Clique no PLAY para leitura automática do texto:

domingo, 26 de maio de 2013

16 Curiosidades sobre Star Trek que você não sabia


16 Curiosidades sobre Star Trek que você não sabia



Em comemoração aos 46 anos da estreia do seriado.

Foi por causa dessa série que me tornei nerd, e se algum dia desejei ser um astronauta como todos os garotos da minha e de tantas gerações, foi por causa das reprises de STAR TREK nos finais de tarde da TV aberta. Não fui o único novinho arrebatado para o universo trekker ao assistir os requentados duas décadas após o término do último episódio inédito. 



De fato, na época em que era inédito, Star Trek nunca obteve grandes números de audiência, vindo a ser cancelado na terceira temporada. O sucesso da mais intrépida nave da Federação dos Planetas Unidos veio anos-luz depois, com as reprises. Será porque era uma história à frente do seu tempo? Porque o público não estava preparado para explorar o universo? Não, deve ser a pegada filosófico-introspectiva-introspectiva-sem-porrada-nem-bomba adotada nos roteiros… Falar da condição humana? Tédio!

O primeiro episódio do programa foi transmitido na Terra em 1966 e até hoje continua sua viagem pelo espaço, em forma de ondas eletromagnéticas, atravessando infinito até que ultrapasse as fronteiras da existência, indo onde nenhum homem jamais esteve! Caramba, tenho que parar de tomar isso…

As aventuras da U.S.S . Enterprise e sua tripulação tiveram um dois maiores impactos conhecidos na cultura popular e ciência entre todas as outras franquias do gênero. E quase cinco décadas depois, continua influenciando fortemente o mundo em que vivemos. Vejamos algumas curiosidades…
O criador, Gene Roddenberry e a esposa

1- A primeira nave espacial da NASA foi batizada de Enterprise após uma campanha maciça de fãs americanos, que inundaram os escritórios da agência espacial pedindo por isso.



2- O episódio piloto da série tinha uma mulher como comandante da nave, mas a direção do canal julgou que não era realístico ter uma mulher em posição de comando e ordenou que o enredo fosse reescrito. Fofocas de bastidores dizem que na verdade a atriz era a protegida amante do criador da série, e que sua total falta de talento seria o porquê do pé na bunda, mas por que então outra mulher não a substituiu no papel? De qualquer jeito a boazuda deu um jeito de ser alistada como enfermeira principal pra cuidar dos dodóis espaciais da marmanjada.


3- A série original mostrou o primeiro beijo inter-racial da história da tv americana, entre o capitão Kirk e a tenente Uhura (de feia) em 1968. Aliás o mesmo ano em que Martin Luther King foi morto. Historicamente isso só é correto se formos pensar em termos de show de ficção científica. Pois o primeiro beijo inter-racial da tv foi entre Sammy Davis Jr e Nancy Sinatra no filme “Movin with Nacy” em dezembro de 1967, de acordo com a venerável Wikipédia. Agora o mais importante, senhores americanos: Brancos, negros e hispânicos, são etnias, não raças.

4- A formação da primeira tripulação da nave foi propositadamente diversa, porque seu criador Gene Roddenberry desejava mostrar um futuro muito mais utópico. Imaginem, a ponte de comando era dividida entre brancos, negros e orientais, além de um russo co-pilotando a nave em plena Guerra Fria.


5- Na série original, tripulantes com camisas vermelhas eram mais propensos a morrer do que os de outras cores. Muitos acreditam que era pelo fato de que a cor vermelha (engenharia) fazia parte da patente mais baixa da frota e portanto em situações de combate, eles seriam os desnecessários e serviriam como bucha. Mas a verdade é que em dezenas de episódios, quando o capitão Kirk , o chefe de ciências, algum linguista e o médico eram teleportados para um mundo estranho e hostil, eles normalmente estavam ali amparados pelos oficias de segurança (que também vestiam vermelho) e defendiam o seu capitão a qualquer custo, inclusive com suas vidas.

6- Majel Roddenberry, esposa do criador, teve um papel em todas as encarnações da franquia, que contou com 726 episódios em seis séries e onze filmes para o cinema.


7- A famosa saudação vulcana foi inventada por Leonard Nimoy, que foi baseada numa benção de sacerdotes judeus. Aliás essa referência é apenas a ponta do iceberg entre dezenas de outras referências hebraicas na série, como por exemplo a cultura milenar vulcana, da lógica acima da razão, que faz referência a uma vertente judaica chamada Talmidic onde existe a tradição de que o melhor argumento lógico vence um conflito, e onde a mente deve sempre governar o corpo acima de suas paixões.

8- O ator Zacharry Quinto (malvado Syler, de Heroes) teve que colar os dedos juntos (eu também preciso), para poder fazer a saudação vulcana quando interpretou Spock no reboot da série, de JJ Abrams.

9- A comunidade do colégio Tahoe (USA), oferece em um de seus diversos temas on line o curso “Xenolinguísticas – a antropologia das línguas alienígenas” onde os alunos estudam, entre outras línguas, o vulcano , o romulano e klingon.


10- Trekkies são os únicos fãs que são listados por nome no dicionário Oxford.

11- Nas últimas décadas o censo populacional americano recebe milhares de notificações de raça como sendo de vulcanos.

12- Os principais patrocinadores do canal americano CBS, donos de uma famosa marca de cigarro da época, sugeriram que Spock poderia fumar cigarros espaciais. Mas o criador falou que não, no futuro ninguém fumaria.

13- Em 2006 William Shatner vendeu uma pedra de seu rim para um colecionador (sem mulher provavelmente) por vinte e cinco mil dólares. A minha eu faço por quinhentinhos, quem vai?

14- A companhia de efeitos visuais de George Lucas, a ILM, trabalhou em sete dos filmes de Star Trek, incluindo o filme de 2009, o mais pirateado desse mesmo ano. Como é que eles obtêm esses dados??? Talvez perguntando “você pirateou filmes ou músicas nos últimos seis meses? Quais?”.

15- O desenho original de Roddemberry mostrava as duas turbinas da nave abaixo do famoso “disco” onde fica a ponte de comando da Enterprise, porém quando o estúdio contratado para fazer a maquete oficial do veículo chegou ao seu escritório na data da entrega, ele tinha se atrasado e os dirigentes do canal viram a peça primeiro com as turbinas acima do disco, instantaneamente se apaixonando pelo conceito. Gene não teve outra opção a não ser se render a isso e dizer ser um pequeno detalhe desagradável com o qual poderia viver.

Clique para ampliar


16- A famosa frase: “Indo a onde nenhum homem jamais esteve” há anos faz parte do casco de diversos aparelhos exploratórios em operação no espaço.

O resto é História, quem quiser que conte outra!

Se você devoto, conhece alguma curiosidade que não esteja nesta matéria não se acanhe, dê um esporro neste que vos fala ali em baixo nos comentário!

Desejamos à todos…

Vida longa e próspera!





Nenhum comentário:

Postar um comentário