Clique no PLAY para leitura automática do texto:

terça-feira, 12 de maio de 2009

Spammers criam estratégia - TWITTER

30/05/08 - 11h19 - Atualizado em 30/05/08 - 13h00

Spammers criam estratégia para bombardear usuários do Twitter
Eles fazem perfis com o único objetivo de oferecer sites, serviços e downloads.
Estratégia marca o surgimento dos 'spitters', ou spammers do Twitter.

Internautas que disparam mensagens não-solicitadas -- os chamados spammers -- já importunam usuários de e-mail, comunicadores instantâneos, blogs e redes sociais, entre outras ferramentas de comunicação on-line. Agora, com a popularização do serviço de microblog Twitter, eles criaram uma maneira de bombardear também esse ambiente com suas mensagens. O golpe marca o surgimento dos spitters, ou spammers do Twitter.


A estratégia consiste em criar um perfil que divulga sites, serviços on-line, programas para download ou qualquer outro tipo de oferta. Em seguida, o spammer passa a seguir (follow) o maior número de pessoas possível, para entrar na lista de “followers” desses milhares de usuários. Quando o internauta confere quem são seus seguidores e se depara com aquele novo perfil, pode acabar acessando a mensagem criada pelo spammer.

Em outras palavras, esses spitters não seguem as pessoas para saber o que elas publicam no Twitter. O objetivo é exatamente o contrário: fazer com que essas pessoas vejam o que o spitter divulga no serviço on-line. Veja abaixo um exemplo dessas páginas.

Perfil que divulga papéis de parede se tornou seguidor de 16,3 mil pessoas. Objetivo é divulgar esse serviço on-line para o maior número de internautas possível. (Foto: Reprodução) Diferente do que acontece no Orkut, site no qual é possível escrever mensagens na página de outras pessoas, o usuário do Twitter só recebe textos das pessoas que adiciona. Por isso, ele só verá as mensagens do spammer se adicioná-lo ou se xeretar no perfil daquele que se tornou seu seguidor.
Vale lembrar que a divulgação de spams no Orkut foi seguida pela publicação de links que tentavam instalar programas maliciosos no PC. Para evitar problemas, os membros do Twitter não devem clicar em endereços sugeridos por pessoas desconhecidas. Principalmente aquelas que, do nada, aparecem em sua lista de seguidores.

1 milhão de amigos
Um dos obstáculos dessa estratégia seria começar a seguir um grande número de pessoas -- o processo não é difícil, mas clicar sobre o perfil de 10 mil usuários pode levar tempo. Para evitar isso, já são oferecidas na internet ferramentas com as quais os spitters conseguem rastrear milhares de pessoas e, automaticamente, se inserir em suas listas de seguidores.
A divulgação desses programas está sendo feita, inclusive, através desse esquema de
bombardeio de mensagens. Essas ferramentas são pagas e seus desenvolvedores já divulgam até promoções: de US$ 50 por US$ 30, em um dos casos. Uma "amostra grátis" lhe dá 20 novos contatos.

Reprodução
Com ferramenta, spitters rastreiam milhares de pessoas e entram em suas listas de seguidores.

(Foto: Reprodução).
Em sua seção on-line de FAQ (perguntas mais freqüentes), o desenvolvedor da ferramenta acima afirma que ela é de fácil uso e adiciona o usuário às listas de 2 mil pessoas em apenas um dia. Para comprovar a eficácia de sua invenção, ele divulga um perfil criado há quatro dias que já se tornou seguidor de 30 mil usuários.

O que é?
O Twitter propõe que os participantes respondam com até 140 caracteres à pergunta “o que você está fazendo?”. “Mesmo se a resposta for ‘cortando a grama’ ou ‘fazendo o jantar’, ela nos interessa”, diz a apresentação do serviço. Os responsáveis pela página reconhecem a vasta oferta de ferramentas de comunicação, mas defendem que seu serviço é diferente dos demais: “você não enviaria um e-mail para um amigo para contar que está tomando café.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário