chamado John Curtis fundou nos EUA a primeira fábrica de chicletes, feitos da árvore de picea. Embora bom no começo, o sabor da goma ficava amargo depois de algum tempo na boca, e a moda não vingou.

O chiclete atual
A popularização do chiclete veio mesmo com a descoberta da substância extraída da árvore chamada sapoti - o chicle. O inventor da nova goma foi o americano Thomas Adams. Ao testar produtos com chicle (que ele conheceu por intermédio do ex-presidente mexicano Antonio López de Santa Ana, que visitou Nova York), em 1859, ele descobriu um novo tipo de chiclete, que passou a ser vendido na forma de pequenas bolas cinzentas sem sabor. Mais tarde, um outro tipo foi criado, com adição de açúcar, e teve uma aceitação maior.




Foto: Divulgação/Jenny Lederer/Verve Glee Gum, o único chiclete natural ainda produzido na América (Foto: Divulgação/Jenny Lederer/Verve) Mas a pessoa que fez o chiclete "estourar" nas vendas foi mesmo William Wrigley Jr., um vendedor de sabonetes que percebeu que as pessoas adoravam quando ele colocava um "brinde", como um chiclete, nos produtos.

Logo ele ingressou no ramo e chegou a enviar um pacote de quatro chicletes de menta para todas as 1,5 milhões de pessoas da lista telefônica dos EUA. Sua fortuna foi depois avaliada em US$ 150 milhões - isso em 1898.

Na Segunda Guerra Mundial, o chiclete virou produto escasso - o Exército incluiu a goma na dieta dos soldados e o gosto pelo doce atingiu todos os lugares. A demanda pelo chicle aumentou e os produtores estavam extraindo mais do que o limite das árvores. E então vieram os chicletes sintéticos, feitos com uma goma que inclui produtos derivados do petróleo - as fábricas de goma não divulgam a receita pois é considerada segredo industrial. Atualmente, apenas duas empresas fazem o chiclete natural, como antigamente, e o vendem para uma clientela limitada.

OS EUA são hoje os maiores consumidores e produtores de chiclete. A indústria do chiclete movimenta US$ 19 bilhões por ano.

Áreas verdes retiram 4 milhões de toneladas de gás carbônico do ar

09/06/09 - 07h21 - Atualizado em 09/06/09 - 07h21

Áreas verdes retiram 4 milhões de toneladas de gás carbônico do ar
Estudo considera florestas públicas e particulares de Curitiba.
Quantidade equivale à liberada por 1 milhão de carros em um ano e meio.


Foto: Michel Willian/SMCS Estudo foi feito por amostragem em 15 parques naturais de Curitiba (Foto: Michel Willian/SMCS) Se somadas as florestas públicas e particulares de Curitiba, as áreas verdes da cidade têm 1,16 bilhão de tonelada de carbono estocado em seus galhos, troncos, folhas e raízes, o que representa 4,25 milhões de toneladas de dióxido de carbono (CO²) a menos no ar. O dióxido de carbono é um dos principais gases responsáveis pelo aquecimento global, e é retirado do ar pelas plantas, principalmente pelas árvores.

Os dados foram divulgados na segunda-feira (8) pela Prefeitura de Curitiba. O estudo, feito por amostragem em 15 parques naturais da cidade, foi realizado pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente e pela Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem.

Segundo a prefeitura, a quantidade de dióxido de carbono que é retirada do ar de Curitiba pelas áreas verdes equivale à quantidade liberada por cerca de 1 milhão de veículos circulando durante um ano e meio nas ruas da cidade

Após 24 anos, China retoma escavações do Exército de Terracota

09/06/09 - 09h09 - Atualizado em 09/06/09 - 09h10

Após 24 anos, China retoma escavações do Exército de Terracota

Pequim, 9 jun (EFE).- Após 24 anos, arqueólogos chineses retomarão no próximo sábado as escavações na zona do chamado Exército de Terracota, também conhecido como Guerreiros de Xian, informou hoje a agência oficial de notícias da China "Xinhua".

A primeira escavação começou em 1978 e terminou em 1984, e nela foram encontradas 1.087 figuras. A segunda ocorreu em 1985, mas acabou suspensa por razões técnicas.

"A escavação na terceira área durará pelo menos um ano", disse Wu Yongqi, funcionário do museu.

Os especialistas esperam encontrar uma figura que revele alguns dos mistérios do primeiro imperador chinês, Qin Shihuang, cujo mausoléu, ainda não aberto pelos arqueólogos, está a cerca de dois quilômetros do museu de Terracota, em Xian.

"Esperamos encontrar alguma figura como 'o comandante' do enorme Exército subterrâneo", assinalou Liu Zhancheng, chefe da equipe de arqueólogos do museu.

Qin foi o primeiro a unificar os diversos reinos chineses após séculos de guerra mútua, e liderou esse império entre os anos 221 e 210 a.C.

Segundo historiadores, era obsessivo em viver eternamente e fez com que fosse enterrado escoltado por um Exército de oito mil soldados, músicos, concubinas, oficiais e escravos para que o acompanhassem na outra vida.

Seu mausoléu foi descoberto por acaso por camponeses em 1974 e acredita-se que demorou 38 anos para ser construído por 720 mil escravos.

Os guerreiros atuais são parte do Exército que foi modelado, mas os demais seguem enterrados nos arredores do mausoléu, embora os arqueólogos temem que desenterrá-los danifique de forma irreversível as estátuas.

Quando o grupo de guerreiros que agora está à vista dos turistas foi descoberto, em 1974, as estátuas estavam pintadas com cores vivas, que acabaram desaparecendo em pouco tempo pelo contato com o ar.

Segundo a imprensa chinesa, outro dos grandes desafios na nova escavação para a equipe de arqueólogos é descobrir a fórmula que permita a preservação das cores e a manutenção das figuras que estão intactas. EFE