Clique no PLAY para leitura automática do texto:

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

20 Anos de PlayStation - um marco nos consoles


20 Anos de PlayStation - um marco nos consoles





PLAYSTATION ONE - SONY
Lembra desse cinzento? Não importa se você era do time da Nintendo ou da Sony, esse console lançado em 1995 foi um dos responsáveis pelas maiores mudanças na indústria dos games: A utilização de CDs.

É claro que ele não foi o primeiro a utilizar mídias ópticas. O Sega CD, Saturn, 3DO e CD-I todos foram lançados antes do Playstation, mas foi ele quem mostrou que o baixo custo e alta capacidade de armazenamento do CD-ROM. 





Final Fantasy
Pode ser clichê começar uma lista de jogos do PS1 com Final Fantasy VII, mas é melhor do que terminá-la, correto?
Foi a primeira vez que um Final Fantasy foi lançado num console que não fosse da Nintendo e os 3 cds eram responsáveis por guardar uma quantidade absurda de informações. A temática mudava, os gráficos mudavam, o console mudava, mas ainda havia uma pontinha de familiaridade para os jogadores antigos da série.




Gran Turismo
Gran Turismo foi o responsável por cimentar o Playstation como um console para jogos sérios de corrida. Enquanto o N64 possuía jogos divertidos de corrida, como Top Gear Overdrive ou Top Gear Rally, poucos deles prezavam pelo realismo, o que Gran Turismo tinha de sobra.



Crash Bandicoot
Apesar de ter feito fama com jogadores mais velhos, o Playstation ainda precisava de games que agradassem todas as idades. Crash Bandicoot foi uma espécie de resposta a jogos de plataforma como Mario e Sonic, muito necessária naquela época. Não teve a mesma popularidade de outros títulos, como Spyro the Dragon, mas teve duas sequências e um Spinoff de corrida.




Soul Edge
A série Soul Calibur é uma das raras franquias de jogos de luta que mesmo o mais novato pode jogar pela primeira vez e ter alguma chance de vencer. Tudo isso começou com Soul Edge, que trazia armas diferentes com propriedades diferentes. Isso significava que não só a escolha do personagem apropriado como a de seus equipamentos seria importante na decisão da vitória, algo raro em um jogo de luta.




Megaman X
A Capcom ignorou o resto da indústria, que lançava games em 3D, e fez o Megaman X em 2D, com sprites. Ela aproveitou o hardware do PS para colocar vozes nos personagens, música em melhor qualidade e gráficos melhores.




GTA
Uma das maiores franquias da história dos games (GTA) nasceu como um jogo de Playstation, olhado de cima e com pouquíssimo texto. Se jogado hoje, pode até não ser tão bom, mas é importante.



Resident Evil 2
Resident Evil 2 pode não ter sido o primeiro, mas certamente foi o mais jogado da série. 
Com um número enorme de segredos e dois discos (um para cada personagem), era um título rápido de terminar, mas que podia ser jogado repetidas vezes, sempre com algo novo.




Tony Hawk's Pro Skater
O primeiro Tony Hawk's Pro Skater apresentou a todo o mundo a possibilidade de um videogame sobre manobras de skate em 3D. E os jogadores se deliciaram.
O segundo jogo incluiu o Manual, que permitia ligar sequências de manobras, somando centenas de milhares de pontos de uma só vez. A complexidade e variedade do segundo título é que o colocam na lista, ao invés do primeiro.




Chrono Trigger
Chrono Trigger foi um dos jogos mais amados do Super Nintendo, figurando em muitas listas como o melhor RPG de todos os tempos. Chrono Cross é sua continuação e, embora não tenha exatamente o mesmo reconhecimento, é visto como um dos grandes RPGs do sistema, com dezenas de personagens jogáveis e uma história complexa, digna de ocupar a posição de sucessor de Trigger.



Metal Gear Solid
Sempre existe alguém para dizer que "O primeiro Metal Gear era para NES", mas convenhamos: o primeiro que fez com que nos sentíssemos espiões de verdade e que mostrou ao mundo as maluquices que passavam pela cabeça de Hideo Kojima foi Metal Gear Solid. Ele merece um lugar na lista.



Final Fantasy IX
Final Fantasy IX foi o último que Hironobu Sakaguchi, criador da série, dirigiu. Depois de vários jogos sérios e tristes, Final Fantasy IX trouxe um mundo alegre que convidava os jogadores a explorarem novamente, em vez de lidar com as brigas de casal do Squall e Rinoa, de Final Fantasy XIII. Com personagens bem escritos, um jogo enorme e um mundo interessante, não tem como um fã de RPG não gostar.



Tomb Raider 1
Sim, Tomb Raider 1 também foi lançado para PC, mas foi o Playstation que popularizou Lara Croft e a tornou uma das maiores heroínas dos games. A jogabilidade é um pouco ruim, mas mesmo em 2015 dá para se divertir enfrentando dinossauros em cavernas.




Castlevania - Symphony of the Night 
Lembra o que eu disse sobre Megaman X4? Symphony of the Night utilizou o poder do Playstation não apenas para recriar os gráficos e som da série Castlevania, mas para criar um estilo de jogo totalmente diferente, que recompensava exploração dos jogadores, além de bons reflexos, com uma trilha sonora orquestrada e um dos maiores segredos da história dos games.




Megaman Legends
Foi Megaman Legends que transformou a série Megaman em um jogo de exploração de cavernas, coleção de itens e mudou completamente o conceito da série. As armas eram encontradas ou criadas, ao invés de copiadas dos chefes. Dr. Wily, Dr. Light e Sigma são o passado. O game mostrou que Megaman pode se dar bem tanto num futuro de ficção como qualquer outro...




PaRappaTheRapper
Esqueça Guitar Hero. O Playstation tinha um jogo de ritmo onde seu personagem era um cão rapper que treinava com um mestre-cebola-karatê.
Independente do contexto, foi um jogo muito bem aceito na época, onde games relacionados a musica eram praticamente inexistentes.




Marvel VS Capcom
O PS1 foi um excelente console para jogos de luta, mas um que tomava a atenção de qualquer um era Marvel VS Capcom. Por mais que tivesse algumas limitações em relação a outras versões, mostrou que finalmente chegávamos à época em que os videogames poderiam fazer o mesmo serviço que os fliperamas, sendo assim, o prego no caixão dos arcades.




Driver
Muitos comparam Driver a GTA e, embora ambos sejam jogos sobre o crime, não poderiam ser mais diferentes. Em Driver o jogador é, meramente, um piloto de fuga e não dispara um único tiro.




Silent Hill
Silent Hill e Resident Evil começaram como competidores, mas também mudaram muito com o tempo. Enquanto Resident ia para o lado dos sustos e zumbis, Silent Hill era responsável por um terror psicológico que desconcertava os jogadores. O game também utilizava a neblina como recurso ao mesmo tempo estético e técnico (já que escondia parte do cenário, que o hardware do console não conseguia desenhar), algo muito esperto da parte dos desenvolvedores.




Pro Evolution Soccer
As infâncias e adolescências de muitos brasileiros fanáticos por futebol foram regadas a Winning Eleven. Um dos últimos jogos de esporte que vendia mais do que seu equivalente da EA (Fifa). Claro que isso mudou e hoje Fifa é o campeão de vendas, em termos de games de futebol. Fica aqui nossa torcida pela volta de Winning Elev... digo, Pro Evolution Soccer.




Metal Slug
Para finalizar, Metal Slug. Não que não seja um jogo excelente (ele é), mas saía muito mais barato comprar o disco de PS1 do que tentar terminar o jogo nos arcades. Bonito, difícil e cooperativo? Esse jogo fez as tardes (e madrugadas) de muitos jovens mais raivosas e felizes.











PLAYSTATION - SONY - 20 ANOS DE ANIVERSÁRIO



50 MELHORES JOGOS DE PLAYSTATION ONE:








Leia também:

CLIQUE E LEIA O QUE FOI ESCOLHIDO PARA VOCÊ !!!

www.publicadosbrasil.blogspot.com
www.fotolog.com/publicadosbrasil
http://bit.ly/1zIu2s4
01 - 11 clássicos do MS-DOS para jogar - http://bit.ly/1P3vIVn
02 - Imagina ter 900 games de Arcade - http://bit.ly/1J25y0W

http://bit.ly/1zIu2s4



Nenhum comentário:

Postar um comentário