Clique no PLAY para leitura automática do texto:

terça-feira, 16 de junho de 2009

Perdeu emprego por usar Facebook

25/04/09 - 11h34 - Atualizado em 25/04/09 - 11h34

Mulher perde emprego por usar Facebook durante licença médica
Ela dizia estar doente e impossibilitada de usar computadores.
Depois de 'descoberta', ela acusa empresa de espionagem.



Foto: Reprodução/Reuters
Alerta de 'status' do Facebook indicou que funcionária estava conectada (Foto: Reprodução/Reuters) Uma funcionária de uma empresa de seguros suíça foi demitida ao navegar pelo Facebook, no que seus chefes consideraram um "abuso de confiança".

A mulher, que não teve a identidade revelada, estava afastada do trabalho. Ela dizia que estava doente, precisava de repouso e não poderia utilizar computadores. Horas depois foi "flagrada" na rede social Facebook.

Segundo a companhia Nationale Suisse, isso "destruiu" a confiança que eles tinham na funcionária.

"O abuso de confiança, e não simplesmente a atividade no Facebook, levou à demissão da funcionária", disse a empresa.

A funcionária se defende, dizendo que estava deitada na cama, e utilizou o Facebook a partir de seu iPhone. Ela acusa a empresa de enviar pedidos de amizade "misteriosos" para espionar seus funcionários na rede social.

A empresa nega as acusações e diz que a atividade da funcionária foi flagrada por um colega em novembro, antes de a rede social ser bloqueada nos computadores do escritório.


Nenhum comentário:

Postar um comentário