Clique no PLAY para leitura automática do texto:

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Governo de Chávez reedita jornal criado por Simón Bolívar

27/06/09 - 21h37 - Atualizado em 27/06/09 - 21h37

Governo de Chávez reedita jornal criado por Simón Bolívar
Edição foi distribuída como encarte de jornal governamental.
Exemplar fez parte de comemorações pelo dia do jornalista no país.

O "Correo del Orinoco", criado em 1818 por Simón Bolívar durante a guerra da independência da Venezuela, foi reeditado neste sábado (27) pelo governo do presidente do país, Hugo Chávez, nas comemorações pelo Dia do Jornalista no país.

A edição "zero" do novo "Correo del Orinoco" foi publicada pelo Ministério do Poder Popular para a Cultura venezuelano e distribuído como um encarte do jornal governamental "VEA", informou a estatal Agência Bolivariana de Notícias ("ABN").

Em seu editorial, escrito por Chávez, o governante lembra que o jornal, criado por Bolívar para promover a luta pela independência, "tem plena pertinência atualmente".

O jornal, publicado entre 1818 e 1822, foi lançado para "praticar um jornalismo radicalmente diferente do da enganosa e infame 'Gazeta de Caracas', que agia como instrumento propagandista da causa realista", argumentou o presidente.

No editorial, Chávez reiterou que a "revolução" bolivariana que lidera há uma década "enfrenta o poder do império", que através de "transnacionais da informação e veículos de imprensa nacionais desvirtuam e desestabilizam nosso caminho rumo ao socialismo graças a falsidades".

Chávez acusa diversos veículos de imprensa privados de atuar como partidos de oposição e de divulgar supostas falsidades em detrimento de sua administração.
A oposição, por sua vez, acusa o chefe de Estado de ser autoritário e "intolerante" diante das críticas da imprensa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário