quarta-feira, 18 de setembro de 2013

A realidade das famílias que vivem em apartamentos minúsculos em Hong Kong


A realidade das famílias que vivem em apartamentos minúsculos em Hong Kong


Confira uma galeria de imagens que mostra como os mais pobres vivem em meio a uma das cidades mais ricas do mundo


Quarto, banheiro, cozinha e sala: tudo em um mesmo lugar. Essa é a realidade de milhares de pessoas que vivem em Hong Kong, uma das cidades mais ricas do mundo, mas que esconde sua pobreza em apartamentos minúsculos.

De acordo com o jornal britânico The Daily Mail, os que vivem nessas condições são idosos, desempregados, famílias com baixa renda e solteiros. E como se não bastasse a escassez de espaço – um dos apartamentos mostrados abaixo mede pouco mais de 2,5 metros quadrados (Foto #3) – os alugueis pagos por esses moradores ainda são caros e o metro quadrado pode chegar a custar 90 dólares de Hong Kong (cerca de 25 reais) por mês.

Com uma área de apenas 1,104 quilômetros quadrados, a região administrativa da China tem uma população de 7 milhões de habitantes, fazendo de Hong Kong uma das regiões mais densamente povoadas do mundo – o que explica a falta de espaço e boas condições para quem vive por lá.

As imagens que você confere abaixo foram capturadas pela Society for Community Organisation (SoCO) em uma tentativa de alertar o governo para um problema que cresce diariamente. As fotos foram feitas nos distritos de Sham Shui Po, Yau Tsim Mong e Kowloon City, mas a organização lembra que pessoas vivendo em situações semelhantes podem ser encontradas em todas as 18 regiões da cidade.

“Hong Kong é considerada uma das cidades mais ricas do mundo. No entanto, escondida sob essa prosperidade está a uma grande desigualdade de posses e um grupo esquecido de pessoas pobres. Centenas de milhares ainda vivem aprisionados em casas ou em cubículos divididos, enquanto as famílias desempregadas recém-chegadas da China e as crianças pobres lutam para sobreviver. Os clientes desprivilegiados da SoCO aumentam enquanto a riqueza da cidade continua a crescer”, comenta Ho Hei Wah, diretor da organização.


Foto #1



Foto #2



Foto #3



Foto #4



Foto #5



Foto #6



Foto #7


Foto #8


Fonte da imagens: Reprodução/The Daily Mail



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário