Clique no PLAY para leitura automática do texto:

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

"Arca Congelada" quer salvar DNA de espécies ameaçadas pela 6a extinção massiva


"Arca Congelada" quer salvar DNA de espécies ameaçadas pela 6a extinção massiva


O que fazer para evitar que muitas espécies desapareçam antes mesmo de termos a oportunidade de estudar-las? Convencidos de que é praticamente impossível frear o processo de aniquilação de animais por ações do homem ou pelas mudanças climáticas, está em ação o projeto britânico Frozen Ark (Arca Congelada). 


O nome carrega a essência da história bíblica da Arca de Noé: salvar espécies de um mundo ameaçador. As semelhanças param por aí. O projeto, baseado em Nottingham, na Inglaterra, consiste em preservar o DNA de espécies em perigo de extinção e algumas amostras ficam armazenadas em congeladores a menos de 80°C.  



Muitos pesquisadores acreditam que o mundo já está enfrentando a sua sexta extinção massiva. Estudiosos defendem que os bancos de corais deverão diminuir em um quarto até 2050. Segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza, 41% dos anfíbios e até 26% dos mamíferos estão ameaçados de extinção.  


A Arca Congelada é um projeto britânico que já conta com mais de 48 mil amostras de 5.500 espécies.“ O projeto foi lançado há pouco mais de uma década pelo cientista britânico, Bryan Clarke, falecido no ano passado, e por sua esposa Ann. Eles contam com 22 parceiros em todo o mundo. 

E o que será feito com este material? "Isto é para futuras gerações decidirem, quando as técnicas estiverem disponíveis,"” disse Ann Clarke, acrescentando que “se não houver o DNA preservado eles não terão mais nenhuma outra escolha.”



Fonte: Sapo Notícias 


C=387.238


Nenhum comentário:

Postar um comentário