Clique no PLAY para leitura automática do texto:

terça-feira, 29 de setembro de 2015

NASA revela descoberta de água em Marte


NASA revela descoberta de água em Marte


Sonda Curiosity encontrou moléculas de água ligadas a minerais do solo marciano; ainda não há evidências, porém, de moléculas orgânicas

A sonda Curiosity descobriu água no solo de Marte. Cientistas da NASA publicaram na revista Science os relatórios sobre a descoberta nesta quinta-feira, 26-09-2015. 


Eu sei que é uma grande imagem mental imaginar um robô motorizado vagando por uma superfície inóspita feita de areia vermelha e se deparando com um vasto oásis de água cristalina, e eu odeio destruí-la, mas não foi bem assim que a coisa aconteceu. As moléculas de água foram encontradas ligadas a minerais do solo marciano. O solo de Marte não está vertendo água, mas também não está regulando: aproximadamente, a cada metro cúbico de solo marciano, dá pra encontrar o equivalente a seis canecas grandes de água líquida. Ninguém vai passar sede! 

Isso muda a imagem que temos do planeta vermelho, sempre retratado como seco, quase desértico. A descoberta não veio sem aviso, já que cientistas já desconfiavam da existência de água em Marte, e em junho a Curiosity já tinha relatado encontrar uma rocha feita de argila que só pode ser formada com água. 

Ao jornal inglês The Guardian, Laurie Leshin, cientista chefe do Rensselaer Polytechnic Institute, explicou que a sonda colheu uma porção da superfície do planeta e botou tudo no forno. "Nós aquecemos o solo até 853 graus centígrados, separamos todas as substâncias voláteis que se desprenderam e as medimos", disse ela. 

Tá. Mas o que isso significa? 

Para começar, a vida depende diretamente da existência de água. Ao menos a vida como conhecemos - e isso é importante dizer, porque há possibilidades de existência de vida como não conhecemos, claro. A água é um componente fundamental do meio intracelular. No planeta Terra, a vida só surgiu por causa da existência de água - no meio aquoso, as moléculas podem circular mais livremente e formar as ligações que teriam dado origem aos organismos mais simples. 

Mas não se empolgue, porque marcianos ainda parecem uma perspectiva bem remota. Laurie Leshin disse ao Gizmodo que o solo ainda é bem seco, apesar de toda essa água nele, e que não há evidência de moléculas orgânicas por enquanto. 

Em segundo lugar, se a gente decidir eventualmente visitar ou até ocupar Marte, ninguém vai morrer de sede. Seria preciso fazer evaporar gotas de uma porção de terra, verdade, mas melhor que nada. 



FONTES: Sciencemag - The Guardian -  Gizmodo






C=377.268



Nenhum comentário:

Postar um comentário