Clique no PLAY para leitura automática do texto:

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Você sabe qual é a diferença entre espírito e alma?


Você sabe qual é a diferença entre espírito e alma?


Você já parou para pensar sobre se existe alguma diferença entre espírito e alma? É comum vermos essas palavras sendo usadas em expressões como “paz de espírito”, “alma caridosa”, “espírito maligno”, “alma penada” etc., bem como quando nos referimos àquela parte de nosso ser que não é palpável, mas que mesmo assim faz parte de nós.

Na verdade, as definições de alma e espírito são um tanto confusas, conforme explica Debra Kelly do site Knowledge Nuts, especialmente sob o ponto de vista religioso. Contudo, apesar de até mesmo na bíblia as duas palavrinhas serem embaralhadas em algumas passagens, de modo geral, a alma é aquela que reside em nossos corpos enquanto estamos vivos, e o espírito é eterno — dependendo das nossas crenças!


Alma

De acordo com Debra, as palavras “alma” e “espírito” aparecem na bíblia centenas de vezes, tanto no Velho como no Novo Testamento. Nas versões originais em hebraico do Velho Testamento existem algumas palavras que são empregadas para se referir à ideia de alma, sendo que a mais comum delas — repetida mais de 750 vezes — é nephesh. Já no Novo Testamento as palavras em grego que transmitem esse significado são psuche e psyche.

Basicamente, no Velho Testamento, os vocábulos do hebraico que são traduzidos como “alma” remetem à ideia de ser vivo, de criatura na qual existe vida, seja ela física ou mental. Algo parecido acontece no Novo Testamento, onde as palavras em grego que se referem à mesma ideia também têm significado de vida. Assim, a “alma” é o que faz de nós seres vivos.


Entretanto, é importante notar que no Velho Testamento não existe qualquer referência ao fato de a alma ser imortal. Portanto, segundo essa ideia, quando morremos, ela simplesmente deixa de existir, já que a alma não pode perambular por aí sem um corpo — vivo e operante.

Por outro lado, você se lembra que comentamos no início da matéria que as palavras “alma” e “espírito” são usadas de forma embaralhada algumas vezes? Então, no Novo Testamento existem referências sobre a sobrevivência da alma mesmo após a morte física, assim como sobre a morte dela antes do falecimento do corpo. Uma confusão!



Espírito


A palavra em hebraico que no Velho Testamento é utilizada em referência à ideia de espírito é ruach, que também tem significado de “vento” ou “sopro”. Nos textos mais antigos, o termo “espírito” é empregado para descrever a essência que Deus transmite aos homens e, mais tarde, ele é definido como o fator que torna cada um de nós um indivíduo único. Além disso, ainda segundo o Velho Testamento, quando morremos, o nosso espírito regressa à Terra.

Já no Novo Testamento, o vocábulo em grego que remete à noção de espírito é pneuma e, neste caso, a tradução está associada à ideia de espírito que se volta para Deus — ou se afasta dele! — e é libertado da carne depois da morte. Assim, o “espírito” é aquele que nos conecta ao criador, e é através dele que qualquer mortal crente poderá se unir ao espírito do Senhor com quem se tornará um só.


Segundo Debra, é graças ao espírito que temos alma, pois é nele que residem as nossas emoções. Em poucas palavras, o espírito é a nossa consciência — que pode ser do bem ou do mal — e é capaz de guiar as nossas atitudes. Portanto, enquanto a alma está presente em qualquer um contanto que esse indivíduo esteja vivo, o espírito de uma pessoa pode ser eterno.

***

E você, caro leitor, concorda com as explicações de Debra Kelly? Acredita em outras definições para “alma” e “espírito”? Não deixe de compartilhar suas ideias conosco nos comentários!

FONTE(S) Knowledge Nuts / Debra Kelly

Nenhum comentário:

Postar um comentário