Clique no PLAY para leitura automática do texto:

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Conheça a história do sultão extremista que demoliu pirâmides egípcias


Conheça a história do sultão extremista que demoliu pirâmides egípcias


Ao longo da história, um homem tentou derrubar as Grandes Pirâmides: Al-Aziz Uthman, o 2º sultão do Egito, que foi um extremista islâmico.


Filho do grande sultão Saladino, Al-Aziz Uthman (1171-1198) acreditava que as pirâmides eram apenas imensos objetos de idolatria e que, por tal motivo, deveriam ser demolidas. Com isso em mente, ele reuniu um grupo de homens e derrubou várias pirâmides - pequenas e médias.




No entanto, falhou feio ao tentar colocar no chão as Grandes Pirâmides. Após desperdiçar uma grande fortuna tentando demolir a Pirâmide de Quéops – e provocando somente um dano ínfimo nela –, o extremista Al-Aziz se deu por vencido diante do imenso engenho arquitetônico dos egípcios e deixou, por fim, as pirâmides em paz.

Ele também tentou destruir a Pirâmide de Miquerinos e conseguiu provocar um estrago (veja na foto abaixo). A grande abertura na parte norte da pirâmide foi fruto de uma tentativa de suas demolições. Al-Aziz Uthman e seus homens conseguiram apenas remover algumas pedras, causando um desmoronamento.

Pirâmide de Miquerinos


O sultão morreu aos 27 anos, no final do ano de 1198, durante um acidente enquanto caçava.

Fonte: Anfrix


Pirâmide de Miquerinos - no detalhe o estrago causado



Nenhum comentário:

Postar um comentário