Clique no PLAY para leitura automática do texto:

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Chinesa afirma ser a mulher mais velha do mundo aos 127 anos


Chinesa afirma ser a mulher mais velha do mundo aos 127 anos

Alimihan Seyiti, ao que tudo indica, nasceu em 1886. Ela espera por uma confirmação oficial para receber o título.



Você sabe quem é a mulher mais velha do mundo? Uma chinesa chamada Alimihan Seyiti afirma ter 127 e, se a idade for comprovada, ela poderá receber o título pelo Livro dos Recordes. A Sociedade Geriátrica da China já confirmou a idade de Seyiti já que, ao que tudo indica, ela nasceu no dia 25 de junho de 1886, ainda durante a Dinastia Qing. O título foi requerido depois que Luo Meizhen, nascida em 1885, morreu em junho deste ano.

E o que é que a maioria das pessoas perguntaria a alguém que pode ter quase 130 anos? É lógico que a grande curiosidade gira em torno dos truques para ter uma longa vida e, nesse sentido, Seyiti parece ser uma mulher de poucos segredos: ela afirma que tomou muita água gelada – o que não é muito comum em sua cultura – e sempre lavou muito bem seu rosto.

História


Os familiares da chinesa afirmam que ela sempre foi uma mulher muito bonita e cuidadosa. A própria Seyiti, em declaração publicada no jornal The Irish Times, afirma que já teve muitos pretendentes quando era jovem.

Seyiti orgulha-se quando afirma que ainda faz compras, passeia e visita amigos sem precisar de ajuda. Entre seus passatempos estão também contar piadas e cantar algumas músicas de amor, tradicionais na cultura Uigur, à qual pertence. Durante sua vida, ela adotou um casal de filhos e hoje, entre netos e bisnetos, a família já conta com mais 40 membros.

Sua longevidade é motivo de orgulho também para o município de Shule, onde ela vive. O local, que abriga menos de 300 mil habitantes, tem oito pessoas centenárias, e será nomeado, em outubro deste ano, um dos grandes locais de longevidade da China. Até lá, dona Alimihan vai ter que esperar pelo título de mais velha de todas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário