Clique no PLAY para leitura automática do texto:

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Recorde - CONFLITOS - Parte 2

RECORDE - CONFLITOS - Parte 2

QUEBRA-PAU RELIGIOSO

A Guerra dos Trinta Anos, envolvendo vários países da Europa, foi o mais longo conflito ininterrupto na história da humanidade. A batalha se iniciou na Boêmia (na atual República Tcheca), então dominada pelo Sacro Império Romano. A guerra foi resultado de diversos conflitos religiosos entre luteranos e católicos. Começou em 1618 e teve como pretexto a demolição de duas igrejas luteranas na Boêmia, contrariando a liberdade religiosa que vigorava na época. A primeira fase foi comandada pelo imperador Fernando II, católico, que, com o apoio dos Habsburgos espanhóis, derrotou os protestantes em 1620. A segunda fase da guerra adquiriu dimensão internacional, com Cristiano IV, rei da Dinamarca e da Noruega, apoiando os protestantes alemães, principalmente por razões não-religiosas.
Sob o comando do Cardeal Richelieu, a França entrou na última fase da guerra, em 1635, e foi fundamental para o seu desfecho. Disposta a tornar-se uma potência mundial, a França massacrou a Espanha. O conflito estendeu-se até 1648, quando a Espanha reconheceu a derrota.

O CUSTO DO CONFLITO

Além do enorme número de vítimas, a Segunda Guerra Mundial bateu outro recorde: foi a mais cara de todos os tempos. Somente para os Estados Unidos, o custo da participação no conflito foi estimado em 3 trilhões de dólares pelos valores atuais - o correspondente a 130% do PIB do país. Para se ter uma idéia, na Guerra do Iraque, iniciada em março de 2003, os americanos calculam que vão gastar entre 50 bilhões e 150 bilhões de dólares - uma quantia considerável, mas equivalente a uma fração do PIB: 0,5% a 1,5%.

CARNIFICINA EM STALINGRADO
Em 1939, Adolph Hitler e Josef Stalin assinaram um pacto de não-agressão. Mas, dois anos depois, Hitler cometeu um erro estratégico que mudaria os rumos da Segunda Guerra Mundial: decidiu abrir uma frente oriental e invadir a União Soviética. O Exército Vermelho resistiu bravamente à ofensiva alemã. A Batalha de Stalingrado, que se estendeu de 3 de setembro de 1942 a 31 de janeiro de 1943, entrou para a história como a mais sangrenta de todas. Os soviéticos perderam 1,1 milhão de pessoas. Do lado alemão, foram em torno de 800 000 baixas. A Alemanha saiu enfraquecida dessa aventura e, dois anos depois, o 30 Reich de Hitler chegaria ao fim.


.
.
C=53664
.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário