Clique no PLAY para leitura automática do texto:

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Nossa civilização derrubou quase 50% das árvores do mundo


Nossa civilização derrubou quase 50% das árvores do mundo


Um novo censo mundial de árvores da Terra estima que mais de 3 trilhões delas habitam o nosso planeta. Apesar de ser uma quantidade considerável, o levantamento indicou que o número representa apenas 50% do que existia antes da civilização humana.


O estudo é classificado como o inventário mais preciso da população de árvores da Terra até o momento, revelando que existem 3,04 trilhões de árvores, o que é equivalente a 422 árvores para cada pessoa no planeta. Os pesquisadores usaram imagens de satélite, inventários florestais e tecnologias de supercomputação para calcular o número de árvores. 

A nova estimativa encontrou cerca de 7,5 vezes mais árvores do que levantamentos anteriores, disseram os cientistas.

Os pesquisadores também utilizaram mapas atuais e históricos com projeções de cobertura florestal, fornecidos pelo Programa das Nações Unidas para o Ambiente, para estimar a perda das árvores ao longo do tempo. Eles descobriram que o número total de árvores na Terra caiu perto de 46% desde que a civilização começou.

O estudo também descobriu que a maior densidade de árvores ocorre nas regiões subárcticas da Rússia, Escandinávia e América do Norte. As maiores áreas de floresta, no entanto, estão nos trópicos, que acolhem 43% das árvores do mundo, disseram os cientistas.


A atividade humana é a principal razão para o desaparecimento de árvores, principalmente por meio do desmatamento, uso da terra e práticas de manejo florestal, segundo a pesquisa. 

Estes efeitos combinados contribuem para a perda de 15 bilhões de árvores em todo o mundo a cada ano, acrescentaram os cientistas. A pesquisa foi publicada na revista Nature e conduzida por Thomas Crowther, da Yale School of Forestry & Environmental Studies de New Haven, Connecticut.

Veja abaixo o vídeo sobre o estudo (em inglês):



Fontes: Live Science , Nature




Nenhum comentário:

Postar um comentário