Clique no PLAY para leitura automática do texto:

sábado, 14 de março de 2020

PANDEMIA 2020 - Coronavírus - Por Que Você Deve Agir Agora

PANDEMIA 2020 - Coronavírus - Por Que Você Deve Agir Agora



Políticos, Líderes Comunitários e Líderes de Negócios: O que você deve fazer e quando?


Com tudo que está acontecendo sobre o Coronavírus, pode ser muitio difícil tomar uma decisão sobre o que fazer hoje. Será melhor esperar por mais informação? Fazer algo já? E o que?

Aqui está o que vou cobrir neste artigo, com muitos gráficos, data e modelos de diversas fontes:

Quantos casos de coronavírus vão ocorrer na sua área?

O que vai acontecer quando esses casos se materializarem?

O que você deve fazer?

Quando?



Gráfico de Evolução do Coronavirus fora da China




Quando você terminar de ler este artigo, isso é o que você vai saber:

O coronavírus vai chegar em você.

E está chegando em velocidade exponencial: gradualmente, e então de repente.

É uma questão de dias. Talvez uma ou duas semanas.
Quando chegar, o sistema de saúde vai lotar.

As pessoas que necessitarem de hospitalização serão tratadas nos corredores.

Funcionários do sistema de saúde vão estar exaustos. Alguns vão morrer.

Terão que decidir qual equipamento de oxigênio vai para qual paciente, e quais pacientes vão morrer.

A única maneira de prevenir esse quadro é a distância social hoje. Não amanhã. Hoje.

Isso quer dizer manter as pessoas em casa o máximo possível, começando agora.

Como político, líder comunitário ou líder de um negócio, você tem o poder e a responsabilidade de prevenir isso.



Qual é a diferença?
Surto / Epidemia / Endemia / Pandemia




Você pode ter medos hoje: 

E se eu me precipitar? 

As pessoas vão rir de mim? 

Vão ficar irritadas comigo? Vou parecer um idiota? 
Não é melhor esperar outros darem o primeiro passo? 
Vou ter problemas com meu negócio?

Mas entre 2 e 4 semanas, quando o mundo todo estiver em isolamento, quando os poucos dias de isolamento social que você proveu tiver salvado vidas, ninguém vai criticá-lo: vão agradecer por você ter tomado a decisão correta.

Vamos lá:


(Clicando no gráfico você amplia o mesmo)


1. Quantos Casos de Coronavirus Vão Ocorrer Na Minha Região?


Crescimento por país:

Chart1: Total Wordwide Cases of Coronavírus


O número de casos cresceu exponencialmente até a China conter o vírus. Mas ele escapou e se tornou uma pandemia que ninguém será capaz de conter.


Chart 2: Total Cases of Coronavirus Outside of China


Dados atuais, causados principalmente por Italia, Irã e Coréia do Sul.


Chart 3: Coronavirus Cases per Country


Existem tantos casos na Coréia do Sul, Italia e China que é difícil ver os outros países, mas vamos aproximar a visão do gráfico no lado direito.


Chart 4: Coronavirus Cases per Country
(Excluding China, South Korea, Italy, Iran)


Existem dezenas de países com taxas de crescimento exponenciais. A maioria deles, hoje, no hemisfério ocidental.

Chart 5: Daily Growth Rate of Cases Between 3/5 and 3/6


Se essa taxa de crescimento continuar por mais uma semana, isso é o que vai ocorrer:


Chart 6: Forecast of Coronavirus Cases per Country





China
Chart 7: Timeline of Events in Hubei


Se você quer entender o que vai acontecer, ou como prevenir, você precisa olhar casos pelos quais já passamos: China, países orientais com experiência com SARS e Itália.

Esse é um dos gráficos mais importantes.

Mostra, nas barras laranja, o número oficial de casos na província de Hubei: quantas pessoas foram diagnosticadas por dia.

As barras cinza mostram os reais casos diários de coronavírus. O controle de doenças da China perguntou aos doentes quando eles começaram a sentir os sintomas.

Os casos reais não eram conhecidos no momento que surgiram. Só podemos saber quando se instalaram olhando de frente pra trás: as autoridades não sabem quando alguém começa a sentir os sintomas. Eles sabem quando alguém vai ao médico e é diagnosticado.

Assim, as barras laranja mostram o que as autoridades sabem, e as cinzas o que está realmente acontecendo.

No dia 21 de janeiro o número de casos oficiais (laranja) começaram a explodir: cerca de 100 novos casos. Mas na realidade, existiam cerca de 1.500 casos surgindo naquele dia, crescendo exponencialmente. Mas as autoridades não sabiam disso. O que eles sabiam era que existiam 100 casos de uma nova doença.

Dois dias depois, as autoridades fecharam Wuhan. Nessa altura, o número de casos diagnosticados era próximo de 400. Note esse número: eles decidiram fechar a cidade com apenas 400 novos casos em um dia. Na realidade, existiam 2.500 casos nesse dia. Mas eles não sabiam disso.

No dia seguinte, outras 15 cidade em Hubei foram isoladas.

Até dia 23 de janeiro. quando Wuhan fechou, você pode ver nas barras cinza: o crescimento era exponencial. Casos reais estavam explodindo. Assim que Wuhan foi isolada, os casos começaram a diminuir. Em 24 de janeiro, quando as outras 15 cidades foram fechadas, o número de casos (de novo, cinza) praticamente estagnou. Dois dias depois, o número máximo de casos foi alcançado, e começaram a cair desse dia em diante.

Observe que o número de casos oficiais continuou crescendo exponencialmente: pelos próximos 12 dias seguintes, ainda parecia que essa coisa continuava crescendo. Mas não estava. Apenas as pessoas contaminadas anteriormente estavam indo aos médicos e sendo diagnosticadas, com o sistema as identificando como contaminação mais severa.

Esse conceito, essa diferenciação entre casos oficiais e casos reais é importante. Guarde isso para mais adiante.
O resto das regiões da China foram bem coordenadas pelo governo central, então tomaram medidas drásticas e imediatas. Esse foi o resultado:


Chart 8: Coronavirus Cases


Cada linha reta representa os casos de coronavírus em uma região da China. Cada uma dessas linhas tinha o potencial de crescimento exponencial, mas graças às medidas do final de janeiro, bloquearam o crescimento do vírus.

Enquanto isso, Coréia do Sul, Italia e Irã tiveram um mês para aprender com a experiência chinesa, mas não aprenderam. Começaram a apresentar o mesmo crescimento exponencial de Hubei e passaram todas as regiões da China antes do final de fevereiro.





Países Orientais
Os casos na Coréia do Sul explodiram, mas você não se pergunta por que Japão, Taiwan, Singapura, Tailândia e Hong Kong isso não aconteceu?


Chart 9: Total Cases of Coronavirus Outside of China



Todos esses países foram atingidos pelo SARS em 2013, e metade deles aprendeu com isso. Aprenderam como pode ser viral e letal, então sabiam que precisavam levar a sério. Por isso seus gráficos, apesar de começarem a crescer muito antes, não apresentam crescimento exponencial.

Até agora, temos histórias de coronavirus explodindo, governos se dando conta da ameaça e contendo. Mas em muitos outros países, a história é outra.

Antes de falar deles, uma nota sobre a Coréia do Sul: o país provavelmente é uma exceção. O coronavírus foi contido nos primeiros 30 casos. Mas o paciente 31 foi um super-transmissor que passou o vírus para milhares de pessoas. Porque o vírus é transmitido antes de apresentar sintomas, no momento que as autoridades perceberam, o vírus já estava espalhado. Agora estão pagando o preço desse único caso. 

Seus esforços de contenção começam a aparecer: Itália e Irã já ultrapassaram o número de casos da Coréia do Sul.





Estado de Washington
Já vimos o crescimento nos países ocidentais, e como as previsões para uma semana parecem ser. 

Agora imagine que o isolamento como o de Wuhan e alguns países orientais não ocorra nos países ocidentais e você terá uma epidemia colossal.

Vamos ver alguns casos, como Washington State, San Francisco Bay Area, Paris, e Madrid.


Chart 10: Washington State Csses and Death Rate


Washington State é a Wuhan americana. O número de caos ali cresceu exponencialmente. No início de março eram cerca de 140.

Mas uma coisa interessante aconteceu logo cedo. O indíce de mortalidade foi altíssimo. Num determinado momento, existiam 3 casos e uma morte.

Sabemos por outros lugares que a taxa de mortalidade do coronavírus varia de 0,5% a 5% (mais comum o primeiro). Como a taxa de mortalidade pode ser de 33%?


Ocorre que o vírus não foi detectado e se espalhou por semanas. Não haviam apenas 3 casos. As autoridades é que imaginavam haver apenas 3 casos. E quando um paciente morreu por uma condição mais séria, mais gente foi testada.

Mais ou menos como as barras laranja e cinza da China: em Washington State olharam apenas as barras laranja (casos oficiais) e pareceu bom: apenas 3. Mas na realidade eram centenas, talvez milhares de casos reais.

Esse é o problema: você só sabe os casos oficiais, não os reais. Mas você precisa conhecer os reais. Como é possível estimar os casos reais? Existem algumas formas. 

E eu criei um modelo para ambos (1*), assim você pode brincar com os números também 


2*


Primeiro, as mortes. Se você tem mortes na sua região, você pode utilizar esse número para calcular quantos casos reais de contaminação existem. Sabemos aproximadamente quantos dias leva, em média, para uma pessoa ser contaminada até sua eventual morte (17,3 dias). Isso significa que a pessoa que morreu em 29 de fevereiro em Washington, foi contaminada por volta de 12 de fevereiro.

Então, sabemos a taxa de mortalidade. Para esse cenário utilizei 1% (vamos falar dos detalhes mais adiante). Significa que em 12 de fevereiro havia aproximadamente 100 casos na área (apenas um resultou em morte 17,3 dias depois).

Agora, use a média de dobro do tempo para o coronavírus (tempo que leva para dobrar os casos, na média), de 6,2 dias. Significa que nos 17 dias que passaram até que esse doente morresse, os casos teriam multiplicado por 8 (=2^(17/6). Significa que, se você não está diagnosticando todos os casos, uma morte hoje representa 800 casos reais nesse dia.

O Estado de Washington tem hoje 22 mortes. Com essa conta rápida, são aproximadamente 16.000 casos reais de coronavírus hoje. Mais do que os casos na Itália e Irã somados.

Se você olhar no detalhe, vamos ver que 19 dessas 22 mortes ocorreram numa área, num grupo, específico, que pode não ter espalhado demais o vírus. Então, se considerarmos essas 19 mortes como apenas uma, o número de mortes no estado, ao invés de 22 seria 4. Atualizando o modelo com esse número, ainda temos aproximadamente 3.000 casos hoje.



Esta visão de Trevor Bedford olha para olha as viroses e suas mutações para calcular o número de casos atual.



A conclusão é que existem cerca de 1.100 casos no Estado de Washington.

