Clique no PLAY para leitura automática do texto:

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Judô - Olimpíadas


JUDÔ - Olimpíadas


Esse esporte é derivado do jiu-jítsu, um combate corpo a corpo praticado pelos guerreiros samurais do antigo Japão. O judô, ou "caminho da flexibilidade", foi estruturado como técnica de defesa pessoal em 1880 pelo professor japonês Jigoro Kano. Com um rígido código de honra, é considerado uma das mais nobres das artes marciais e faz parte dos Jogos Olímpicos desde 1972.



FUNDAMENTOS

As lutas das mulheres, que em Atlanta estarão competindo sua segunda Olimpíada, duram quatro minutos, e as dos homens, cinco. Após a saudação, o árbitro grita hajime e o combate começa. O primeiro lutador a conseguir um ippon (imobilização do oponente) ganha a luta. Se o ippon não ocorre, é indicado como vencedor aquele que tiver conseguido mais pontos.



UNIFORME

Quimono: jaqueta e calça feitas de algodão branco e grosso. Ela chega até as coxas, com as lapelas sobrepostas na frente. O cinturão corresponde a uma faixa sobre a jaqueta, passada duas vezes na cintura.



O CENÁRIO

Plataforma coberta por tatames (placas de madeira revestidas de palha).



MECÂNICA DO JUDÔ

O conceito básico consiste em encontrar o melhor caminho para a força do ataque e usar os movimentos do próprio adversário como alavanca.



Koshiwaza: aplica a força do adversário para fazê-lo perder o equilíbrio.



Ukiotoshi: agarrado o adversário com as mãos, procurar levantá-lo.



Ippon seoinage: depois de fazer o judoca voar, imobilizá-lo de costas sobre o tatame.




Nenhum comentário:

Postar um comentário