Nenhum desses modelos é perfeito, mas apontam para a mesma mensagem: não sabemos o número de casos reais, mas são sempre muito maiores que os números oficiais. Não são às centenas maiores. São aos milhares ou mais.


Postagens atuais no Twitter de Trevor Bedford:











San Francisco Bay Area
Até 8 de março não havia registro de mortes na região de San Francisco. Então é difícil calcular quantos casos reais existem. 

Oficialmente são 86 casos. Mas os EUA estão testando muito poucos pacientes com sintomas, porque não têm kits suficientes. O país decidiu criar seu próprio kit, que acabou não funcionando.

Esse é o resultado dos testes feitos em diversos países em 3 de março:


Turquia, sem nenhum caso de coronavírus, realizou 10 vezes mais testes por habitante do que os EUA. A não melhorou muito de lá para cá, com aproximadamente 8.000 testes realizados nos EUA, o que significa aproximadamente 4.000 pessoas testadas.

Chart 10.b: Coronavirus Test Performed per Million People for Differente Countries


Aqui, você pode apenas usar uma parcela dos casos oficiais para casos reais. Como decidir quais? Para a região de San Francisco, testaram todos os que viajaram ou estiveram em contato com quem viajou, o que significa que conhecem todos os casos relacionados à viagens, mas nenhuma das contaminações comunitárias. Sabendo a relação entre comunitários vs. viajantes, é possível saber quantos casos reais existem.

Olhei essa relação na Coréia do Sul, que tem muita informação para compartilhar. Quando tinham 86 casos, o % de casos de contaminação comunitária era de 86% (86 e 86% são uma coincidência).

Com essa relação, você pode calcular o número de casos reais. Se San Francisco tem 86 casos hoje, é provável que o número de casos reais seja de aproximadamente 600.




França e Paris
França informa que tem 1.400 casos hoje e 30 mortes. Usando os métodos acima, o número de casos reais deve estar entre 24.000 e 140.000.

O número de casos reais de coronavírus na França hoje está entre 24.000 e 140.000.

Vou repetir: o número de casos na França é provavelmente entre uma ou duas ordens de magnitude que o número reportado oficialmente.

Não acredita? Vejamos o gráfico de Wuhan novamente.


Chart 11: Timeline of Events in Hubei



Se você somar as barras laranjas até 22 de janeiro, você terá 444 casos. Agora some as barras cinza. Elas somam aproximadamente 12.000 cases. Então, quando Wuhan achou que tinha 444 casos, tinha 27 vezes mais. Se a França acha que tem 1.400 casos, deve ter dezenas de milhares.

A mesma matemática serve para Paris. Com aproximadamente 30 casos dentro da cidade, o numero real deve ser de centenas. Talvez milhares.Com 300 casos na região de Ile-de-France, o número de casos reais deve passar de dezenas de milhares.


Espanha e Madrid
Espanha tem números similares aos da França (1.200 casos vs. 1.400, e ambos com 30 mortes). Significa que a mesma regra vale: Espanha tem provavelmente mais de 20 mil casos reais.

Na região de Madrid, com 600 casos oficiais e 17 mortes, o número real de casos deve estar entre 10.000 e 60.000.

Se você leu isso e pensou: “impossível, isso não pode ser verdade”, apenas pense que com esse número de casos Wuhan já estava isolada.

Com o número de casos que existem hoje nos EUA, Espanha, França, Irã, Alemanha, Japão, Holanda, Dinamarca, Suécia e Suíça, Wuhan já estava em isolamento.

E se fosse está dizendo para você mesmo: “Bem, Hubei é apenas uma região”, lembro que ele possuem perto de 60 milhões de habitantes, maior que Espanha e do tamanho da França.




2. O Que Vai Acontecer Quando Esses Casos de Coronavírus Se Materializarem?

Então o coronavírus já está aqui. Está escondido, e está crescendo exponencialmente.

O que vai acontecer em nossos países quando ele bater com mais força? É fácil saber, porque em vários lugares isso já está acontecendo. Os melhores exemplos são Hubei e Italia.


Taxa de Mortalidade
A Organização Mundial de Saúde(OMS) cita 3.4% como taxa de fatalidade(% de pessoas que contraem o coronavírus e morrem). Esse número está fora de contexto, então vou explicar.


Chart 12: Fatality Rate: Deaths / TOTAL Cases



As duas formas de calcular a taxa de fatalidade é Mortes/Casos Totais e Mortes/Casos Encerrados. A primeira geralmente subestima, porque muitos casos em aberto ainda podem terminar em mortes. A segunda superestima, porque mortes encerram o caso mais rápido do que recuperações.

O que fiz foi analisar como as duas evoluíram com o tempo. Ambos os números vão convergir para o mesmo resultado quando todos os casos estiverem encerrados, então se você projeta tendências do passado para o futuro, você pode calcular qual vai ser a taxa de mortalidade final.

É isso que vemos no gráfico. A taxa de mortalidade na China está hoje entre 3,6% e 6,1%. Se você projetar para o futuro verá que ela converge para aproximadamente 3,8% e 4%. Isso é mais do que o dobro da estimativa atual e 30 vezes mais do que a gripe.

Foi caIculada a partir de duas realidades completamente diferentes: Hubei e o resto da China. t is made up of two completely different realities though: Hubei e o resto da China.


Chart 13: Fatality Rates In Hubei Region, China


A taxa de mortalidade de Hubei provavelmente vai convergir para 4,8% quando os casos estiverem fechados. Por outro lado, o resto da China deve convergir para aproximadamente 0,9% :


Chart 14: Fatality Rates in China, Excluding Hubei


Também plotei os números do Irã, Italia e Coréia do Sul, os únicos países com mortes suficientes para termos uma taxa relevante.


Chart 15: Projection of Coronavirus Fatality Rate in Iran




Chart 16: Projection of Coronavirus Fatality Rate in Italy


Chart 17: Projection of Coronavirus Fatality Rate in South Korea


Irã e Italia, Mortes/Casos totais deve convergir para 3%-4% . Os números absolutos devem ser próximos também.


Chart 17.b Beds / 1.000 People in Different Countries




Coréia do Sul é o exemplo mais interessante, porque esses dois números são completamente desconectados: mortes/total de casos é apenas 0,6%, mas mortes/casos encerrados disparam para incríveis 48%. Minha opinião é que existem algumas coisas únicas acontecendo por lá. Primeiro, eles estão testando toda a população (com tantos casos abertos, a taxa de mortalidade parece baixa), e deixam os casos em aberto por mais tempo (e fecham rápido quando o paciente morre). 

Segundo, eles tem muitos leitos (veja o gráfico 17.b). Ainda podem haver razões que não sabemos. O que é relevante é que a relação mortes/casos se manteve por volta de 0,5% desde o início, sugerindo que deve ficar por ali, muito em função do sistema de saúde e do gerenciamento de crise.

O último exemplo relevante é o do cruzeiro Diamond Princess: com 706 casos, 6 mortes e 100 recuperações (casos encerrados), a taxa de mortalidade varia entre 1% and 6,5%.

Note que a distribuição etária de cada país também afeta a taxa de mortalidade: como a mortalidade é maior para indivíduos mais velhos, países com população mais idosa como Japão terão taxas maiores do que países de população jovem, como a Nigéria. 

Existem também fatores como clima, especialmente umidade e temperatura, mas ainda é incerto como isso afeta a transmissão e a taxa de mortalidade.



Isso é o que você pode concluir:

01.  Países mais preparados terão taxas de mortalidade de aproximadamente 0,5% (Coréia do Sul) a 0,9% (resto da China).

02. Países que não se prepararem e tiverem índices altos de contaminação terão taxas de mortalidade entre 3% e 5%.

Colocado de outra forma: países que agiram rápido, podem reduzir o número de mortes por um fator de dez. E isso considerando apenas a taxa de mortalidade. 

Agindo rápido, são drasticamente reduzidos os casos, fazendo com que essa pandemia seja ainda mais facilmente controlada.

Países que agem rápido reduzem o número de mortes pelo menos em 10x.



Então o que um país precisa para estar preparado?

Qual será a pressão no sistema:

Cerca de 20% dos casos vão requerer hospitalização, 5% dos casos de tratamento intensivo (UTI) and 2,5% dos casos vai precisar de equipamentos que auxiliem a respiração.


The Majority of Infections are Mild
Seriousness of Symptoms



Chart 18: Slide from a Webinar of the American Hospital Association, 
communicating best guesses on the impact of the Coronavirus
 in the US healthcare system in 2020


Por isso, se de repente você tem 100.000 pessoas doentes, muitas vão querer ser testada. Cerca de 20.000 vão necessitar hospitalização, 5.000 UTI e 1.000 máquinas de respiração. E isso se forem apenas 100.000 casos.

Isso sem falar das máscaras. Nos EUA existe apenas 1% das máscaras necessárias para atender os profissionais de saúde. Se houver uma explosão de casos, só há máscaras para 2 semanas.(*)



Países como Japão, Coréia do Sul e Hong Kong, assim como regiões da China fora de Hubei, estavam preparadas e deram tratamento que os pacientes necessitavam.

Mas a maioria dos países ocidentais seguirão o exemplo de Hubei ou Italia. O que está acontecendo por lá?


Como se parece um Sistema de Saúde Lotado
As histórias que aconteceram em Hubei e as da Itália estão começando a ter muita semelhança. Hubei construiu dois hospitais em dez dias, mas mesmo assim, não deu conta.

Em ambos os casos, pacientes lotaram os hospitais. Tiveram que ser tratados em qualquer lugar: em corredores, em salas de espera…

Sugiro a leitura dessa sequência de links. Mostra claramente a grave situação da Italia hoje.




Na Italia, hoje, quem trabalha no sistema de saúde passa horas num único equipamento de proteção, porque não existem suficientes. 

Como resultado, não podem sair das áreas infectadas por horas. 

Quando saem, despencam porque estão exaustos e desidratados. Turnos não existem mais. 

Aposentados voltaram para ajudar. Gente sem noção de enfermagem é treinada do dia para a noite para ajudar em funções chave. Estão todos trabalhando, sempre.


Equipe médica exausta por longos turnos de trabalho



Coronavírus: ‘Temos que decidir quem tratar,’ diz médico Italiano

Um médico italiano na Lombardia, uma região da Italia que está em quarentena em razão do coronavirus (Covid-19)…


www.brusselstimes.com
(https://www.brusselstimes.com/all-news/belgium-all-news/health/99412/coronavirus-we-must-choose-who-to-treat-says-italian-doctor-covid-19-christian-salaroli/)



“Depois de alguns dias temos que escolher. […] Nem todo mundo pode ser entubado. Decidimos baseado na idade e na saúde.” — Christian Salaroli, Médico italiano.




Tudo isso é o que escala a taxa de mortalidade para aproximadamente 4% ao invés de cerca de 0.5%. Se você quer que sua cidade ou país tenha a taxa de 4%, não faça nada hoje.







3. O Que Você Deve Fazer?

Neutralizar a Curva
Coronavírus é uma pandemia hoje. Não pode ser eliminada. Mas podemos trabalhar para reduzir seu impacto.

Alguns países foram exemplares. O melhor exemplo foi Taiwan, que é muito conectado com a China e até hoje teve menos que 50 casos. Esse recente estudo explica quais as medidas que foram tomadas bem cedo, para conter a transmissão.


Resposta ao COVID-19 em Taiwan: Big Data Análise, Novas Tecnologias, e Teste Proativo

Esse ponto de vista descreve a infraestrutura de resposta à epidemia desenvolvida pelo governo de Taiwan logo após a SARS…

jamanetwork.com
(https://jamanetwork.com/journals/jama/fullarticle/2762689)




Eles foram capazes de conter, mas a maioria dos países não tem essa expertise. Agora estão jogando outro jogo: mitigar. Precisam fazer esse vírus o mais inofensivo possível.

Se nós reduzirmos as infecções a um mínimo, nosso sistema de saúde será capaz de tratar melhor os casos, reduzindo a mortalidade. E ao longo do tempo, chegaremos a um momento onde a população poderá ser vacinada, eliminando o risco. Então a ideia não é eliminar o contagio, mas atrasa-lo.


Why it is so important to "act early" on CONVID-19


Quando mais adiarmos os casos, melhor o sistema de saúde pode trabalhar, menor a taxa de mortalidade, e mais população poderá ser vacinada, quando surgir a vacina, antes de se contaminar.



Como neutralizar a curva?

Distancia Social

Existe uma coisa muito simples que precisamos fazer e funciona: distancia social.

Se você voltar ao gráfico de Wuhan, você vai ver que assim que houve o isolamento da cidade, os casos diminuiram. Isso porque as pessoas reduziram a interação entre elas, e o vírus não se espalhou.

O consenso científico hoje é que o vírus pode se espalhar num raio de até 2 metros se alguém tossir. Numa distância maior, você não pode ser contaminado.

O pior risco de infecção, então vem de superfícies: o vírus pode sobreviver por até 9 dias em superfícies como metal, cerâmica e plásticos. Significa que maçanetas, mesas ou botões de elevador são terríveis vetores de infecção.

A única forma real de redução do risco de contaminação é manter as pessoas em casa o máximo possível, pelo maior tempo possível.

Isso foi provado no passado. Principalmente na pandemia de gripe de 1918.

Aprendizados da Pandemia de Gripe de 1918:


Chart 19: Death Rate of 1918 Flu Pandemic in Cities 
with Different Social Distancing Measures


Você pode ver como a Filadelfia não agiu rápido e teve um pico massivo de mortalidade. Compare com St. Louis, que agiu.

Compare com Denver, que colocou medidas, depois as afroxou. Tiveram um pico duplo, com o segundo ainda maior que o primeiro.


Chart 20: Excess Death in Denver during the 1918 Flu Pandemic


Se você generalizar, é isso que vai encontrar:


Chart 21: Total excess pneumonia and influenza mortality
 by public health response time



Esse gráfico, da gripe de 1918 nos EUA, mostra quantas mortes por cidade, dependendo de quão rápido as medidas foram tomadas. Por exemplo St. Louis implantou medidas 6 dias antes de Pittsburgh, e teve menos da metade das mortes por habitante. Na média, tomar medidas 20 dias antes, derruba a taxa de mortalidade pela metade.

A Itália finalmente descobriu isso. A primeira região a ser isolada foi a Lombardia, no domingo, e um dia depois, na segunda, eles perceberam o erro e decidiram isolar todo o país.

Devemos ver resultados. No entanto, deve demorar ainda duas semanas para surgirem. Lembre o gráfico de Wuhan: existe um atraso de 12 dias entre o momento do isolamento e o momento que os casos oficiais começaram a cair.

Como políticos podem contribuir com a distância social?

A questão que os políticos fazem hoje não é se devem ou não fazer alguma coisa, mas qual é a atitude correta a tomar.

Existem vários estágios para conter uma epidemia, começando por se antecipar e terminando com erradicação. Mas é muito tarde para essas opções, hoje. Com esse número de casos, as únicas opções que os políticos possuem hoje é contenção e mitigação.


Contenção
Contenção é ter certeza que todos os casos estão sendo identificados, controlados e isolados. Foi o que Singapura, Hong Kong, Japão e Taiwan fizeram tão bem: eles foram rápidos em limitar pessoas indo e vindo, identificando os doentes, imediatamente os isolando, usando pesado equipamento de proteção nos profissionais de saúde, localizando seus contatos e os colocando em quarentena… Isso funciona muito bem quando você está preparado e o faz bem cedo, além de não impactar a economia no processo.

Já falei do que fez Taiwan’s . Mas a China também é um bom exemplo. A distância que foram para conter o vírus é realmente digna de atenção. Por exemplo, criaram 1.800 times de 5 pessoas para encontrar cada pessoa contaminada, todos que interagiram com ela, e todos que interagiram com essas pessoas, isolando muitos deles. Assim, conseguiram conter o vírus num mais com mais de um bilhão de habitantes..

Isso não é o que os países ocidentais estão fizeram. E agora é tarde demais. A recente medida dos EUA de banir vôos vindos da Europa é uma ação de um país que tem hoje 3 vezes mais casos do que Hubei, quando foi isolada. Como saber se essa medida é eficaz? Observando o que ocorreu quando Wuhan baniu as viagens.


Chart 21.b: Delay in Coronavirus Spread in China, based on Travel Restrictions


Esse gráfico mostra o impacto que banir viagens causou em Wuhan para conter a epidemia. O tamanho dos círculos mostra o número de casos por dia. A linha superior mostra os casos se nada fosse feito. As outras duas linhas mostram o impacto se 40% e 90% das viagens fossem eliminadas. Esse modelo foi criado por epidemiologistas, porque não podemos ter essa certeza.

Se você não vê muita diferença, está certo. É muito difícil ver algum impacto na propagação da doença banindo viagens.

Pesquisadores estimam que banir viagens atrasou a contaminação da China em apenas de 3 a 5 dias.

O que os pesquisadores acham sobre o impacto de reduzir a transmissão?


Chart 21.c: Delay in Coronavirus Spread in China, based 
on Travel Restrictions and Rate Reductions


O bloco de cima é o mesmo que vimos antes. Os outros dois blocos mostram uma redução das taxas de transmissão. Se as taxas caírem abaixo de 25% (atravéns de distância social) a curva de crescimento é neutralizada e ainda atrasa o pico em 14 semanas. Reduzindo a contaminação em 50% e a epidemia atrasa 3 meses!

A administração dos EUA banir os vôos da Europa provavelmente nos fez ganhar algumas horas. Quem sabe um dia ou dois. Mas não mais que isso. Não é o suficiente. O que é necessário agora não é contenção e sim mitigação.

Quando há centenas ou milhares de casos crescendo na população, prevenir novos casos, acompanhar os existentes e isolar seus contatos não é mais suficiente. O próximo nível precisa ser mitigar.


Mitigação
Mitigação requer seriamente a distância social. As pessoas precisam parar de sair para baixar a taxa de transmissão (R), de R=~2–3 que o vírus segue sem medidas, para eventualmente 1, até desaparecer.

Essas medidas exigem fechar empresas, lojas, trânsito, escolas, promover isolamento… Quanto pior a situação, maior o isolamento. Quanto antes forem impostas essas medidas, menos tempo vão durar, mais fácil identificar casos e menos gente será contaminada.

Isso é o que Wuhan teve que fazer. Isso é o que a Italia está sendo forçada a aceitar. Porque o crescimento do vírus é exponencial, a única medida eficiente é isolar áreas para conter a contaminação.

Com milhares de casos oficiais — e dezenas de milhares de casos reais — isso é o que países como Irã, França, Espanha, Alemanha, Suíça e EUA precisam fazer.

Mas não estão fazendo.

Alguns negócios aderiram ao home office, o que é ótimo.

Alguns eventos suspensos ou cancelados.

Algumas áreas estão, elas mesmas, determinando quarentena.


Todas essas medidas vão atrasar o vírus. Vão reduzir a transmissão de 2,5% para 2,2%, quem sabe para 2%. Mas não é o suficiente para nos colocar abaixo de 1% por um bom período de tempo e estagnar a epidemia. E se não baixarmos de 1%, precisamos estar o mais próximo possível desse número para neutralizar a curva de transmissão exponencial.

Então a questão é: quais as trocas devem ser feitas para conseguit uma taxa de transmissão menor? Esse é o menu que a Italia colocou diante de nós:
·         Ninguém pode entrar ou sair de áreas de isolamento, a não ser se provarem ser familiares ou por razões de trabalho.
·         Movimento dentro das áreas de isolamento deve ser evitado, a menos que justificado por urgência pessoal ou profissional ou por razões de trabalho que não podem ser evitadas.
·         Pessoas com sintomas (infecção respiratória ou febre) estão “altamente recomendadas” a ficar em casa.
·         Descanso entre turnos para trabalhadores de saúde estão suspensos.
·         Estabelecimentos estudantis (escolas, universidades…), ginásios, museus, estações de esqui, centros culturais e sociais, piscinas e teatros devem ser fechados.
·         Bares e restaurantes devem ter horário restrito das 6h até 18h, como ao menos um metro de distância entre os frequentadores.
·         Todos os pubs e clubs devem permanecer fechados.
·         Toda atividade comercial deve manter distância entre funcionários e consumidores. Os negócios onde isso não for possível, devem fechar. Templos e igrejas podem permanecer abertos desde que respeitem a distância de pelo menos um metro entre os frequentadores.
·         Visitas de amigos e familiares em hospitais são limitadas.
·         Reuniões de trabalho devem ser adiadas. Trabalho de casa deve ser encorajado.
·         Todos os eventos esportivos e competições públicas ou privadas estão canceladas. Eventos importantes podem ocorrer em áreas fechadas..
 Aí, dois dias depois, eles adicionaram: Não, de fato você precisa fechar todos os negócios que não são cruciais. Então agora estamos fechando todas as atividades comerciais, escritórios, cafés e lojas. Apenas transporte, farmácias, mercearias vão continuar abertos.”

Um caminho é adotar medidas gradualmente. Infelizmente, isso dá tempo para o vírus se espalhar. Se você quer ser eficiente, faça como Wuhan. Muita gente vai reclamar agora, mas vão agradecer no futuro.



Como Líderes de Negócio podem contribuir para a distância social?

Se você é um líder de negócios e você quer saber o que fazer, o melhor recurso é o Staying Home Club.


Quem deve ficar em casa por causa do COVID-19 ?




Uma lista de eventos que mudaram em função do covid-19



stayinghome.club



É uma lista de políticas de distância social que foi determinada por empresas de tecnologia americana — até agora, 328.

Vão desde permitir que se requeira trabalhar de casa, restringir visitas viagens ou eventos.

Existem mais coisas que toda companhia deve determinar, como o que fazer com os funcionários por hora, quantas horas manter o escritório aberto, como conduzir entrevistas, o que fazer com a cafeteria… Se você quer saber como minha empresa, Course Hero, resolveu essas questões, como a maneira que anunciamos aos funcionários, aqui está. (*)


Clique no link acima para ver o documento por completo


4. Quando?
É bem possível, agora, que você tenha concordado com o que expus aqui, e está pensando desde o início em quando tomar cada decisão. Ou quais gatilhos para cada medida.
Modelos de gatilhos baseados em Risco
Para isso, criei esses modelos.

Coronavírus — Quando você deve fechar o escritório?
Como usar o modelo de home office do coronavírus para ajudar você e sua empresa a decidir quando parar.
Respostas no link docs.google.com
Permite que você acesse a probabilidade de casos na sua área, a probabilidade de seus funcionários já estarem afetados, como vai ser a evolução e se você deve continuar aberto.
Diz coisas como:
·         Se sua companhia tem 100 funcionários na área do Estado de Washington, que teve 11 mortes pelo coronavírus em 8 de março, existe uma chance de 25% de você ter ao menos um funcionário afetado. Você deve aderir ao home office imediatamente.
·         Se sua companhia tem 250 funcionários na região sul de San Francisco, (San Mateo e Santa Clara, que juntos tiveram 22 casos em 8 de março e que o número de casos reais deve ser inferior a 54), em 9 de março você tem aproximadamente 2% de chance de ter um funcionário infectado e deve aderir, também, ao home office.
·         [Updated 12 de março] Se sua companhia está em Paris e você tem 250 funcionários, hoje há 95% de chance de você ter um funcionário contaminado pelo coronavírus, e você deve aderir ao home office agora mesmo.
Esse modelo usa termos como “companhia” e “funcionário”, mas o mesmo modelo pode ser utilizado para qualquer outro caso: escolas, trânsito…então se você tem 50 funcionários em Paris e todos chegam ao escritório de trem, estando em contato com milhares de pessoas, a chance de algum estar contaminado é muito maior e você deve isolar sua emporesa imediatamente.
Se você ainda está na dúvidaporque ninguém mostrou sintomas, leve em conta que 26% do contágio ocorre antes dos sintomas.
Você faz parte de um grupo de líderes?
Essa matemática é egoísta. Olha para cada empresa por seu risco individual, aguardando que o coronavírus atinja nossa empresa.
 Mas se você participa de alguma liga de líderes de negócios ou políticas, seus cálculos não podem ser para uma única empresa, mas para o todo. A matemática, então, passa a ser: qual é a chance de alguma das companhiaas ser infectada? Num grupo de 50 empresas de 250 funcionários na média, na região de San Francisco, a chance é de 35% hoje e 97% na próxima semana. Adicionei um tab nesse modelo para analisar isso.
Conclusion: O Custo da Espera
Pode parecer assustadora uma medida agora, mas você não deve pensar assim.
Chart 22: Model of Daily New Cases of Coronavirus with Social 
Distancing Measures Taken One Day Apart

Esse modelo teórico mostra diferentes comunidades: uma não tomou medidas para reduzir a distancia social, uma tomou no Dia n da contaminação e a outra tomou no Dia n+1. Os números são fictícios (escolhi para lembrar o que passou em Hubei, com aproximadamente mais 6 mil casos por dia, no pior momento). 

São apenas para ilustrar como é importante um único dia para evitar o crescimento exponencial. Você pode ver como o atraso de um dia bate atrasa mas os casos convergem para zero.



Mas e os casos acumulativos?

Chart 23: Model of Daily New Cases of Coronavirus with Social 
Distancing Measures Taken One Day Apart



Nesse modelo teórico, que lembra mais ou menos o que ocorreu em Hubei, esperando um dia mais cria 40% mais casos! Então, se as autoridades de Hubei tivessem isolado a cidade em 22 de janeiro ao invés de 23 de janeiro, poderiam ter reduzido o número de casos em incríveis 20.000.

E lembre que estamos falando de casos. Mortalidade seria menor pois haveria 40% de casos a menos, 40% mortes a menos. E muito menor colapso do sistema de saúde, que levaria a uma mortalidade 10x menor. Por isso, um dia em distancia social faz toda a diferença para reduzir casos e mortalidade drasticamente.

Essa é uma ameaça exponencial. Todo dia conta. Quando você adia um dia na sua decisão, você não está colaborando para ter menos casos. Cada dia que não existe distancia social resulta em crescimento exponencial dos casos.

Divulgue

Esse é provavelmente o momento dessa última década onde compartilhar um artigo pode salvar vidas. É necessário entender isso para evitar uma catástrofe. O momento de agir é agora.



Fonte: Tradução da página do Tomas Pueyo
(https://medium.com/@tomaspueyo/coronavirus-act-today-or-people-will-die-f4d3d9cd99ca)




Já falamos sobre Coronavírus aqui no BLOG:

Simulação de pandemia de coronavírus feita há três 
meses previa 65 milhões de mortes

Há cerca de três meses, um cientista dos Estados Unidos fez uma simulação de um surto de coronavírus com alcance de pandemia mundial. 
http://publicadosbrasil.blogspot.com/2020/03/simulacao-de-pandemia-de-coronavirus.html



Jornal Nacional cobrindo as noticias ontem na Sexta-feira 13:

Jornal Nacional - 13/03/2020 Sexta-feira

Pandemia - Coronavírus



G1 sempre atualizando os fatos:

Últimas notícias de coronavírus de 14 de março / 2020













Leia também:

00 - JogosRBL6 – Agora com PLAYSTATION ONE - SONY

01 - De que somos feitos ?

02 - O Sabor da Própria Carne - Antropologia

03 - Dieta vegetariana pode causar desordens mentais

04 - Fusca feito de 'portões' será exibido na Alemanha

05 - Site oferece 2,4 mil jogos clássicos de DOS gratuitamente

06 - Drones são usados para reflorestamento e cada um pode plantar 1 bilhão de árvores por ano

07 - Cada um tem seu Mapa do Mundo

08 - 5 ilhas-prisão que existem pelo mundo

09 - JogosRBL6 – Agora com PLAYSTATION ONE - SONY

10 - Cresce o 'ódio' em redes sociais

11 - O Despertar da Força, Episódio VII de Star Wars, chega aos cinemas

12 - Kanye West briga com o Twitter e conta falsa é cancelada

13 - Ginástica Feminina - Olimpíadas

14 - Um Et na Pré-História - Antropologia

15 - Urubu, o novo patinho feio - Natureza

16 - Cientistas desvendam segredos genéticos dos cavalos-marinhos

17 - Chifrudo Imponente - Cervos-de-schomburgk

18 - Equações Sonoras - Física

19 - Personagens da Marvel estampam uniforme da NASA

20 - Site russo revela ameaça mundial escondida nos oceanos

21 - O melhor do youtube de 2014: 233 vídeos virais em 7 minutos!

22 - Campanha da Vivo no YouTube sofre boicote de internautas

23 - Zoológico de Londres expõe 'jaula' com humano

24 - Corrida contra a panela - Yunnan Box Turtle

25 - World Wide Web - 13 principais momentos

26 - Brasil 0 x 1 Argentina - A Rivalidade

27 - O grande sonho de Tesla: energia elétrica barata e para todos. Será possível?

28 - Lobo Bom - O Lobo das Malvinas

29 - Decathlon - Activision 1983 - ATARI

30 - "Arca Congelada" quer salvar DNA de espécies ameaçadas pela 6a extinção massiva

31 - Médico usa furadeira em cirurgia e salva vida

32 - A Revolta da Vacina - História do Brasil

33 - Criatura mais antiga do mundo é um molusco de 507 anos

34 - Projeto - Instalação Elétrica Residencial

35 - Postagens mais discutidas em 2015

36 - Cientistas descobrem que é possível identificar um rosto pelo DNA

37 - Americano é preso após leiloar dinossauro

38 - Google flagra pedestre com cobra no pescoço

39 - Estudo mostra que invernos estão mais frios porque faz mais calor

40 - Equações Sonoras - Física

41 - Os 10 livros mais traduzidos da história

42 - Conheça "Dungeons & Dragons", o RPG jogado na série "Stranger Things"

43 - Vitória em Perigo - Reverse Tooth Cichlid

44 - Quantos escravos no mundo trabalham para você ?

45 - BANDA AC / DC - Sidney, Austrália

46 - Os 13 aparelhos de games MAIS FRACASSADOS !!!

47 - Conheça o exoplaneta que pode ser o mais importante já descoberto

48 - Por um momento de glória - Comportamento.

49 - China diz que veículo de exploração lunar funciona, mas enfraquecido

50 - Sentimento Animal - Natureza

51 - JogosRBL6 – Agora com PLAYSTATION ONE - SONY



COMPARTILHAR NO FACEBOOK:
http://bit.ly/29N4G84


COMPARTILHAR NO TWITTER:
http://bit.ly/29BNtyN



CHAT DO BLOG - http://bit.ly/2cWL4j4
www.publicadosbrasil.blogspot.com
Publicados Brasil no YouTube
http://bit.ly/1zIu2s4
http://num.to/6944-5525-7037


01 - 11 clássicos do MS-DOS para jogar - http://bit.ly/1P3vIVn
02 - Imagina ter 900 games de Arcade - http://bit.ly/1J25y0W
03 - Jogando NES OnLine - http://bit.ly/1M4IdTh
04 - 1.185 jogos de Mega Drive - http://bit.ly/1GSTaj2
05 - Ler Scans e Quadrinhos Digitais - Um mundo DIGITAL - http://bit.ly/2cYfdkS
06 - Poeira das Estrelas - Documentário - http://bit.ly/2eLj1ni
07 - Retrô - Relembre as caixas de videogames e jogos lançados no Brasil - http://bit.ly/2hDNdEi
08 - Cachorro-quente no espetinho - Lanche da tarde - http://bit.ly/2lwFSEJ
09 - Coleção Saiba Mais - Completa - http://bit.ly/2lBVIyO
10 - Compilação de 4226 Postagens - 16/02/2017 - http://bit.ly/2lZYwoQ
11 - Literatura Clássica Brasileira - LIVROS ONLINE - http://bit.ly/2ne9ngz
12 - As 5564 Cidades do Brasil - http://bit.ly/2mykDTg
13 - JogosRBL4 - Jogos Retro grátis no seu PC - http://bit.ly/2uLgDHd
14 - JogosRBL6 - Agora com Playstation One - http://bit.ly/2gjEatl
15 - 945 Filmes Legendados - Coleção Setembro de 2017 - http://bit.ly/2wOM0Ra
16 - Coleção 656 CD-ROM's - Outubro de 2017 - http://bit.ly/2AiD72n
17 - Playstation One Collection - 1391 Games - http://bit.ly/2FkMp3I
18 - Armazenador de Arquivo - https://bit.ly/2JdMfNF
19 - JogosRBL6 Plus V2 - 4 Full Set - https://bit.ly/2Qqtt6g
20 - Lista de Links Ancorados - Junho de 2019 - https://bit.ly/2Kvty7M

http://bit.ly/1zIu2s4

http://num.to/6944-5525-7037




Nenhum comentário:

Postar um comentário